O 1º de abril que, infelizmente, não foi mentira

ditadura_militarneste dia primeiro de abril de 2013 faz aniversário o regime mais perverso já instaurado no Brasil desde a proclamação da República, o regime militar, instaurado por um golpe de Estado militar, apoiado completamente pela direita brasileira, que não aceitava o governo — ELEITO DEMOCRATICAMENTE PELO POVO — de João Goulart, sucessor de Juscelino Kubitschek, e com total apoio dos Estados Unidos, através da Operação Condor, deflagrada em todo o continente americano para impedir a ascensão de governos que não fossem alinhados aos Estados Unidos, que estavam no auge de sua “guerra fria” com a União Soviética.
e, depois de derrubado o governo eleito, foi necessário, é claro, ir “a fundo”, e proibir os direitos políticos e censurar a imprensa (que, basicamente, já estava ao lado do “vencedor”), e, mais tarde, através de assassinatos e torturas, eliminar de vez toda e quaisquer resistências — sejam elas armadas ou não — contra os militares e seus comparsas.

enfim, tem muito ainda o que se falar sobre a Ditadura Militar, pois é um assunto que merece alta relevância na nossa história, e todas as gerações merecem conhecer a fundo para que nunca nos esqueçamos do quanto (ainda) sofremos por tudo o que aconteceu nos vinte anos que se seguiram!

e que fique aqui registrada o não menos vergonhoso primeiro parágrafo do editorial do jornal O Globo deste primeiro de abril:

Editorial de “O Globo” do dia 02 de abril de 1964 – “Ressurge a Democracia”

globo ditadura jornal“Vive a Nação dias gloriosos. Porque souberam unir-se todos os patriotas, independentemente de vinculações políticas, simpatias ou opinião sobre problemas isolados, para salvar o que é essencial: a democracia, a lei e a ordem. Graças à decisão e ao heroísmo das Forças Armadas, que obedientes a seus chefes demonstraram a falta de visão dos que tentavam destruir a hierarquia e a disciplina, o Brasil livrou-se do Governo irresponsável, que insistia em arrastá-lo para rumos contrários à sua vocação e tradições. (…)”

Anúncios

4 Respostas to “O 1º de abril que, infelizmente, não foi mentira”

  1. Hélio Jorge Cordeiro Says:

    Mafra, tudo que se seguiu após o 1º de abril, foi só mentira!

  2. Hélio Jorge Cordeiro Says:

    Quem viveu é quem sabe, Mafra! Espero que esta geração não viva nada igual aquilo. Aquela gente oprimiu, assassinou, extorquiu, vilipendiou, torturou em nome de interesses alheios a nossa nação. Uns entregados!

    Aliás, e bem a propósito, indico no meu blog o doc. “O dia que durou 21 anos”. E por falar em doc. , tem um outro muito interessante de produção canadense “O Mundo segundo Luís Inácio Lula da Silva”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: