“A farsa da ‘sustentabilidade’ da VOR”

[tweetmeme source=”romulomafra” only_single=false]pois é, a etapa de Itajaí da Volvo Ocean Race terminou. foi um show de imagens neste domingo que, infelizmente, não teve novamente o sol dando o ar de sua graça, assim como ontem quando ocorreu etapa local, chamada de “in port”. aliás, a TVBE conseguiu melhorar muito mais a transmissão do que fizera na chegada, quando deixaram apenas uma câmera ao vivo lá na Vila da Regata, enquanto a chegada mesmo aconteceu próxima à “boca da barra” do Itajaí-Açu. claro que essa melhora se deveu principalmente por usarem as imagens oficiais da VOR, mas, isso é só um detalhe. só de colocarem uma câmera no molhe já fez uma enorme diferença, além de terem trazido link ao vivo lá da Vila. parabéns.

agora, que voltamos à (dura) realidade, na espera que a transparência do evento realmente aconteça e, não como na Marejada, onde demoraram meses e meses pra que se apresentasse os números, deve-se falar também da tão propalada “sustentabilidade” que o evento traria e que, como diz o título, foi mais farsa do que outra coisa.
e principalmente, SEGUNDO UM DOS ORGANIZADORES, por culpa do governo municipal, como está evidenciado numa fala que respondia à pergunta. este texto abaixo foi retirado do Facebook. neste link é possível encontrar o áudio da palestra). os negritos e sublinhados são meus:

Susana, moradora de Itajaí (não disse o nome completo): Em relação ao próprio evento. Por exemplo, você falou da bicicleta e, nesses dias, um amigo meu veio pra cá, assistir a uma palestra e não tinha bicicletário, não tinha lugar para colocar bicicleta, o segurança não deixou entrar aqui. Ele teve que amarrar em outro lugar. Assim como o transporte público, os shows nacionais, que são à noite ou domingo, eu acho que cinco ou seis bairros de Itajaí têm ônibus depois das 10 da noite, quando acaba o show. E as pessoas vêm pra cá de transporte público? Como? Então, vem de carro quem pode, né? E se vier de bicicleta, amarra lá na frente, numa placa de trânsito… E a questão do plantar árvore, um dos nossos legados vai ser toda essa área asfaltada, que vai ficar aqui, quando a Volvo for embora, a gente vai plantar árvore onde nessa área asfaltada? A gente tem que pensar também nessas coisas. São reflexões que eu queria passar para a coletividade…

Roberto Vámos: Essas mudanças só vão acontecer se a população despertar. Nós adotamos um modelo de cidade impermeável. São Paulo, em cada chuvinha, causa uma enchente. É um modelo de desenvolvimento que foi criado e que está errado. E só nós, como cidadãos, para mudar isso, elegendo pessoas que têm uma visão diferente. Felizmente, nós aqui moramos numa democracia. Então, nós temos poder de escolha, sim. Por que nós não pedimos isso nos debates?

Glenn Suba, Coordenador do Plano de Sustentabilidade do Itajaí Stopover: Queria comunicar que no nosso plano original, que apresentamos aqui, incluiu um ônibus circular, integração das ciclovias, para poder se chegar na regata com segurança. Infelizmente, escutávamos que não era possível, não era vontade política fazer isso.

Anúncios

11 Respostas to ““A farsa da ‘sustentabilidade’ da VOR””

  1. JEAN REINERT Says:

    Esse final de que “… não era vontade política fazer issso”, matou a pau… he he he

  2. JEAN REINERT Says:

    Mas que o evento estava MUITO bom, não há como negar. E que valoriza a cidade, o turismo, as pessoas ganham dinheiro, isso é CERTEZA.

    • Rômulo Mafra Says:

      Verdade, o evento é muito bom mesmo!! Tomara que consigamos trazer a próxima!

    • contra hipocrisia Says:

      JEAN me diga quem que precisava que ganhou dinheiro??
      as pessoas que estavam la dentro tinham como se sustentar quem realmente precisa de dinheiro foi enxotada das redondezas que foram as barraquinhas de pipoca e de lanche ate concordo em parte com vc mais essa das pessoas ganharem dinheiro e bizarra

  3. Fernando Says:

    Mas uma mentira desse governo playmobil.

  4. Alexandre Says:

    Tinha, muitos puxa saco que se precisasse, alem de lamber o chão, beberia até agua do rio lá vor só pra maquiar, pra dizer que ta tudo as mil maravilhas, na cidade do faz de conta, faz de conta que está tudo bem, faz de conta que no resto da cidade tem segurança, educação, emprego, saude, etc. Na terra do nunca, nunca vimos essa adm. preocupada com o porto, nunca vimos preocupada com os projetos sociais, nunca vimos preocupados com a população, nunca vimos e ao que parece nem veremos…mas na hora de pedir votos né. Sorria!!!
    “Ai que saudade da Vor, saudade do dinheiro que foi investido e que não volta mais… “

  5. Adriano Silva Says:

    É isso mesmo? Sob o título “a farsa” da sustentabilidade, o conteúdo é sobre a falta de bicicletário e de lugar pra plantar árvores no pátio do Centreventos? A falta de lugares para estacionar bicicletas foi mesmo uma bola fora e desatenção. Isso não desmerece diversas outras ações voltadas ao meio ambiente, envolvendo milhares de crianças. Até mesmo porque sustentabilidade não se reduz a bicicletas.

    Outra coisa que não entendo é esse mimimi por causa da área asfaltada. Qualquer grande cidade tem áreas de eventos desse porte e que precisam de áreas livres para montagem de estruturas como shows, quiosques, tendas, etc. São áreas que precisam de versatilidade de infra estrutura. No restante da cidade sim precisa continuar tendo cuidado.

    Se for assim, é melhor a população de São Paulo cobrar árvores no Anhembi Morumbi ou o Rio de Janeiro abrir uns buracos no sambódromo pra plantar umas mudas de pau-brasil.

  6. reprise Says:

    O evento esta otimo ninguem pode desmerecer,so que como de praxe nesta administraçao tem muitos MAS..
    se nao fosse estes mas seria perfeito
    Alguns Mas que devem ser destacados
    Mas se eles nao tivessem posto esse dinheiro todo numa coisa incerta que ninguem sabe se tera novamente poderia ser investido na SAUDE ou talvez na EDUCAÇAO ou para cortar a muntueira de matos nas ruas abandonadas
    MAS os preços dos alimentos estavam pela hora da morte
    MAS eles estavm se achando com chapanhe e comidas caras na frente do pobre que esta tomando refrigerante e comendo churros
    esta desigualdade e bizarra
    MAS se nao precisasse de convite VIP que e uma bobeira
    mas..mas…mas..mass
    o evento estava otimo como eu disse assima MAS estes MAS consseguem fazer o povo perder muito

  7. contra hipocrisia Says:

    Pois è sera

  8. realista Says:

    Quinze milhões gastos para nada.
    Quinze dias de abandono total de nossa cidade
    Tudo isto por causa desta VOR.
    Tudo isto vai por agua abaixo na próxima regata.
    O Eike Batista esteve aqui viu , e deixou bem claro que a próxima regata será realizada no Rio de Janeiro , porque ele está adquirindo de uma só vez , a marina da Glória e o hotel Glória , como vamos competir com o homem mais rico do Brasil ?
    Foi ou não foi um evento só para milionários e pobres abestalhados ?
    Os preços eram uma verdadeira roubalheira , correram com os ambulantes ao redor da vila ( cinco quilometros) , bicicleta não entrou , as ambulancias de plantão 24 horas dentro da vila , atendimentos no pronto socorro a entrada era pela porta da unimed esperar nem pensar passavam na frente de todos que estavam a mais de cinco horas para serem atendidos .
    Por enquanto VOR nunca mais .
    ACORDA POVO ITAJAIENSE.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: