A “bad trip” do comi$$ionado

[tweetmeme source=”romulomafra” only_single=false]o colunista comi$$ionado anda que anda atrás de coisas pra falar. e nesse afã, troca alhos por bugalhos e não fala coisa com coisa. hoje, por exemplo, se faz de vítima (novidade) e inventa historinhas-da-carochinha pra atacar a oposição.
primeiro, que alguém me aponte aqui neste blog ou no Twitter onde eu defendo o fim da liberdade de imprensa????
se o comi$$ionado fosse um bom debatedor, eu até entraria mais a fundo no assunto. mas, como ele sempre foge dos questionamentos feitos aqui ou nas redes sociais, fico aguardando sentado sua resposta (que não virá).
sobre eu chamá-lo de colunista comi$$ionado, se deve ao fato de ele ter um dos melhores (no quesito remuneração) cargos públicos da imprensa itajaiense (diretor de comunicação do Porto) e ainda por cima querer se arvorar como “colunista político isento”.
ou seja, é pago por Jandir Bellini & Dalva Rhenius e ainda se acha a última bolacha do pacote.
aí, como decerto não tinha nada pra falar na sua coluna de hoje, comparou o fato de Guido Rezende ter um blog e ser radialista.
uau!
depois, foi a vez de Níkolas Reis, que também tem uma hora numa rádio AM no sábado.
ah sim, e Felipe Damo e Thiago Morastoni, que têm cargos comissionados, segundo o comi$$ionado.

entenderam?
se alguém entendeu a comparação esdrúxula do comi$$ionado, por favor, me ajude ali nos comentários… eu estou até agora tentando fazer a analogia pretendida por ele, mas, confesso, talvez o tico-e-teco não estejam funcionando direito hoje.
mas, vamos lá… fico no aguardo da analogia comi$$ionada.

mas, eu, poderia sim fazer uma outra analogia, no sentido que ele quis dar mas sem sucesso. por exemplo, o “cargo” de colunista da direita (no mesmo Diário da Cidade), em Itajaí, antes, era do Ivan Rupp, hoje, secretário de comunicação do governo Bellini&Dalva.
eu poderia criticá-lo, como o fiz algumas vezes no blog. mas, não poderia chamá-lo nunca de vendido, pois, que eu saiba, não recebia nenhum salário de político para escrever sua opinião contra o governo anterior do PT.
entendeu a diferença, comi$$ionado?
por mais que eu o criticasse, não poderia chamá-lo disso.
mas, sei que deve ser difícil ser diretor de comunicação com um salário acima de 5 mil reais e ainda por cima escrever uma coluna diária. não é fácil, admito. haja tempo disponível pra isso tudo.

aí, depois, pra piorar tudo, ele embarca numa viagem (“bad trip”), falando que queremos calar as vozes dissonantes, criar uma “unanimidade nacional” etc. etc. olha, nem vou entrar em detalhes, pois a “bad trip” dele é forte e é capaz de pegar alguns espíritos mais fracos. ainda, entrando mais fundo na viagem, fala que muitos deles foram cargos comissionados no governo do PT.
uau!
viram isso? hoje, não ganham nada, ou têm cargos comissionados, mas NÃO ESCREVEM UMA COLUNA POLÍTICA e se dizem imparciais.
entenderam?
sim, eu sei que é difícil de acompanhar o raciocínio dele.
mas, o comi$$ionado entendeu e achou que isso merecia estar na sua coluna. mas, chega, confesso que estou escrevendo isso pois estou sem muito assunto para hoje, porém, o comi$$ionado merece ouvir, apesar de se fazer de surdo quanto às críticas e nunca respondê-las, só tergiversar.

Anúncios

21 Respostas to “A “bad trip” do comi$$ionado”

  1. Carlão Says:

    Primo;
    Vou procurar ser breve e objetivo.
    Vc mesmo citou acima o programa apresentado pelo Vereador petista, pelo qual tenho grande respetio, admiração e até carinho, na Rádio Clube Bandeirantes. Se for assim, ele, que ocupa um cargo que tb é pago por nós, não deveria dispor de seu tempo livre para expor suas opiniões e nos passar informações tb, via dial.
    Sou da opinião, que se o cidadão cumpre suas funções profissionais durante o período que lhe cabe, o restante do tempo ele pode fazer o que quiser, até ser colunista, radialista, comentarista, blogueiro, apresentador de tv, etc.
    Mas é apenas a minha opinião…
    Abraço

    • Rômulo Mafra Says:

      Qual a diferença nesse caso?
      1) Ele não é pago por alguém para estar lá!
      2) Não é pago por um governo e defende este mesmo governo.
      3) Ele tem um CARGO ELETIVO, ou seja, as pessoas votaram nele, SABEM que ele é o Níkolas, vereador do PT. É público e notório.
      4) Imagino que ele não chame para si a pecha de “isento”, “imparcial”.
      Deu pra entender a diferença entre um colunista que escreve sobre política e é pago por um governo, está num CARGO DE CONFIANÇA deste mesmo governo?

  2. Carlão Says:

    Rômulo;
    Só mais uma dúvida: Ele é pago pelo governo ou pelo jornal???
    Se for pelo governo, retifico e só for pelo jornal, ratifico o que escrevi.
    Abraço

    • Rômulo Mafra Says:

      Pago pelo governo ele é.
      É diretor de comunicação do Porto de Itajaí (ganha quase ou mais que um secretário da prefeitura) — a não ser que ocupe um cargo sem ter publicação legal para tanto.
      Se duvidar, não recebe nada do jornal, mas, aí não sei, teriam de perguntar ao jornal ou a ele, e, provavelmente não terias resposta.

  3. Sérgio Alves Says:

    Olá Rômulo, sou participe da mesma opinião do Carlão, embora não o conheça me parece bem coerente.
    Não tenho procuração para defender ninguém, mas você me leva a acreditar que deva estar com ciúmes, afinal você tem sido radical ao extremo em suas analises.
    Por outro lado, você já desempenhou função de no governo passado e também manteve suas linhas sobre política.

    Vai com calma, abraços.

    • Rômulo Mafra Says:

      Sérgio, és jornalista e passas uma informação totalmente errada, já falada aqui MAIS DE UMA VEZ, mas, vou repeti-la, ao que parece, eternamente: NUNCA TIVE CARGO NO GOVERNO PASSADO, DO PT, apesar de ser filiado ao PT, apesar de ser funcionário público EFETIVO desde abril de 2007. Pra verem como é o nível da nossa imprensa. Repetem mentiras, estorinhas criadas para difamar alguém, mesmo sem saber da veracidade ou simplesmente checarem os fatos. Mais ou menos, como fazem, por exemplo, dentro da Bellinilândia, em espalhar que o Volnei, quando saiu da prefeitura, tinha um escritório em Curitiba, como se isso fosse desabonador pra ele. Como se o atual prefeito, quando deputado, na gestão passada, exportava seus frangos pelo porto de Navegantes. Como se o atual prefeito não fosse sócio de uma empresa que levantou suspeitas semanas atrás por toda a transação da sua criação, mas, que ganhou o devido abafamento inclusive pelo jornal do Sérgio.
      Não, a opinião do Carlão não tem coerência alguma, sinto informar. Mas, ao que parece, vocês são publicam ou falam o que querem, e só lêem ou entendem, aquilo que lhes convém.
      Agora, ciúmes, essa mesmo foi pra matar ehehehehehehehehe… e se eu sou “radical” em minhas análises, são porque VOCÊS são radicais em suas proteções — em troca de publicidade? — em favor do governo Bellini (e se fosse por pura ideologia, até compreenderia, mas…).

  4. Jean Sestrem Says:

    Esse tipo de jornalismo é apelidado no meio por imprensa chapa branca. Na realidade é um soldado que usa um meio de comunicação para promover sua fonte de renda independente de suas convicções, gostos e ideologia, é um trabalho qualquer, tipo prostituta. Me desculpem as prostitutas pela comparação, não acho que mereçam, é só uma forma educada de ilustrar meu conceito sobre a profissão do moço.

  5. Mateus Rodrigues Says:

    Geni(all) !

  6. Jean Sestrem Says:

    Ocupar cargo público é fácil, quero ver é ter orgulho do que faz lá…

    • Rômulo Mafra Says:

      Ih, isso ninguém até agora viu do comi$$ionado. Alguém tem alguma informação do trabalho dele lá na diretoria de comunicação do Porto? Será que o jornal em que ele escreve tem anúncio do Porto de Itajaí? Olha, hein…?

  7. Evandro Neiva Says:

    O MAGRU É UM CARA FRUSTRADO E MUITO INFELIZ.. FALA QUE É IMPARCIAL E USA SEUS TEXTOS E COMENTÁRIOS IDIOTAS PARA SACANEAR OS OUTROS E CONSEGUIR COM ISSO FAVORES PESSOAIS E PARA SUA FAMÍLIA E POR ISSO QUE A CADA DIA FICO MAIS DECEPCIONADO COM AS PESSOAS QUE SE DIZEM GOSTAR DE ITAJAÍ.

    UMA PENA

  8. Samuel Costa Says:

    Não nada de errado em ter posição política ou ocupar cargo em governo. Ou mesmo dispor do tempo livro para fazer trabalho voluntário onde quer que seja. O Rômulo se refere ao fato do Professor assessor que até pouco tempo arrotava ser homem de esquerda defender uma impressa livre a imparcial. Livre ninguém o é, somos refém das nossas convicções e o mundo que nos cerca. Esse mito de uma imprensa neutra e imparcial é um mito norte americano. Essa escola dominou o Brasil nos pós-segunda guerra mundial. Esse mito de quarto poder imparcial que vai fiscalizar os políticos é uma fraude, O Murdoch está ai para provar ao contrário. Rômulo meu amigo o professor assessor a liberdade de imprensa e está ao lado de gente com um dos piores históricos desse país.

  9. Carlão Says:

    Rômulo;
    Não ha contradição aqui??? Vc é funcionário público concursado, correto??? Tens uma carga horária à cumprir, correto??? Porém nos intervalos de suas obrigações, vc tem autonomia pra fazer suas postagens no blog e tuitar, coerreto???
    Qual o pecado cometido pelo Magru???
    Abraço

    • Rômulo Mafra Says:

      Pra te responder essa — fora que estás mudando o tema do post –, eu teria que repetir tudo o que escrevi no artigo. E, como não vai adiantar, pela tua resposta… (aliás, te disse que ele é pago pelo governo, cargo comissionado, indicação, e disseste que irias retificar…)

  10. Carlão Says:

    Caramba!!! Ele escreve para o jornal durante o expediente???
    Ou o fato de ser funcionário comissionado é que está pesando???
    Eu penso que, se não atrapalha as obrigações profissionais, não ha porque tanta crítica. Mas talvez, eu esteja por fora de algum tramite que envolve tal situação.
    Desculpa pela minha ignorância ou desinformação.

    • Rômulo Mafra Says:

      Pois é. Como eu disse, estás mudando o foco do meu artigo. Eu não estou criticando ele por isso. Até falei alguma coisa nos comentários, mais pra “tirar uma”, mas, repito, não é o foco e não tem nada a ver mesmo. Ele talvez escreva no horário de folga e seria burrice minha criticá-lo dizendo que escreve no horário de trabalho, mesmo porque, só poderia fazer isso se tivesse provas.
      Podemos voltar ao foco? 😉

  11. Fabiano Ermelino Muniz Says:

    Cargo comissionado é cargo político, diferente de funcionário concursado.
    Esse magru é um baita medíocre que nem poderia s auto afirmar jornalista.
    Mercenário é isso que o Jandir está rodeado.
    Só mercenário consegue afirmar ser filiado ao DEM ou PSDB.
    A maioria tem vergonha de se dizer DEMO-Tucano, e eu não os culpo por isso.

  12. Patrick Schneider Says:

    Se o Magru – e/ou qualquer um que ocupa cargo comissionado e ocupa espaço na imprensa – quiser respeito, eis uma sugestão tripla:
    – Pedir exoneração do cargo comissionado no Porto de Itajaí;
    – Parar de escrever a coluna “O Palanque” (peça demissão do Jornal Diário da Cidade);
    – ou escrever livremente. Seja a favor ou contra, seja o que for, que a coluna faça valer e seja OPINATIVA. Escrever sobre os erros e acertos do governo municipal que paga seu salário de cargo comissionado.
    Como a última ideia – escrever sobre tudo do governo – é a menos provável que Magru encare, continuaremos com sua cara de paisagem.

    Quanto ao meu querido amigo Carlão:
    – cara, a grande, enorme, absurda diferença entre o Magru e o Níkolas, que tentasse comparar é que o Níkolas não faz parte da imprensa. O espaço que ele ocupa é alugado. Ele paga pra isso. Já o Magru recebe do governo municipal (dinheiro público!) e ocupa um espaço diário da imprensa (!) e neste espaço cobre de santos todos os que rezam na cartilha de quem? De quem? Exatamente de quem lhe garante todos os meses um baita salário. [sem contar as explicações que o Rômulo tentou te dar].
    Abraço a todos.

  13. Carlão Says:

    Meu Brother Patrick;
    Em nehum momento comparei o Magru ao Nikolas.
    Mas de qualquer forma, obrigado. Vcs me convenceram… rsrsrsrsrsrsrsrs…
    Abraços a todos tb.

    • Samuel Costa Says:

      Defender esse pulha do professor blogero é mesmo fim. Esse ex-comunista(se é que um dia o foi) ficam dizendo defensor da liberdade de impresa mas, é aliada do que mais retrogrado existe na politica nacional e local.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: