Pissetti teria beneficiado participante na prova do concurso público da Câmara

[tweetmeme source=”romulomafra” only_single=false]essa é pesada, hein? segundo o blog Itajaí na Rede, o presidente da Câmara teria “se metido” na prova do concurso para a Câmara de Vereadores, anulando uma questão que acabou passando um dos candidatos, candidato este que trabalha no escritório do procurador da Câmara, Ivan Macagnan. vamos aguardar o desenrolar dos fatos.

do blog Itajaí na Rede (clique para ler na íntegra, incluindo documentos):

Em 14 de agosto de 2011 Paul Estanislau, prestou prova de concurso público, com questões objetivas, para o cargo de advogado da Câmara de Vereadores de Itajaí/SC, totalizando a média de 8,44 na prova objetiva.
Quando da divulgação de GABARITO PRELIMINAR Paul recorreu de 04 (quatro) questões objetivas contidas no certame, sendo que a Banca Examinadora do Concurso, ao analisar os recursos, alterou por intermédio de PARECER, o gabarito da questão n.º 03 (três) da prova em questão, exarando entendimento específico e publicando edital de GABARITO OFICIAL DEFINITIVO, do qual não caberia mais recurso, nos moldes do item 15.6 do Edital de Abertura. Veja-se, ainda sobre a referida norma do edital:

15.6 Em nenhuma hipótese serão aceitos pedidos de revisão de recursos ou recurso de gabarito oficial definitivo

Ao expor parecer sobre o GABARITO PRELIMINAR (em 15/09/2011), em conformidade com o edital mencionado, a Banca em ato simultâneo delimitou o concurso e oportunizou a partir de então somente recursos quanto a CLASSIFICAÇÃO:
O candidato, para manifestar qualquer discordância em relação à classificação da prova objetiva, poderá interpor recursos até as 10h00min do dia 20 de setembro de 2011.
FRISE-SE QUE CABERIA RECURSO QUANTO À CLASSIFICAÇÃO E NÃO MAIS QUANTO AO TEOR DAS QUESTÕES, O QUAL JÁ ESTAVA DECIDIDO DEFINITIVAMENTE.
(…)
15.8 Caberá a UNIVALI mediante recomendação da Banca Elaboradora, anular questões da prova, quando for o caso.
15.9 Nos termos do presente Edital, em virtude da natureza do processo, em nenhuma hipótese serão
concedidas vistas, cópias, revisão ou nova correção da prova.
CONFORME O DESPACHO DO PRESIDENTE DA CAMARA LUIZ CARLOS PISSETI DATADO DE 19 DE SETEMBRO DE 2011 O MESMO DEFERIU O PEDIDO DO CANDIDATO SEGUNDO CLASSIFICADO WILLIAN MEURER, PARA, ANULAR A QUESTÃO E SAGRÁ-LO PRIMEIRO COLOCADO.
(…)
E PARA TERMINAR O DR. WILLIAN MEURER SEGUNDO O SITE DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL TRABALHA NO MESMO ESCRITÓRIO DO PROCURADOR GERAL DA CÂMARA DR. IVAN MACAGNAN. ESTRANHO????????? OU CONVENIENTE???????????

Anúncios

2 Respostas to “Pissetti teria beneficiado participante na prova do concurso público da Câmara”

  1. Marciano Justo Says:

    É pra acaba hein essa história do concurso da camara. Po se o advogado do Pisseti é o Macagnan e o Macacgan ta no orçamento e demite uma funcionária bagrinha alguém pode me explicar porque eles mando tanto na cidade. O familhinha invocada né!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: