“A história secreta”, envolvendo Jandir Bellini, Amílcar Gazaniga e os Dalcóquio

[tweetmeme source=”romulomafra” only_single=false]a capa do Diarinho de hoje está provocando um rebuliço na cidade. alguns dizem que a “máscara” de santificados pelo governo Bellini, incluindo o próprio santo do pau oco Jandir, caiu de vez. outros já imaginam que o Ministério Público Federal deverá agir no caso. e tem, claro, aqueles que acham que o assunto receberá o devido abafamento já tradicional da Bellinilândia. mas, vamos ao caso, exposto no jornal Diário do Litoral de hoje:

tudo começa lá no primeiro mandato de Jandir Bellini, quando ele prometeu uma creche e uma praça no bairro Cordeiros. depois, Jandir escolheu o local: um terreno da Shell Brasil com mais de sete mil metros quadrado! então, a desapropriação foi decretada em 1998.
em 2001, Jandir Bellini, num ato pra lá de estranho é que merece uma séria investigação, o decreto foi CANCELADO, em abril do primeiro ano do milênio. segundo Bellini, o terreno estaria contaminado desde a enchente de 1983, por isso não fez mais a tal praça. hmmmmmmmm… terreno contaminado, é? mas, imagino, são Jandir deve ter os laudos provando isso, não é mesmo?

porém, a coincidência, irmã da sacanagem, mostra que 41 dias depois da desistência, a Trocadeiro Portos e Logística foi criada naquele MESMO LUGAR onde seria a praça prometida por Jandir.
em 2004, Jandir Bellini entrou para a Bellini Participações, uma empresa da família Bellini (será que a vereadora Susi Bellini também faz parte da empresa?). “Porém, o fato de o negócio ter sido concretizado entre um grupo de ALIADOS POLÍTICOS deixa no ar se não teria havido algum favorecimento, tipo informação privilegiada“, diz a matéria do Diarinho.
pra apimentar ainda mais as coisas, Guto Dalcóquio é o cara que toca a Trocadeiro e era o vice-prefeito de Jandir Bellini quando da desistência do terreno!!
mas, é claro, tudo é coincidência, não é mesmo?

Melhor uma empresa que uma creche, diz Guto à reportagem do Diarinho
frase dita pelo empresário Guto Dalçóquio ao Diarinho. é, com essa frase ele mostra um pouco a sua visão empresarial da coisa pública. será que ele pensava assim quando era vice-prefeito?
será que é só mais uma grande coincidência ele ser quem manda lá na Trocadeiro agora?
será que sabiam que a Linha Branca (hoje, Via Expressa), prometida por Macagnan na campanha de 2004, iria passar bem na frente da Trocadeiro?
e desde quando uma empresa é melhor que uma creche, que uma praça, senhor Dalçóqui?
ops, esqueci, nossos governantes em Itajaí são empresários. Jandir é empresário. tem “visão empresarial”. então, não podemos nem reclamar muito, podemos?
aliás, Guto diz que, se foi Bellini que assinou o decreto, é ele quem tem de responder.
oras, Guto era o vice-prefeito, então, não pode ficar empurrando assim com a barriga, ou, vai dizer, que também não sabia de nada, que foi tudo uma graaaaaaande coincidência??
Guto diz até que sua família perdeu muito quando ele era vice-prefeito.
dá até pena, não dá? quem sabe façamos uma “ação entre amigos” pra ajudar os Dalçóquio, que acham?
mas, claro, perderam tanto que, sem querer querendo, hoje têm um porto na cidade. claro, tudo coincidência, como mostra a matéria do Diarinho.

Reserva de Mercado?
aliás, será que isso tudo não seria Reserva de Mercado? tipo, os caras dizem que vão fazer algo, publicam decreto, tempos depois desistem do decreto, já que as pesquisas por terrenos já haviam sido feitas, e, aí, os amigos de fé, bola e dominó do prefeito vão lá e compram. pra não ficar muito na cara, só anos depois o próprio prefeito entra na jogada. tudo “dentro da lei”.

Gazaniga também faz parte dos sócios da Trocadeiro
na matéria do Diarinho, Gazaniga, que é o chefe da Volvo Ocean Race indicado pelo prefeito Bellini, diz que não sabia do decreto de 1998 e que sua empresa entrou de sócio da Trocadeiro em 2004 (ano das eleições pra prefeito).
ou seja, se ele diz não saber nada do decreto, então, será que considera o decreto uma prova contra as próprias ações do prefeito?

enfim, vamos aguardar os devidos desdobramentos desta matéria. provavelmente, teremos uma Operação Abafa nas TV´s locais, mas, cabe a nós, povo de Itajaí, cobrar as devidas respostas do prefeito Jandir Bellini e seus amigos de fé, dominó e bola.

Anúncios

10 Respostas to ““A história secreta”, envolvendo Jandir Bellini, Amílcar Gazaniga e os Dalcóquio”

  1. Gerd Klotz Says:

    CPI já!!!
    Temos aí um fato determinado, levantando suspeitas de que outras negociatas deste naipe foram e estão sendo urdidas nos subterrâneos deste governo de mentira que é o de Jandir Bellini e sua turma.
    Por exemplo: o que haveria de “secreto” na tal Volvo Ocean Race, que o ex-prefeito Amilcar Gazaniga coordena como ‘voluntário’?
    Se não há nada a esconder, que façam uma Audiência Pública demonstrando com transparência todas as contas deste “negócio”.

    • Rômulo Mafra Says:

      Infelizmente, sabemos que Jandir Bellini já tem praticamente toda a Câmara de Vereadores na mão, ainda mais depois do PDT entrar pra Bellinilândia. Então, não será através de CPI que algo será feito, infelizmente. O MP vai ter de agir. Do contrário, ficaremos, mais uma vez, a mercê dos “empresários governantes”.

      • Gerd Klotz Says:

        Que se entre com pedido de instalação de uma Comissão Especial de Investigação na Câmara Municipal e os vereadores da base aliada do governo Jandir que arquem com o ônus político de sua não aprovação…

        • jean sestrem Says:

          Querido Gerd, com todo o respeito, sabemos de como vai acabar uma ação assim se iniciada pelo legislativo por conta dos motivos claro que o Rômulo apontou, mas acredito que não é mais um caso para julgamento político. É evidente que documentos inquestionáveis comprovam uma contradição gigantesca do comportamento de Jandir Bellini quando trata em benefício público e ao privado. Por isso vejo como prioridade o caminho judicial e a investigação pelos orgãos específicos para isso, que possuem todas as ferramentas que se fazem necessárias para a elucidação. Isso é caso de polícia e que os culpados seja devidamente punidos. Os indícios são muito sérios, vc é advogado e sabe que existem evidências e muitos agravantes se levantarmos fatos ocorridos nesse período como a publicação de projetos que focam na área como potencialmente e economicamente viável para maxvalorização e por ai a fora. Por isso, até posso sonhar numa possível manifestação do legislativo quase totalitariamente governista, mas fora isso, essa utopia, preciso acreditar nas instituições e na capacidade destas de investigarem com zelo e afinco na defesa do patrimônio público e contra a ação predatória praticamente configurada nas matérias veiculadas. Grande abraço amigo e sucesso sempre.

  2. jean sestrem Says:

    Olá Rômulo

    Muito boas as perguntas que precisam de respostas. Acredito nas autoridades policiais e judiciais para com transparência elucidar esses fatos para atender a responsabilidade constitucional da publicidade dos atos públicos e as manobras que a Lei permite para que grupos políticos se beneficiem do tesouro de uma sociedade em detrimento a própria.

    Esse modelo sempre ficou claro por parte das ações efetivamente e pra isso esse grupo parece ter trabalhado desde o princípio, ou seja, para atender um micro cosmos de amigos e chegados. Lealdade total entre estes. Analisando cronologicamente os fatos, hoje podemos entender muitos comportamentos externados em ações governamentais e suas reais intenções. Políticas públicas pelo jeito só para usufruir financeiramente.

    Toda essa possível manobra parece ser um grande atraque no patrimônio público beneficiando alguns, parece não restar dúvida. O que resta na realidade é explicitar de maneira transparente a população de Itajaí tudo que aconteceu sem fumaça, sem financiamento de mídia alugada, sem conversinha de santo. Contra fatos não há argumentos. E é fato que uma terra que vale milhões foi adquirida com dinheiro público, transformada em patrimônio público antes da divulgação geral da rota de uam via portuária. Garantido o patrimônio, depois da poeira baixar, estranhamente empresa ligada a aliados políticos inclusive de chapa majoritária conseguem adquirir a área sob alegação que não interessava mais ao povo de Itajaí tal área. Como agravante, tempos depois se vê o próprio Prefeito como sócio do empreendimento que ele mesmo afirmou em decreto que nada valia tal patrimônio.

    Veja bem prezado Rômulo, o mesmo homem que decretou que a terra não valia nada, aparece como sócio do empreendimento. Como pode isso? Jandir rasga seu dinheiro? Se ele foi o primeiro a saber e até decretar que a terra não valia por quê colocou seu dinheiro lá depois de abrir mão da posse representando o povo? Quer dizer que pro povo de Itajaí não vale nada, mas pra ele e seus amigo vale? Gostaria muito de ver uma explicação para essa conta que não fecha de jeito nenhum. Legal deve ser, mas seria sem dúvida a maior imoralidade ja cometida numa gestão de Itajaí, disso não tenho dúvida pois não me lembro de outra que tenha tantas provas./

    • Gerd Klotz Says:

      Sim, claro como a Santa Clara.
      Sei que na esfera legislativa não vai dar em nada, mas precisamos tensionar…
      O caminho, por óbvio, é o Ministério Público, que neste momento já não pode mais se fazer de desentendido, até porque, no “conjunto da obra” deste governo Jandir&Dalva&Amilcar, há outras questões que precisam ser elucidadas.

  3. Oliver Says:

    Nao acham que este fato , agora aclarado , explique porque tanto empenho do prefeito em “cooptar” os partidos até entao de oposiçao ?

  4. agente Somos Says:

    Eh a podridao vindo a tona…

  5. Patrick Schneider Says:

    Desculpe-me o trocadalho do carilho: “Governo trocadeiro. Nós trocamos uma creche por uma empresa nossa”.

  6. Carlos Ribeiro Costa Says:

    Tudo farinha do mesmo saco, vinho da mesma pipa!
    Estão os Petistas metendo o pau, com razão será?
    E o rabo dêles com as fraucatuas realizadas no governo anterior?
    Ou estão pensando que nesta éra, onde a Tv e a Internet mostra tudo ao vivo e a côres, faz com que o povo permaneça cego, a época do militares ja foi, ora de acordar.
    Tudo que é Politico entra pra roubar, e dispista na maior cara de pau, Justiça? Pois é O Paraguai tem Marinha Mercante, navios de guerra, enfim uma grande força tarefa Maritima, piadinha de mau gosto, assim como no Brasil, temos Justiça OK?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: