“Dane-se a paisagem”

[tweetmeme source=”romulomafra” only_single=false]falei sobre o assunto logo que ele se tornou público, mas, não me pareceu que houve tanto interesse da comunidade. estou me referindo ao desmatamento promovido por uma pessoa e autorizada por um juiz ao lado e em cima da igrejinha da Cabeçudas.

Foto do blogue do Cesar Valente

como comentei no Facebook, se os itajaienses estivessem mesmo preocupados com o que vai acontecer futuramente ali (o que pode ser muito em breve), teriam feito manifestações, protestos etc. etc. porém, somos um povo “ordeiro, pacato”. não gostamos destas coisas de gente “lá de cima”. aqui é diferente. vamos de casa pro trabalho, do trabalho pra casa e tá bom. ah sim, lemos e vemos jornais, nos indignamos até mesmo nas redes sociais. porém, ação que é bom, nada.
dizem também que esta nossa característica (pacatos, ordeiros) é muito boa. eu tenho minha sinceras dúvidas.
abaixo, trecho do artigo do Cesar Valente:

É uma daquelas coisas que salta aos olhos. Não dá pra fazer de conta que a gente não vê. Basta chegar na bela praia de Cabeçudas, em Itajaí, para que aquela chaga aberta na encosta fique gritando na paisagem.

Como diz o título desta coluna devo ficar “de olho na capital”, mas estou, por uns dias, na “city peixeira” e, é claro, também me assustei com o desmatamento do terreno atrás da capela de Santa Terezinha, uma edificação quase centenária, que integra o Patrimônio municipal. Por isso, além de tirar as fotos que utilizo hoje, resolvi falar um pouco sobre isso.

O DIARINHO noticiou este caso em várias ocasiões, desde janeiro do ano passado. A pobre da igrejinha, antiga e frágil, será a primeira vítima se e quando, depois de um toró, a terra descer. E as chances disso acontecer, numa encosta que perdeu toda a sua cobertura vegetal, são grandes.

E por que, em sã consciência, alguém faria isso com um terreno que era tão bonito e fazia parte tão harmônica do seu entorno? Pelo que foi dito à Famai (a agência municipal que autoriza cortes de árvores e cuida do meio ambiente), queriam cortar alguns eucaliptos (espécie exótica que, em algumas circunstâncias, deve mesmo ser substituída por espécies nativas).
(…)

Anúncios

Tags: , , , ,

Uma resposta to ““Dane-se a paisagem””

  1. Gustavo M. Gomes Says:

    Cara, eu achava que era um deslizamento… 😦

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: