A (sempre) polêmica estátua da Liberdade da Havan

a algumas semanas (ou meses) da inauguração da loja da Havan em Itajaí, ali na rua Sete de Setmbro, próximo ao Teatro Municipal de Itajaí, a polêmica sobre a construção de uma mega-estátua réplica da Estátua da Liberdade estadunidense, já começou.
a de Itajaí, terá cerca de 30 metros, ou seja, 10 andares de altura.

É, se depender da “liberdade”, teremos essa coisa feia em Itajaí.

um tamanho significativo para ser colocado apenas como adereço, como símbolo da empresa que, em algumas cidades não a colocou (segundo eles, devido ao espaço).
porém, como bem disse meu amigo Daniel Pissetti, há uma lei que rege isso, e a própria prefeitura de Itajaí parece desconhecer, pois já declararam aos jornais que não podem interferir no assunto privado de uma empresa.
olhem o que diz a seção XII do “estudo de impacto de vizinhança” da Lei n° 10.257, de 10 de julho de 2001 (clique aqui para ver na página): Art. 36. Lei municipal definirá os empreendimentos e atividades privados ou públicos em área urbana que dependerão de elaboração de estudo prévio de impacto de vizinhança (EIV) para obter as licenças ou autorizações de construção, ampliação ou funcionamento a cargo do Poder Público municipal.
Art. 37. O EIV será executado de forma a contemplar os efeitos positivos e negativos do empreendimento ou atividade quanto à qualidade de vida da população residente na área e suas proximidades, incluindo a análise, no mínimo, das seguintes questões: (…) VII – paisagem urbana e patrimônio natural e cultural.

e aí, pergunto, foi feito estudo de impacto visual? impacto na paisagem urbana, natural e cultura???? perguntaram ao povo do entorno se precisaria de uma estátua como essa?
ou simplesmente, “não podem se meter” em assuntos privados?

se eu quisesse construir uma mega estátua, seja lá do que for, e eu dissesse, oras, mas eu gosto, é meu símbolo ou seja lá o que for, a prefeitura não iria se meter? não iriam embargar?
se alguém quisesse colocar ali uma estátua, por exemplo, do símbolo da negação de Jesus (se não me engano, uma cruz de cabeça para baixo), será que iriam deixar? será que não embargariam usando esta lei? será que a população deixaria?
ou o símbolo do Besouro (ao lado), que significa alguém que tem poder no satanismo? aí também não poderia?
ou se quisessem colocar um símbolo, por exemplo, comunista, aí poderia? deixariam? ou aí sim, a lei funcionaria?

enfim, certas coisas podem, outras não podem… ou a liberdade (não a estátua) é igual para todos?

About these ads

66 Respostas to “A (sempre) polêmica estátua da Liberdade da Havan”

  1. Samuel Costa Says:

    O grande problema é que somos um povo colonizável. E tudo que vem de fora é bom e as coisas do Brasil não prestam. O grande problema dessa empresa é que ao adotar a simbologia norte-americana, lá atrás não previam como as coisas estariam hoje. O US, está as voltas com a festa do chá, problemas de desemprego, teto da divida pública, guerras em paises distantes e uma crise de liderança mundial. O grande problema dessa empresa é com o médio e longo prezo. O momento histórico de hoje vem de encontro do visual que adotaram há décadas. Como se diz por aqui: quando se comprar a porca, os porquinhos vêm agarrados na teta.

  2. bastidoresdopoder Says:

    Amigo qual impacto vai ter??? o que tem ali, temos que ver quantos empregos serão gerados, enquanto isso os grandes predios são levantados casas historicas vão sendo derrabadas e ninguem fala nada, a mão de obra da construção civil é de seis meses no maximo um ano, depois vão para assistencia social do municipio, isso ninguem fala nada, agora a havan vai dar 200 empregos e no terreno dela pode fazer o que quiser, eu não gosto mas tem quem goste, então vamos deixar lá.

    • Rômulo Mafra Says:

      A questão que pontuo é: deixariam fazer o que quisesse se fazer pra todos? Ou só pra quem tem dinheiro? E, mesmo assim, tem a questão legal, que poderia e deveria ser seguida. Mas, como vai gerar “empregos”, dá-se tudo de mão-beijada. Sim, os empregos são bons etc. etc., mas, mesmo assim, a porcaria da estátua não fará a menor diferença para os tais empregos, não é mesmo?

    • Adelar Bazzanella Says:

      Suponha que esta “estátua’ seja como a de Florianópolis. Respondo então, que o impacto é no bom gosto, é na inteligência, é na estética! Esta coisa, em Florianópolis, é uma tentativa tosca, inábil e horrenda, de ser sequer um simulacro do estátua norte-amerciana. É bastante possível que para um grande número de pessoas, isto não tenha importância, o que não me surpreende, julgando os tipos de roupas que vejo pelas ruas, e sabendo dos gosto musical e literário (?) das massas.
      É preciso uma normatização do que venha a destacar-se visualmente no espaço público, sim! Lixo é lixo, sempre, inclusive, lixo cultural; e quem tem lixo, deve dar destino à ele, e não amontoa-lo em frente à sua casa, ou na calçada, em frente à casa.

  3. bastidoresdopoder Says:

    outra coisa, é discurso bobo este negocio de valorizar a cultura local, que cultura local? empurram-nos uma cultura açoriana que não é 100% verdadeira, visto que os casarões são quase todos alemão, além disso vamos se preocupar com a havan enquanto a pedro ferreira e lauro muller estão destruindo o patrimonio artistico arquitetonico, ali aonde a havan vai ficar já se perdeu tudo, nem o teatro respeito o papel historico do local, da estação de trem, ai vamos querer mandar no que e como a havan vai gastar seu dinheiro é um pouco demais, ou era melhor aquela construção do caseca

    • Daniel Pissetti Machado Says:

      Valorizar a cultura local é coisa de bobo? Comece respeitando a língua portuguesa, seu comentário é praticamente ininteligível.

      • bastidoresdopoder Says:

        Grandes problemas são pessoas passando fome, outras sem medicamento, outras sem moradia, muitas sem educação de qualidade, agora respeito o contraditorio e o direito de opinião de qualquer um, se você é questão de honra a estatua da Havan, parabéns se preocupe com ela e abaixo aos americanos e seus simbolos burgueses, enquanto isso como diria o Paulo Alceu a vida segue.
        Para terminar sabe o que matou o comunismo e o socialismo, o discurso demagogico das pessoas.

      • Daniel Pissetti Machado Says:

        Com 1% – isso mesmo – um por cento do orçamento destinado à Defesa dos EUA em 2010 (US$ 664 bilhões) se extinguiria a fome no mundo. A discussão sobre o melhor modelo de governo será eterna. Penso que o que “matou” o comunismo foi à natureza humana. Recomendo a leitura da obra: “A história de B” de Daniel Quinn para elucidar melhor esta questão. Finalmente, o que “matará” o atual sistema de governo é a corrupção, este sim a raiz de todos os nossos problemas.

  4. Daniel Pissetti Machado Says:

    Só conseguiremos resolver os grandes problemas quando pararmos de tolerar os menores.

    • Daniel Ramos Says:

      Bom dia Daniel Pissetti,concordo com você,mas o problema é que os grandes problemas são a sua maioria,e quase ninguém faz nada e nem liga,enquanto que os pequenos são os menores,não acredito que a Estátua seja algo que é um problema,como a da Barra Velha,que é maior do que a nossa,e ninguém reclamou.

      • Daniel Pissetti Machado Says:

        Olá Xará. Não é porquê ninguém reclamou em Barra Velha ou em outras cidades que não devemos reclamar aqui. Todos os grandes problemas da cidade como educação, saúde, segurança pública, trânsito possuem um componente cultural. Outra coisa: muitas das famigeradas estátuas estão localizadas em rodovias, não no entorno do centro das cidades.

  5. Hélio Jorge Cordeiro Says:

    Mafra, deixa queto, nego, pois quem sabe no dia 21 de dezembro de 2012 (segundo o calendário Maia), tu podes te salvar pendurado na ponta de uma das labaredas da tocha da tiazinha da liberdade,pois vai ser água pra nenhum netuno botar defeito! hehehe

  6. Adriano Assis Says:

    A estatuá não causa impacto e não tem nada que a prefeitura possa fazer. Quem pode fazer alguma coisa é a empresa em ter bom-senso e parar de usar um símbolo americano como símbolo de uma empresa que é brasileira. E da parte da população, a única coisa que pode ser feita é boicote

    • Rômulo Mafra Says:

      Adriano, discordo completamente da primeira frase. Causa impacto visual e muito grande! Ainda mais uma coisa feia, como disse o leitor comparando com a de Floripa, que é muito mal feita. Mas, se eles têm dinheiro, vão trazer empregos, bem, podem tudo, então, liberem a cidade pros donos do dinheiro, Marina etc. etc. e o resto, o resto é só o resto. Pelo que diz a lei, pode ser feito alguma coisa. Pelo menos, no meu entender.

    • Adelar Bazzanella Says:

      Talvez o município de Itajaí não tenha uma normatização para monumentos, e eu penso que pouquíssimos municípios a tem; e, de qualquer forma, a tal estátua será em terreno particular.
      Mas, se destaca no espaço público, atinge, visualmente, a todos que estão por perto. Então, a coisa todo fica no âmbito do gosto, da estética, da arte; não tem saída. Esta loja adotar o símbolo norte-americano, não constitui nem crime nem nada de errado, ainda mais em um país que adora os norteamericanos, e que está repleto de imagens, símbolos, marcas, norteamericanas. Minha única pergunta quanto à eminência de esta loja colocar este símbolo, é se será assim como o daqui de Florianópolis. Aqui, é uma coisa tão horrenda, que sinceramente, envergonha a todos nós. Se qualquer pessoa de outro lugar, rir de nossa cara, não podemos dizer nada!
      Aí, a pergunta: como é que fica?
      E, antes que alguém retruque: gosto se discute, sim! Claro que sim!

      • bastidoresdopoder Says:

        Perfeita a sua colocação, não há nada que se possa fazer, se não nos mobilizamos para mudar aquilo que é publico, porque vamos fazer uma cavalo de batalha por algo privado.
        Quem não concorda com a empresa faça que nem eu não compre nem frequente suas lojas, o resto para mim é apenas discurso.

  7. Street Dog Says:

    Cultura local, estão falando do que ? dos C t g´s (Centro de tradição gaucho ) ou farra do boi ou esse engodo dos açorianos que nunca colonizaram nada por aqui.
    Que cultura local ?
    Estão construindo prédios na ressacada que prejudica todo o visual do parque da ressacada, por acaso foi feito algum estudo de impacto de vizinhança ? Aliás já foi feito esse estudo alguma vez para alguma coisa em itajaí ?
    E para implantação de uma garagem de barco com nome de marina, além de mudar a lei , fizeram algum estudo de impacto de vizinhança ?
    Se não querem estátua, que mandem construir de novo, aquele elefante branco que existia ali e que ninguem reclamava.

    • Rômulo Mafra Says:

      CTG ou até mesma a Farra do Boi não tem nada a ver com isso. A cultura local não é isso ou só isso. E outra, a construção de uma estátua tem impacto sim, visual, histórico ou sei lá mais o que, portanto, SEGUNDO A LEI, deve ser bem feito, não de qualquer jeito só porque uma empresa tem dinheiro pra construí-la. Ao que parece, meus exemplos não surtiram o menor efeito. Não quero que a Havan não exista. Quero que, sim, sejam respeitado as leis. Assim como, creio eu, está desrespeitando, por exemplo, em não deixar uma calçada pra população que passa ali pela 7 de setembro. Ou eles podem tudo, já que vão “gerar empregos” (lembrando que, vão gerar também muito lucro pra eles próprios).

  8. bastidoresdopoder Says:

    antes de falar sugiro aos amigos lerem o estatuto das cidades por inteiro e não somente o capitulo do impacto de vizinhança e ai vcs irão ver que realmente não tem nada pra se fazer

    • Rômulo Mafra Says:

      Aí sim. Se dizes que não há nada para fazer, diante do estatuto de Itajaí, só podemos ficar na crítica mesmo pela parte estética (ou até ideológica). Tens ela online pra lermos?

    • bastidoresdopoder Says:

      bota no google que vais ver, temos de lembrar que itajai não tem o plano diretor vigente de acordo com o estatuto da cidade, ainda estamos na fase do relatorio das audiencias publicas.

    • Daniel Pissetti Machado Says:

      O estatuto das cidades é uma lei federal em vigor desde 10 de julho de 2001. Não importa se o município de Itajaí esteja discutindo seu plano diretor. Leis federais têm prevalência sobre leis estaduais e municipais. Não acredito que tenhas lido a lei inteira, pois se o tivesse, não dirias que “não tem nada pra se fazer”.

  9. Vê Domingo Says:

    Parece-me que os açorianos chegaram até “as bandas norte das Itapemas” e fizeram uma ponte aérea “pros Navegantes”. Julgar a não presença açoriana em Itajaí, porque temos nomes de ruas e casarão da elite dominante da época, é de uma superficialidade anestésica!

    Dizem que a tal “estautua de pernas curtas” é uma “originalidade”, não sei como conseguem esse desmembramento da palavra derivada de origem!

    Antes de seguir gostaria de colocar que ”tal sonho”, nem em si mesmo é original, pois já foi sonhado pelo shopping Rio e sofreu críticas do escritor Ariano Suassuna. Então de original e um sonho singular estamos na verdade é diante de uma “carioquização do ianquismo”.

    Qualquer criança do ensino fundamental já conhece suficientemente da nossa cultura de origem para estranhar o símbolo “imposto” a cidade de goela a baixo. (há de se lamentar previamente, o número de professores que vão levar suas turmas para uma visita a réplica monstrenga, o que vai obviamente desencadear uma falta de sensação de pertencimento, ou seja, um prejuízo cultural irresponsável

    É RÍDICULO o delírio dessa empresa em insistir espalhar o símbolo do imperialismo americano pelas cidades onde instala seu comércio – Há quem sofra de tão baixa estima, que pese apenas a geração de empregos sem perceber que a contra-partida e a exploração do lucro.

    As empresas do mundo inteiro estão ai com seus logo-tipos espalhados o que é mais do que normal. Lutar contra o desenvolvimento econômico e o crescimento das cidades é sandices de carolas saudosistas. Sejamos úteis.

    Para se chegar diante de questão em si, temos que manter o foco na anomalia, é um símbolo estranho as origens culturais do povo, e o tamanho de geringonça numas das artérias principais da cidade nos eleva ao estado de piada internacional. Lamentável.

    O tal costume servil, o sentimento de colônia agarrado as entranhas de uns “peneiras grossa” é bem normal, e tem sido moeda corrente nesses dias, desavisados que é na fraqueza do tolo que o dominador se fortalece.

    Mas, cumpre-me registrar com muito orgulho a inquietação de grande parte da nossa sociedade. Quanta honra ver um siri nervoso na lata. E volto a dizer: Se querem nos mostrar poder, ergam um “boi-de-mamão” lá em NY. Pode ser de três metros.

    Vê Domingos

    http://www.ocotidiano.com.br/2011/01/replicas-da-estatua-da-liberdade-no-rio.html

    • bastidoresdopoder Says:

      Quiridão leia tudo que escrevi o que disse que a falso é que temos uma cultura somente açoriana, isso é totalmente falso, nós não somos chamados de porta do vale por acaso, por aqui se passaram diversos povos e culturas e se você prestar atenção e conversar com diversos historiadores, beto severiano, prof bento, prof edison, verá que é recente esta dominação da cultura açoriana

  10. guest Says:

    A Estátua da Liberdade é símbolo da irmandade secreta Illuminati e da própria Maçonaria.

    Alguns podem achar que ela foi dada aos Estados Unidos pelos franceses, mas poucos sabem que ela na realidade orquestrada pela maçonaria, a sociedade secreta, e não pelo governo da França.

    A pergunta é: “Será que a Estátua da Liberdade contem uma mensagem secreta? Existem símbolos secretos inserido nela? Seria ela um símbolo secreto gigante ? Será que ela realmente representa Lúcifer? A resposta a estas perguntas é SIM.”

    Se você perguntasse à maioria dos americanos o que a Estátua da Liberdade representa, eles responderiam “América”, “liberdade ” ou “democracia”.

    É interessante como os Estados Unidos aceitaram um “presente” de uma sociedade secreta, e em seguida colocaram em um porto em Nova York, você não acha? Eu poderia doar um monumento e ter uma cidade importante colocá-lo em um lugar onde todos possam vê-lo? Espero que sim, porque eu tenho algumas idéias em mente.

    Frederic Bartholdi, o criador da Estátua da Liberdade, foi um maçom (não surpreendentemente), e muito familiarizado com o ocultismo e também com o simbolismo e filosofias dos Illuminati. As três figuras principais envolvidos com a estátua, Frederic Bartholdi, que projetou a estátua em si, Gustave Eiffel, que projetou a estrutura de suporte interno, e Richard Hunt, que projetou o pedestal, eram todos maçons.

    O plano original de Bartholdi era para que uma estátua gigante deste tipo fosse colocada em um porto no Egito. Após a sua proposta ser recusada pelo governo egípcio, ele mudou um pouco seu design e ofereceu a estátua aos Estados Unidos.

    O nome original da estátua era “A Liberdade Iluminando o Mundo”, e não “Estátua da Liberdade”. Novamente, a palavra “Iluminando” se encaixa perfeitamente com o tema dos Illuminati. Iluminando, Iluminismo, iluminação, o sol, inteligência, brilho, brilhante, Lúcifer. Você está percebendo?

    Uma imagem quase igual da Estátua da Liberdade fica na França, também em uma ilha, no rio Sena, em Paris, e foi criada em 1889, apenas três anos após a dos Estados Unidos. Se ele é um símbolo da “América”, então porque é que há uma estátua quase idêntica na França? Na verdade, existem centenas de enormes “Estátuas da Liberdade” por todo o mundo.

    A Estátua da Liberdade é essencialmente uma versão moderna do Colosso de Rhodes, uma das sete maravilhas das antiguidade, que foi uma representação do deus grego do sol Hélios (Hélio é o deus do sol). O Colossus foi criado no século 3 antes de Cristo e retratava o deus Hélio segurando uma tocha e ficava localizado na ilha de Rodes, de frente para o mar. Ele tinha 107 metros de altura. Hélio também era representado como um olho que tudo vê, assim como os Illuminati.

    “Esta gigantesca figura dourada, com a sua coroa de raios solares e sua tocha erguida, significava ocultamente o glorioso homem-sol dos Mistérios, o Salvador Universal.” (Manly P. Hall – Os Ensinamentos Secretos de Todos os Tempos p. 189)

    Há um poema impresso em uma placa que fica visível fora da Estátua da Liberdade em Nova Iorque, intitulado O Novo Colosso.
    Houve também uma cerimônia maçônica, onde a placa abaixo foi posta perto da estátua. O texto da placa diz:

    “Neste local em 5 de agosto de 1884, a pedra angular da Estátua da Liberdade Iluminando o Mundo foi colocada com uma cerimônia de William A. Brotte, William A. Brodie, Grande Mestre Macon do Estado de Nova Iorque. Membros da loja maçônica, representantes do Governo dos EUA e da Franca, oficiais do exército e da marinha, membros de Legações Estrangeiras e cidadãos ilustres estiveram presentes. Esta placa é dedicado aos maçons de Nova York, em comemoração do 100 º aniversário daquele acontecimento histórico.”

    A estátua simboliza também um composto de uma grande variedade de antigas deusas que representam o princípio feminino.

    Para os Illuminati e os ocultistas, Lúcifer ou Satanás (basicamente a mesma coisa) é benigno. Filosoficamente, religiosamente, ou o que quer que seja, não importa. Lúcifer é bom para eles.

    Lúcifer é simbolicamente o salvador por causa do conhecimento proibido, o auto-conhecimento e o raciocínio intelectual que ele (figurativamente, metaforicamente ou literalmente) dá aos humanos, junto com a capacidade de pensar racionalmente e elevá-los a deuses entre todos os outros animais na Terra.

    Embora os Illuminati vejam os conhecimentos e informações como bens extremamente valiosos (e com razão), eles querem os manter para si próprios, e deixar os outros “no escuro”.

    A tocha que a Estátua da Liberdade está segurando representa a tocha de Prometeu, que significa Lúcifer no ocultismo. A história mitológica grega de Prometeu é a mesma alegoria de roubar o fogo (ou seja, o conhecimento) de Deus ou dos deuses, e dando aos seres humanos, assim causando a ira de Deus.

    Os sete raios saindo da cabeça da Estátua da Liberdade representam os raios do sol, irradiando para fora de sua mente, e, simbolicamente, representa o espírito que irradia a partir da mente como conhecimento. Há sete deles, porque os chifres representam as sete artes e ciências liberais, assim uma base de conhecimento essencial.

    A Illuminati adora o conhecimento, ou Gnosis, e eles gostam de deixar as outras pessoas no escuro, ou seja, mantidos na ignorância. A estátua também está segurando um livro, obviamente, símbolo do conhecimento e da informação, mais uma vez se encaixando com o tema do conhecimento e da informação, porque o conhecimento é poder, e é isso que os Illuminati têm.

    Assim, só porque o significado oculto de Lúcifer não é o de um diabo mal com chifres, vivendo em um poço de fogo em chamas, mas sim ele é visto como o Logos, etc, a Gnose, isso não significa que eu estava errado no programa. Os maçons têm um círculo dedicado a um estranho misticismo e sistemas de crenças ocultistas. Uma vez que Lúcifer é bom para eles, eles construíram a estátua para secretamente representar isto para outros maçons Illuminati que tem o mesmo conhecimento. A maioria das pessoas não sabe disso, obviamente, porque até então isto foi um segredo.

    • Daniel Ramos Says:

      Amigo só pra lhe lembrar,a Maçonaria teve sim participação direta na Independência dos Estados Unidos,e igualmente a do Brasil.Agora querer relacionar A com B,só porque a Havan utiliza-se do desenho da Casa Branca e a Estátua Liberdade,não quer dizer que ela queira passar alguma “mensagem”.Amigo não vejo problema algum que os símbolos seja da Maçonaria,Igreja Católica,Igreja Evangélica ou seja lá o que for,seja utilizado,desde que sejam utilizados adequadamente e com um motivo,não vejo problema algum.
      Ah e o Sol representa Deus,e não Lúcifer.Assim como a Luz,pois Lúcifer é representado pela as Trevas.Opa a gente tá falando da Estátua da Havan ou de simbolismos?Um mesmo símbolo pode ser utilizado de várias formas,mesmo sendo iguais,pelo menos foi o que eu aprendi em Filosofia na matéria sobre Simbolismo.

  11. Jean Carlos Sestrem Says:

    hehehehe deveriam colocar um dragão chinês na frente não a estátua da liberdade. Mas o que vale é a intenção, bora pra frente Havan vem ai e tem direito de vir, se quiser se pintar de roxa com verde limão também pode. Mas entendo a posição do Rômulo, ele quer apontar não a conveniência da estátua, mas como seria tratado se algo erguido fosse inconveniente do ponto de vista religioso, cultural, político ou mesmo folclórico, no caso de Itajaí se fosse uma foice e um martelo, mesmo que de rubi, seria um problemão. Também não acharia bonito aquela baleia sei lá da marejada não, nem o vovô chopão kkkk. Mas já que ela é de Brusque, quem sabe não ficaria legal um marreco.

  12. Daniel Ramos Says:

    Acho ridícula essa discussão sobre a Estátua da Havan,estava vendo ontem o TVBE Entrevista e fiquei me perguntando,por que não questionam os seguintes problemas da cidade:

    -O Número de Prédios que estão sendo construídos,até agora não vi ninguém discutindo o impacto que eles causam,alguém viu?

    -O terreno que foi comprado por uma merreca,alguém acredita que aquele terreno onde está sendo construída a Havan valia só 7 milhões de reais?

    Ninguém discute um monte de problemas daqui da nossa cidade,pra discutir uma Torre?Acho que muita gente aqui na nossa cidade têm que tomar vergonha na cara,e começar a discutir os verdadeiros problemas da cidade,e deixa a Estátua da Havan em Paz,e que eu particularmente acho linda,e que o que eu vejo ali é a Havan,sempre que olho aquela estátua eu penso:”Olha a Havan é aqui”,ou alguém pensa diferente?

    • Daniel Pissetti Machado Says:

      Temos muito sim a discutir Daniel. O próprio conceito da tripartição dos poderes está colocado em xeque. O Executivo não cumpre seu papel adequadamente, liberando construções a seu bel prazer. o Legislativo não legisla e nem fiscaliza adequadamente (nem aqui, nem nas outras esferas). Resta-nos o judiciário, o menos corrupto dos poderes mas o mais lento e inacessível. O desenvolvimento é inexorável. Mas que ele seja ordenado e planejado respeitando a cultura local, o meio ambiente e as gerações futuras.

      • Daniel Ramos Says:

        Sem dúvida Daniel Pissetti,concordo com você,que hoje o Executivo municipal não faz adequadamente o seu papel(é só ver algumas irregularidades cometidas pelo o então Prefeito,sendo alvo inclusive de investigação pelo o MPF).O Legislativo,têm algumas exceções ali dentro que até fazem um pouquinho do papel deles,mas até estes,ao meu ver estão fazendo muito pouco para a população.
        Pra mim,o que resta é o Ministério Público Federal,que na minha opinião e visão,e até onde eu conheço,é o órgão mais sério,correto e um dos únicos dentro do Poder Judiciário,que realmente funciona,e que defende muito os cidadãos,e leva a séria as denúncias que são levadas até ele.

        Daniel Pisseti,gostaria de saber se aquele grupo que você organizou com o Marcio Xavier,ainda está em funcionamento,e se estiver você poderia me enviar os horários das reuniões pelo o meu E-Mail?É daniel.ramos57@gmail.com,tenho algumas coisas pra conversar com você sobre este grupo,se não for incomodo pra você,claro.

        Abraços!

      • Daniel Pissetti Machado Says:

        Concordo novamente com suas palavras Daniel Ramos, mas vejo também no Ministério Público Estadual um grande aliado da população na busca de seus direitos. O Grupo que fundamos fez apenas três reuniões. Está um pouco difícil conciliar as agendas profissionais e pessoais dos membros. Temos conversado muito via facebook. Adicione-me como amigo, será um prazer adicioná-lo aos grupos de discussão e saber a sua opinião. http://www.facebook.com/danielpissetti

  13. Daniel Ramos Says:

    Uma coisa que me esqueci de colocar no meu comentário acima,alguém fez Estudo de Impacto da dezena de prédios que estão sendo construídos,os Impactos Culturais,ao redor da minha rua(Juvenal Garcia-Centro) são aproximadamente 4 prédios em construção,tirando aqueles que ainda não começaram,inclusive em ruas que antes eram só residências,e são tudo prédios de 8 a 12 andares,ou seja,com tamanhos aproximados ao da Torre.Gostaria se algum destes prédios teve esse Estudo,eu acredito que não,você têm alguma informação Rômulo?Se tiver lhe agradeço.

    Abraços amigo!

    • Daniel Pissetti Machado Says:

      A informação preliminar que tenho é que nenhuma construção feita recentemente em Itajaí respeitou o Estudo de Impacto de Vizinhança. A lei federal está sendo ignorada com a justificativa da falta de um Plano Diretor (em discussão).

      • Daniel Ramos Says:

        Pois é,isso que me deixa p* da vida(não sei expressão melhor pra utilizar hehe),um monte de construções que simplesmente a lei ignora e eu vejo que ninguém faz nada,será que só vão fazer quando começar os problemas?-Estou falando especialmente do Poder Legislativo.

  14. ColaFina Says:

    A Estátua é coisa do Capeta!

  15. Lilian Martins Says:

    A polêmica é salutar, e posso dizer que, no campo da estética, a inclusão desta “obra monumental”, no nosso contexto, é inaceitável.

    O “objeto anti-estético” em questão é um aviltamento às manifestações artísticas locais, à identidade, à composição da paisagem urbana. Alguém mencionou o termo gigante bibelô no blog que colaboro, e achei um termo muito apropriado.

    Fora as questões do que é legal, e, neste campo eu não tenho algum conhecimento, penso que não é moral: qualquer símbolo, americano, inglês, iraquiano ou seja lá qual for, dissociado de seu contexto histórico, social ou cultural, é uma aberração. Cada símbolo tem seu significado, seu tempo, e seu espaço.

    Penso que a inclusão de um “objeto anti-estético” de 30 metros de altura interferirá de maneira depreciativa na paisagem urbana. Se está ou não legal diante dos parâmetros do plano diretor, pouco importa, pois é um atentado ao bom senso e ao bom gosto.

    A cópia é uma mera lembrança da obra original, toscamente elaborada com sérios problemas de proporção. Duvido que tenha alguma significância mais apaixonada ou conceitual do que a mera tentativa de impor uma marca e agradar a demanda popular, tudo com o objetivo de lucro. Enquanto ação mercadológica, pode ser até exitosa, tudo bem… mas a agressão na paisagem é um preço muito alto, que toda a comunidade paga.

    A matéria do Diarinho de 27/08/2011, tem as palavras muito bem ditas do Prof. Dr. Ângelo Cristofolini, que versa sobre uma descaracterização constante dos valores histórico-culturais, e por omissão do poder público. Como Itajaiense, sinceramente, me sento envergonhada com essa aberração, e está no meu direito a manifestação.

    Peço licença ao autor da postagem para fazer uma citação de seu artigo no “Blog Arte Catarina – Conspirações Visuais Papa Siris”. A abordagem é diferente, mas tem muito a contribuir. (http://artecatarina.blogspot.com)

    Um Abraço,
    Lilian Fernanda Martins
    Itajaiense, Artista Plástica, Restauradora de Bens Culturais Móveis

    • Rômulo Mafra Says:

      Licença dada para citar o artigo. ;-) E a Lilian falou e disse: “qualquer símbolo, americano, inglês, iraquiano ou seja lá qual for, dissociado de seu contexto histórico, social ou cultural, é uma aberração. Cada símbolo tem seu significado, seu tempo, e seu espaço.”

    • Daniel Pissetti Machado Says:

      Belíssima contribuição ao debate. Não somos tão poucos como pode parecer a princípio, basta nos organizarmos.

  16. Jean Carlos Sestrem Says:

    Dizem os psicopatas por teoria da conspiração que o dono da Havan põe aquela coisa fofa na frente das lojas para celebrar sua liberdade das prisões que cumpriu por importações duvidosas. Mas ele que é dono ele que bote onde ele quiser né. Eu colocaria a mesma estátua, embaixo do arco do triunfo e sentada em cima da torre eifel. Que mimo…

  17. Milhouse Says:

    É muito CAFONA, essa tal Estátua da Liberdade, seria melhor um Davi de Michelangelo, ou alguma escultura de Auguste Rodin, essa neo burguesia brasileira tem muito mal gosto.

  18. amanda Says:

    #TeamEstátua

  19. Marcos Rodrigues (@ummeroartista) Says:

    Sou um carioca que mora aqui na cidade a 3 anos, já tive o prazer de morar ao lado do teatro municipal, no caso hoje atrás da HAVAN, vou partir pela simples teoria de que um ponto cultural não colocou nenhuma poluição ao seu redor, nem mesmo o xande o fez, porque uma loja que em algumas cidades não tem e aqui em Itajaí, no meio de uma das principais vias que é a ligação de Balneário e Itajaí, vai ter uma poluição dessas? Agora Romulo te pergunto, com quem devo falar para retirar essa estatua? afinal apesar de sem poderes nos artistas podemos tentar irritar bem a HAVAN e conscientizar o povo.

  20. Alex Says:

    voc~es não estão discutindo isto né? É brincadeira. Bando de sem o que fazer.

  21. Alex Says:

    A estatua da liberdade da Havan que está sendo construída em Itajaí na verdade é só um grande esconderijo para arma secreta dos Estados Unidos que querem através de cãmeras escondidas que transmitirão diretamente via satélite informações da Região mais próspera de Itajaí para NASA. Depois mandão os Gremelins para invadir a cidade esburar nossos asfaltos recem reformados, retirar os dentes de ouro dos cadáveres do cemitério da fazenda e enriquecer os Yankes. Não vamos deixar que isto ocorra, vamos destruir a estátua, vamos convocar nossos índios, vamos chamar a guarda costeira, o exército antes que seja tarde. pois esta estátua fará muito mal a cidade, aliás a solução de todos os problemas de Itajaí e da corrupção no Brasil é boicotar a estatua da havan.

  22. Alex Says:

    A Estátua da liberdade de itajai come criancinhas.

  23. Juan Says:

    Aff, a estátua ainda tá só na cabeça e já tão falando mau dela,,, que se foda os illuminati e aqueles que falam mal dos eua,, os eua sempre ajudou o brasil ninguém pode falar mal,, senão eu mando tirar o mcdonald dali da frente do ibis, e o bobs do shopping

  24. Rodrigo Says:

    Olá amigos!

    Sou escultor em concreto armado.
    O que eu tenho pra dizer é que, além de muito feia, com anatomia fora do normal, a estatua da Liberdade de Itajai-SC, ainda foi feita sem um dos dedos da mão direita. Isso mesmo!
    A mão direita da estatua esta sem o dedo mindinho.
    O que posso falar ainda, é que o proprietário da Havan pagou muito pra ter uma estatua “deficiente”.

  25. Daniel Says:

    Essas estátuas são uma agressão aos olhos, à cultura e contexto locais e à paisagem estética urbana. É simplesmente ridículo chegar em Florianópolis e ver aquele monstrengo verde desproporcional jogado na sua cara como querendo impor uma doutrina. Além de ferir a visão, fere a inteligência das pessoas também.

  26. julio Says:

    Que se foda a havam, a estatua, e todo mundo que ta perdendo o tempo com uma coisa dessas.

  27. Odemar Costa Says:

    Maravlhoso o empreendmento HAVAN! Orgulho-me que Itajaí possua uma loja de departamentos, cuja imponência não é vista em São Paulo. E belo também por haverem erigido seu símbolo de marketing, a cópia da estátua de Nova York que é uma cópia da obra de Bartoldi, numa ilhota do Sena, perto da Torre Eifell. em Paris. Odemar Costa – Locutor e Jornalista – ex-vereador de Itajaí. legislatura 63/67

  28. Odemar Costa Says:

    A liberdade e o direito de expressão, como dizia Voltaire, devm ser respeitados; atee mesmo para que possamos saber como certas pessoas são estúpidas, como se mostraram uns Rodrigos, Daniéis e Júlios que aqui se manifestaram.

  29. Odemar Costa Says:

    O dia que os proprietários da HAVAN localizarem uma boa área livre e instalarem as sua loja em São Paulo, onde vivo, desde 63, os paulistas que não conhecem uma loja de departamentos com essa imponência vão ficar muito orgulhosos com isso!
    Odemar Costa – Ex Vereador de Itajaí e Locutor e Jornalista em São Paulo.

  30. bona Says:

    boa noite a todos a estatua e edificação em estilo romano com dois pilares em cima uma piramide nada mais e que símbolos maçônicos e pra quem nao sabe a havan nao e mais brasileira

  31. Jose Says:

    Aqui em Balneario Camboriu um politico fez um
    “Cristo luz” que se você prestar atenção tem as iniciais L.P e mais! La onde se encontra a mesma tem um canal de TV que se chama “Litoral Panorama! Alguma duvida?

  32. santana Says:

    A maçonaria quer, a maçonaria manda!!

  33. Andrei Says:

    Gostei da estátua, nada de mais. Aliás, respondendo a tua pergunta: “ou simplesmente, “não podem se meter” em assuntos privados?” Não, não deves se meter.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 885 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: