Juscelino Kubitschek

[tweetmeme source=”romulomafra” only_single=false]”Escolhi Brasília como ponto alto do meu governo porque estou convencido de que a nova capital representou um marco. Depois de sua construção ninguém poderia duvidar de nossas indústrias ou da capacidade do trabalho brasileiro. Brasília deixou atrás de si uma nova era de autoconfiança e otimismo.” Juscelino Kubitschek

ontem terminei, emocionado, o excelente livro JK — O Artista do Impossível, que ganhei do meu amigo Felipe Damo de aniversário, lá em março. sim, o livro é extenso, pouco mais de mil páginas, e também demorei pra começar a lê-lo. ainda por cima, enquanto lia JK, li vários outros livros (um deles, terminei hoje, do Henry Miller, “Dias de Paz em Clichy”), por isso essa demora toda.
mas, este tempo todo compensou! o livro é excelente! Claudio Bojunga fez um trabalho minucioso e, creio, esta deve ser a biografia mais completa do grande estadista brasileiro JK.
e, para alguém como eu, que pouco conhecia sobre esta história, desde Getúlio Vargas, desde o Juscelino prefeito de Belo Horizonte e, depois, governador de Minas Gerais, do Juscelino que só perdeu uma eleição (para a Academia Brasileira de Letras, por pressão dos militares brasileiros, já na Ditadura — e com JK tendo seus direitos políticos cassados por dez anos –, quando eles morriam de medo de qualquer coisa que Kubitschek fazia), do Juscelino que foi o primeiro presidente civil eleito pelo povo que começou e terminou seu mandato no prazo estipulado (o seguinte a conseguir esta “proeza” foi somente Fernando Henrique Cardoso, décadas depois), da sua vida simples — apesar das mentiras inventadas pelos militares –, de seu começo simples, do sorriso largo e constante, da música “Peixe Vivo“, da perseguição que sofreu durante toda a sua vida política (antes mesmo de assumir a presidência em 1955 teve de lutar — contra a oposição e militares — pra assumir) e até mesmo das humilhações, após o fatídico 1° de abril de 1964 (que os militares tentam dizer que foi 31 de março, pra não coincidir com o “dia da mentira”), por que passou.
ah sim, e o Juscelino que seguiu a risca a Constituição brasileira que dizia que a capital federal deveria ser num local no centro do Brasil! e ele foi lá e fez. em três anos! três incríveis anos em que um presidente decidiu fazer, e fez! e nesse meio tempo ainda levou o Brasil a começar efetivamente seu desenvolvimento.
claro que isso teve um custo, apontado, injustamente, como o “criador” da nossa gigante dívida externa, porém, à época, não havia outra solução para fazer o Brasil sair do país agrário, e que tinha a começado a mudar com Getúlio Vargas (que se matou para não haver um golpe — militar e civil, como o que aconteceria menos de dez anos depois — e o Brasil mergulhar numa guerra civil). e o livro explica bem esta situação econômica e financeira do país. a ideia de JK era desenvolver, industrializar, para, essa conta ser paga logo após, quando isso começasse a render os frutos que estão, hoje, rendendo, finalmente.
mas, já me alonguei demais numa história que deve ser conhecida por todos nós. o seriado exibido pela Globo, JK, dizem, pois não assisti, foi muito interessante, e, agora, devo vê-lo para “completar” esta biografia deste enorme, maiúsculo brasileiro que foi Juscelino Kubitschek.
hoje, comecei a ler a biografia Stalin, de Isaac Deutscher, que foi um grande opositor do regime do russo Ioussef (e não Joseph, como é comum se escrever) Vissarion Djugachvili (e ele também não se chamava oficialmente Stalin). me parece ser um excelente livro.

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , ,

2 Respostas to “Juscelino Kubitschek”

  1. Flávio Says:

    é uma pena a filha desse nobre brasileiro ser casada com alguém chamado Paulo Octávio…
    recomendo ver o documentário Brasília Secreta partes 1 e 2. começa mesmo no minuto 2:15.

    abraço.

  2. bastidoresdopoder Says:

    irmão sugiro tb a leitura que fiz e gostei CHURCHILL, ROOSEVELT E STALIN

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: