Sobre a tragédia do Rio Grande e nossas boates

hoje, infelizmente, o Brasil vive um dia de luto, pela tragédia ocorrida em Santa Maria, no estado nosso vizinho, o Rio Grande do Sul. e, é claro, amanhã, as pautas necessariamente dos jornais, jornalões e afins, deverão ser sobre o fato acontecido e suas repercussões naturais. claro, também, na internet, principalmente nas redes sociais, as “pessoas” (minoria imbecil) demonstram fazer parte da nossa sociedade atual, postando fotos dos mortos na tragédia, fazendo páginas idiotas do mais baixo “humor” negro, porém, como disse, são a minoria, mas, uma minoria que tem seu espaço pra demonstrar sua inutilidade social. mas, como também disse num comentário no Facebook, isso é uma parte da nossa sociedade da espetacularização, onde, se nem as grandes mídias conseguem diferenciar notícia de exagero, imaginem pessoas mais despreparadas? aí é pedir muito. mas, também, não podemos deixar isso em branco, e seguir denunciando estas páginas imbecis.

mas, voltando a nossa realidade, muitos bares e boates provavelmente também serão alvos de matérias jornalísticas, mostrando o sério problema que provavelmente também vivemos por aqui, com estas boates tendo poucas saídas de emergência ou nenhuma, cito de cabeça uma que, antes com muitas janelas, foi quase totalmente fechada. fica ali próximo à prefeitura de Itajaí e, sinceramente, parece-me um bloco de pedra fechado (principalmente, depois da reforma). mas também poderia citar os mais famosinhos ali da região da Praia Brava (ou na nossa Beira-Rio, ou da Reinaldo Schmithausen) e outros lá da área de Balneário Camboriú, mas, como não sou frequentador destes lugares, não posso falar com absoluta certeza — e, por favor, se eu estiver equivocado sobre Itajaí, os bares, boates e outros, poderiam citar em suas páginas como funciona a segurança, saídas de emergências etc., concordam?

portanto, o importante, agora, depois da tragédia, é fazermos uma campanha pra minimizar os riscos que nossos jovens correm nestas “baladas” espalhadas pelo país. espero que, pelo menos isso, sirva de lição para os donos de boates, bares e afins, pessoas ligadas aos setores municipais de alvarás e licenças e que nossa imprensa, apesar dos pesares, cobre devidamente e exponha os devidos fatos (e que o peso destas mesmas casas nos anúncios não os abone de serem cobrados pela mídia).

Anúncios

Tags: , , , , , ,

3 Respostas to “Sobre a tragédia do Rio Grande e nossas boates”

  1. Edimar Garcia (@Edimar_Garcia) Says:

    O pig não perdoa: http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2013/01/28/a-charge-do-chico-caruso-484094.asp

  2. Leandro Felicio Says:

    Muito triste..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: