Protestos continuam durante o aniversário de Itajaí neste sábado

protesto sabado merco publico itajai (4)porém, a imprensa da cidade, principalmente a televisiva, continua tentando blindar o máximo possível o santo prefeito que só tem dado banana pras reivindicações dos servidores e também do pessoal que defende o Canto do Morcego (ou Canto Norte da Brava, como prefere falar o prefeito, em certos momentos). vejam só o que falou um jornalista num jornal televisivo neste sábado ao meio-dia:

protesto sabado merco publico itajai (5)“Tem bastante gente mandando mensagem no meu celular perguntando se eu não vou falar do que aconteceu ontem [sexta]. Quando eu vou numa festa de aniversário, eu não levo coisas ruins, não é mesmo? Por isso não, não vou falar. Na segunda eu mostro (…)”.

protesto sabado merco publico itajai (6)ou seja, esta é uma declaração que comprova cabalmente que rumamos ao fim do JORNALISMO como conhecemos. estas frases provam que o tal jornal não passa de ENTRETENIMENTO.

protesto sabado merco publico itajai (7)resumindo: no dia do aniversário da cidade não podemos/iremos mostrar o grande protesto contra o governo municipal, já que, se vocês perceberam, estamos passando muitas propagandas deste mesmo governo no nosso canal.

protesto sabado merco publico itajai (3)enfim, apesar desta blindagem do prefeito, o pessoal que tem defendido o Canto do Morcego e mais alguns servidores continuaram protestando neste sábado, lá na inauguração do Mercado Público, e, pelas imagens e pelo que pessoal que estava lá falou, o prefeito nem subiu ao palco pra fazer a abertura, o fez lá escondidinho dentro do mesmo Mercado (que, pelo jeito, não era mais “público”, pois não se podia entrar lá, ao que parece), e quem teria falado no palco que estava inaugurado, “coincidentemente” foi o mesmo telejornalista que falou que não iriam mostrar imagens do que aconteceu em Itajaí na sexta pra não prejudicar (??????) a cidade no dia de seu aniversário.
aliás, parece uma tática goebbeliana, não?

protesto sabado merco publico itajai (1)abaixo, um artigo bem interessante de uma professora da rede municipal comentando sobre algumas notas que saíram no Diarinho deste final de semana (e abaixo do texto, um vídeo do funcionário público Flávio da Silva — também autor destas fotos — mostrando algumas partes do protesto de sexta à tarde).

PROFESSORA MUNICIPAL DA AULA DE CIDADANIA AOS VEREADORES DA CIDADE

Lendo o Diarinho agora vi que alguns vereadores de Itajaí desconhecendo todo o nosso movimento desde a primeira reunião do sindicato e das tentativas de diálogo com o executivo criticam a paralisação de ontem, 14/06/13, dizendo que “o diálogo é o melhor caminho”, “a reivindicação é justa mas não é justa a forma como eles estão reivindicando sem buscar o diálogo”, “o sindicato errou por dar o aval sem esperar a decisão colegiada da categoria”, “o sindicato poderia ter construído um canal de negociação dentro das possibilidades da prefeitura, pensando um reajuste com mais amplitude, de cunho reivindicatório e não político, como o que está acontecendo”…

protesto sabado merco publico itajai (2)Gostaria de informar aos meus amigos servidores que nos reunimos em três encontros, sendo uma reunião e duas assembleias onde os servidores presentes discutiram, avaliaram e votaram todas as decisões que seriam tomadas e os passos que daríamos em busca das melhorias salariais e de qualidade de trabalho.

Nesses encontros todos os servidores presentes foram convidados a fazer parte da comissão representando suas categorias e estreitando o diálogo entre categoria e sindicato… os presentes que concordaram em fazer parte dessa comissão se reuniram então, após o horário de trabalho, para trazer as questões onde encontravam maiores dificuldades para o exercício de um serviço de qualidade para a população, aqueles que o executivo chama de “contribuintes”.

Sindicato e comissão elaboraram pauta de reivindicações que seriam entregues ao executivo na tentativa de um diálogo, que, esperávamos, dar encaminhamento a uma série de negociações possíveis para os cofres públicos e também para a categoria e comunidade, pois não se tratava apenas de reajuste salarial como querem que a população acredite…

No encontro agendado entre sindicato, comissão e executivo, no dia 10/06/13, porém, não houve nenhuma sinalização de negociação e saímos frustrados com essa negativa, esperávamos aqui de fora, ao menos, propostas a serem analisadas na assembleia agendada previamente para aquela mesma noite, momento em que estavam presentes mais de 600 servidores no auditório do Colégio Nilton Kucker…

Após apresentados os resultados da reunião com o executivo, ou seja, nenhum, servidores votaram a favor da paralisação no dia 14/06/13, movimento esse que em números oficiais, de servidores que assinaram as listas de presença com nome, CPFs e assinaturas, chegaram a mais de 1000 nomes (infelizmente não tenho o número exato agora mas contagem prévia aponta pra 20% dos servidores municipais), fora os postos de saúde, que sabíamos, seriam obrigados a trabalhar com 30% de sua capacidade de atendimento e os servidores ACTs da educação que por temerem represálias não aderiram em sua maioria ao movimento… o que não indica de forma alguma que estavam contrários ao movimento, tanto que muitos trabalharam ontem vestindo as camisetas pretas do movimento…

E enfim, no dia de ontem paramos!!! Paramos de forma organizada, pacífica, ordeira, cidadã e constitucional!!! Paramos porque conhecemos nossos direitos e principalmente porque queremos que a comunidade tenha o melhor serviço público que podemos oferecer, paramos porque somos a segunda arrecadação do estado e porque todos os “cidadãos dessa cidade” merecem um pedaço desse “bolo”…

E digo mais, os que estavam ontem reunidos nesse momento histórico e fraterno queriam mais, queriam GREVE e ainda querem GREVE.

Pessoalmente não quero GREVE, quero negociações, quero respeito ao meu trabalho, aos meus amigos e a população de Itajaí…

Por isso senhores vereadores, não venham dizer no jornal que faltou diálogo porque se faltou não foi de nossa parte, não cobrem respostas dos servidores, cobrem do executivo… pensem nos nossos salários, nas demandas atendidas por nós lá na pontinha do serviço, nas relações que estabelecemos com a comunidade diariamente, nós conhecemos muito as necessidades da comunidade e pensem, por gentileza, nas deficiências dos serviços prestados…

Nós queremos e lutamos por nossos direitos e pela eficiência e qualidade dos serviços prestados…

(TEXTO: Alexsandra Carneiro )

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: