A enchente de 1911 não atingiu Itajaí?

[tweetmeme source=”romulomafra” only_single=false]estava lendo agora pouco sobre a enchente de 1911 e um ótimo mapa feito à época em Blumenau, mostrando que um “canal” nasceu na enchente lá próximo a divisa com Ilhota e foi sair em… Penha! o que teria, segundo o que está publicado no site, evitado a enchente de 1911, que chegou a mais de 16 metros, no começo de outubro daquele ano!

Clique para aumentar

o interessante publicado no site (aqui e aqui, para ler) é a sugestão dada no jornal alemão que circulava em Blumenau de canais extravasores em algumas partes do Vale do Itajaí, incluindo duas aqui em Itajaí,  cada um com cerca de 1,5 Km (mapa ao lado).
porém, esta história da enchente de 1911 não ter acontecido aqui na cidade é que é estranha. talvez ela tenha sido menor, apesar do relatos, como o de Juventino Linhares demonstrarem que ela foi grande, talvez menor que a de 1880, que chegou praticamente na mesma medida (medidas de Blumenau).
bem, pra quem nunca leu os relatos de Juventino Linhares, eles estão publicados no livro O que a Memória Guardou, já bastante falado aqui no blog. até cheguei a digitar algumas linhas do livro. iria digitar a parte da enchente, mas ela era muito extensa, e acabei não fazendo.
e como surgiu hoje essa discussão no Twitter, trouxe as páginas do livro de Juventino que falam exatamente sobre as grandes enchentes de 1880 e 1911. quem quiser lê-las, em arquivo compactado, clique aqui.

Anúncios

Tags: , , , , , ,

6 Respostas to “A enchente de 1911 não atingiu Itajaí?”

  1. ffresard Says:

    Que legal isso, Rômulo. Confesso que achei estranha a observação do Rolf Odebrecht sobre a “não enchente” em Itajaí em 1911. Pelo visto, a diferença é que a água não veio do Rio Itajaí-Açu. É isso?
    Outra infromação interessante feita por ele que tem mais relação com vocês é a de que, há milhares de anos, a foz do Rio Itaja-Açu era em Penha e depois ele abriu caminho para Itajaí. Já ouviu falar disso? Tabalho para geólogos e afins.
    Abraço!
    Pancho

    • Rômulo Mafra Says:

      Opa, Pancho! Que honra tê-lo comentando aqui, caríssimo companheiro de Jornalismo! 🙂
      Sim, talvez a água tenha vindo, como sempre, pelo Itajaí-Mirim, que é o que provoca, historicamente, mais estragos na cidade. O Itajaí-Mirim sempre é represado pelo Itajaí-Açu, mais caudaloso etc. etc., por isso, talvez nesta de 1911 a principal deva ser a do Itajaí-Mirim, mas, ainda, pelos relatos do Juventino, deve ter atingido a área central (o que é raro) e até mostra no tal mapa que atingiu sim.
      Agora, essa de que a foz era em Penha, caramba, essa nunca tinha ouvido falar, mas, não é nada improvável. E seria interessante saber mesmo que, aqui “pertinho”, em 1911, o rio seguiu seu caminho de milhares de anos atrás, hein?, o que nos leva a pensar que isso pode acontecer novamente um dia — torçamos para que não.
      Abraços!

  2. ffresard Says:

    A honra é minha de poder acompanhá-lo, ao menos, por aqui. hehehe.
    Dificilmente o rio tomaria de volta o trajeto para Penha. Acho que as barragens do Alto Vale serviram para acabar com as grandes enchentes de mais de 16 metros, mas vai saber….
    Abraço, maluco!

    • Rômulo Mafra Says:

      Sim, depois de as barragens não tivemos mais que 12 metros em Blumenau. Mas, como disseste, vai saber… novos tempos estão chegando e ainda não sabemos o quão grande será esta mudança.
      Abraços

  3. fernandoalecio Says:

    Lembre que bairros inteiros de Itajaí hoje afetados pelas cheias na época não existiam…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: