“Câmara torra 170 mil com diárias em 2013”

170 MIL DIARIASo jornal Diarinho publicou (se não me engano foi no Diarinho, pois recebi por email este texto abaixo) esta matéria no dia 3 de janeiro, falando sobre as diárias dos nossos vereadores neste 2013 que recém-terminou.

e pior, segundo o jornal, “por motivo ainda não explicado, valores das diárias de fevereiro, março e abril somem no portal da transparência”!!! e segue a matéria: “A câmara de vereadores de Itajaí torrou no ano que acaba de terminar a quantia de 170.865,22 reales com diárias. Este é o valor revelado pelo portal da transparência e que representa um crescimento progressivo desse tipo de gasto nos últimos anos. Em 2010, as viagens oficiais dos edis e dos servidores do legislativo peixeiro custaram aos cofres públicos R$ 92.321,60. Em 2011, esse valor subiu pra R$ 150.308,48 e em 2012 a tchurmatorrou R$ 163.089,85. Os custos com as passagens e o pagamento de inscrições em eventos e cursos de formação, que também são pagos pela câmara, não entram nessa conta. (…)  Segundo levantamento do DIARINHO a partir dos números apresentados pelo portal da transparência, o primeiro do ranking de diárias foi o vereador [censurado]. Em seguida, vem o presidente da casa do povo, Osvaldo Gern (PP), que embolsou R$ 16.158,62. Thiago Morastoni (PT) e Julcemar Ferreira (DEM) ficaram empatados em terceiro lugar na gastação, pois receberam em diárias R$ 14.274 reales cada um. O decreto legislativo número 399/2007 é o que regulamenta as diárias dos vereadores peixeiros. Ele determina que o valor de uma diária dentro do estado é de R$ 500,84 e fora da Santa & Bela é de R$ 1.001,69. Uma diária cheia equivale a 24 horas com pernoite. Se o vereador passar a noite mas retornar pra Itajaí em menos de 24 horas, ele ganha 75% da diária. De seis a 12 horas, considera-se meia diária, de quatro a seis horas dá apenas um quarto de diária e menos do que quatro horas o vereador não recebe. O valor de diária mais expressivo de 2013 foi a do vereador Douglas Cristino (PSD), que foi à França curtir a largada da regatona internacional Jacques Vabre, com tudo pago pelo legislativo. Ele recebeu R$ 7.847,78 referentes aos dias 29 de outubro a 5 de novembro em que permaneceu na cidade de Le Havre com a comitiva da city peixeira. (…)

só pra efeitos de comparação, a diária cheia do motorista da prefeitura, se não me engano, é de uns 90 reais. se não me engano, esta diária do vereador, é a mesma do secretário. ou seja, um secretário e um motorista viajam, quando forem pernoitar, o motorista só pode pagar um hotel de até 90 reais, enquanto o secretário poderá ficar num outro hotel, já que tem o limite pra gastar até 500 reais. interessante, né? e continua a matéria:

Valores das diárias sumiram
Douglas Cristino também tinha sido destaque em matéria publicada no dia 30 de abril do ano passado pelo DIARINHO por ter recebido em março R$ 5.325,28 pra participar de um curso de capacitação em Curitiba, no Paraná, entre os dias 12 e 17. Também estavam em destaque o vereador Elói Camilo da Costa (PMDB) e Paulinho Amândio (PDT), porque embolsaram R$ 4.076,76 por quatro diárias na capital paranaense. Curiosamente, as informações que constavam no portal da transparência referentes aos meses de fevereiro, março e abril (meses em que essas viagens aconteceram) foram simplesmente zeradas no balanço do final do ano. No balanço feito pela reportagem no mês de abril de 2013, a câmara apresentava os gastos de R$ 299,17 em fevereiro, R$ 16.760,65 em março e R$ 13.668,46 em abril. Se esses números forem confirmados, os gastos do legislativo em 2013 com diárias subiriam pra R$ 201.593,5, com Douglas Cristino retomando a dianteira no ranking das diárias, tendo recebido R$ 17.377,23 (…).

Observatório Social de Itajaí tá diolho na atividade dos 21 vereadores peixeiros
Paulo Sabatke Filho, presidente do observatório Social de Itajaí, diz que nunca viu algo semelhante acontecer com informações publicadas no portal da transparência. O observatório tem um núcleo de trabalho que está concluindo um relatório sobre as atividades legislativas em 2013, e isso inclui o gasto com diárias. “Esse negócio de informações sumirem do portal é muito estranho. Ainda mais agora, que estamos fazendo um comparativo dos gastos da câmara com o aumento do número de vereadores para 21”, afirma Sabatke. O advogado Reinaldo de Freitas Sampaio é voluntário do observatório Social e tá fazendo um acompanhamento da produtividade dos vereadores. Ele reclama que existe uma dificuldade pra se ter acesso às contas do legislativo que, segundo ele, precisa ser fiscalizado em três frentes. “A primeira é a produtividade legislativa, depois os arquivos e documentos da câmara e por último a parte contábil”, ressalta o dotô. Sampaio considera que existe muitas falhas na prestação de contas do poder público, não apenas por falcatruas, mas também por falta de zelo profissional dos responsáveis por tornar públicas essas informações. “Eles declaram documentos que justificam os gastos em atividades que, muitas vezes, não têm nada a ver com a atividade parlamentar”, carca o voluntário.

Anúncios

Uma resposta to ““Câmara torra 170 mil com diárias em 2013””

  1. Hélio Jorge Cordeiro Says:

    Isso é que eu chamo de uma verdadeira “farra dos boys”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: