“Ministério Público investiga formação de cartel na licitação de Placas de sinalização da Volvo Ocean Race “

[tweetmeme source=”romulomafra” only_single=false]a pergunta que fica no ar (por enquanto), é: quem é a família que ganhou a licitação pras placas de sinalização da VOR? e por que a prefeitura NÃO VIU problema algum em três empresas da mesma família estarem concorrendo com preços muito próximos????? isso não lembra aquelas matérias do Fantástico sobre licitações etc. etc.? olha que lembra, hein?
provavelmente, amanhã isso deve estar nos jornais (será?) da cidade…

por e-mail:

A denúncia da possibilidade de formação de cartel na licitação que escolheu a empresa que confeccionou e entregou as placas de sinalização para a etapa da Volvo Ocean Race em Itajaí foi feita pelo Observatório Social de Itajaí. De acordo com o Coordenador do OSI, Jonas Tadeu Nunes, o representante de uma empresa, excluído do processo licitatório, procurou o Observatório e denunciou que as três empresas finalistas faziam parte da mesma família.

Por causa desta denúncia o Observatório Social de Itajaí procedeu levantamentos a respeito das três empresas suspeitas e constatou, inclusive, que a diferença de valores entre as propostas por elas apresentadas era mínima, e que os proprietários eram, respectivamente, pai e duas filhas. O relatório foi enviado para a Prefeitura de Itajaí. A Secretaria Municipal de Administração, imediatamente, determinou a suspensão do processo licitatório e a abertura sindicância interna. Sem constatar nenhum problema a Prefeitura decidiu validar a disputa e adquiriu as placas de sinalização turística, pelo regime de registro de preços, no valor de quase setecentos mil reais.

De acordo com a Promotora Darci Blatt, da Curadoria da Moralidade Administrativa, 9ª Promotoria de Justiça de Itajaí, existem falhas no processo e a possibilidade concreta de ter havido, realmente, formação de cartel, envolvendo as três empresas gaúchas. Para investigar o fato o Ministério Público abriu procedimento específico, recomendando que todo o procedimento licitatório nº 003/2012, e o contrato celebrado sejam anulados e que os pagamentos sejam suspensos. À Prefeitura foi dado o prazo de cinco dias (contados do dia 26 de junho) para se pronunciar sobre o assunto, perante o Ministério Público de Itajaí. A etapa da Volvo aqui na cidade aconteceu entre os dias 4 a 22 de abril, mas a competição terminou neste fim de semana na cidade de Galway na Irlanda.

Informações:
Paulo Sabatcke – Diretor Observatório Social de Itajaí | 9111-9090
Jonas Tadeu Nunes – Coord. Observatório de Itajaí | 8408-5557

Juliana Soares
Assessoria de Imprensa
Tel: 9648-7664

Anúncios

Uma resposta to ““Ministério Público investiga formação de cartel na licitação de Placas de sinalização da Volvo Ocean Race “”

  1. Elio Ribeiro Says:

    já que tu gosta de preços altos, dá uma olhada no jornal do municipio do dia 06/07 e verá a prefeitura gastando 24 mil para dar aulas para agentes de transito em formação, daria 6 mil por mês para dar aula para 30 agentes, um absurdo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: