A força do dinheiro

ontem começou a rolar no Twitter uma informação de que o colunista e jornalista Fernando Alécio teria sido demitido do jornal Diário do Litoral. segundo a mesma informação, seria por “controle de gastos”.
porém, primeiro, quero acreditar que a notícia seja falsa.
segundo, se foi mesmo, bem, todo mundo viu que o jornalista foi o único colunista do Diarinho que criticou as associações patronais de Itajaí por se meterem nos assuntos legislativos.
Alécio escreveu mais ou menos o que venho escrevendo aqui — além de outros blogueiros e afins — e, claro, os patrões não devem ter gostado nenhum pouco de ver essas opiniões (como esta) saindo no jornal de maior circulação de Itajaí.
e tudo isso, não agradando aos patrões da cidade, aqueles mesmos que acham que ainda mandam na cidade e querem, agora, impedir mais FISCALIZADORES DO PODER, pode ter acabado com a coluna que Fernando Alécio mantinha no Diarinho. na verdade, mantém, pois ainda hoje saiu e reproduzo abaixo trecho desta coluna de quarta, quem quiser ler na íntegra, clique aqui para ir ao blog dele:

40 HORAS – Audiência pública na Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, na segunda-feira, tratou da proposta que visa reduzir a jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais. Representantes das centrais sindicais consideram que a medida resultará na criação de mais de dois milhões de empregos. O projeto tramita há 15 anos no Congresso Nacional.

DEIXA PRA LÁ 1 – Adversários do PT em Itajaí andam receosos em explorar o noticiário negativo em relação ao governo federal. Afinal, as denúncias que têm sido publicadas na imprensa nacional nas últimas semanas atingem principalmente PR, PP e PMDB, partidos que no cenário local compõem a base de apoio do governo Jandir Bellini (PP). Melhor deixar quieto…

DEIXA PRA LÁ 2 – Outra razão para o desconforto seria o telhado de vidro. Enquanto Dilma promoveu uma faxina no Ministério dos Transportes e no DNIT devido às denúncias da imprensa, que podem ou não evoluir para ações do Ministério Público, o rodo e a vassoura de Jandir ficaram bem guardados no episódio da contratação da empresa Argolo, que já virou ação tramitando na Justiça.
(…)

aqui, a coluna que irritou alguns setores patronais de Itajaí, já publicada aqui no blog também:

ACORDO 1 – Sugestão de acordo entre partidos políticos e entidades empresariais: não se aumenta o número de vereadores e as entidades empresariais devolvem o dinheiro público que receberam dos municípios nos últimos anos. Em Itajaí, por exemplo, houve recursos públicos espirrados para festa de aniversário de entidade, troféu de empresário do ano, selo social, natal encantado, etc.

ACORDO 2 – Outra cláusula do acordo: o dinheiro que os empresários destinam para doações a candidatos em campanha política seria revertido ao erário público para ser aplicado na área de educação. No caso de Navegantes, a associação empresarial local devolveria ainda o terreno público que lhe fora doado gratuitamente. Ou pagaria ao município o preço de mercado do terreno.

ACORDO 3 – Obviamente, além de devolver a grana pública já recebida, o acordo implica às entidades não pedir e não receber mais. Certamente, as entidades empresariais aceitarão de pronto os termos deste acordo, uma vez que têm demonstrado grande preocupação com a economia do erário público, como argumentam na campanha contra o aumento do número de vereadores.
(…)

About these ads

Uma resposta to “A força do dinheiro”

  1. Gerd Klotz Says:

    É evidente que o jornal ficou em posição de decúbito dorsal para as entidades empresariais de Itajaí.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 915 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: