“Mortalidade infantil peixeira é maior do que a média nacional”

grafico mortalidadeesta é a matéria de capa de hoje do Diarinho, falando sobre o assunto que vem sendo discutido nas redes sociais (e aqui neste blogue) já desde semana passada, se não me engano. e o Diarinho foi atrás de mais informações, e uma delas, me surpreendeu ainda mais nesse rolo todo, que é o do hospital Marieta Konder Bornhausen, que simplesmente não libera pra prefeitura os óbitos acontecidos ali dentro. no máximo, os agentes da Saúde podem ir numa sala, olhar, anotar a caneta para depois fazerem seus relatórios.

e pior, ninguém faz ou fez nada até agora pra impedir isso!!! e uma das principais obrigações da cidade, é de investigar TODAS as mortes de crianças no nascimento ou nos primeiros dias. em Itajaí, isso só acontece com 58% destas mortes!!! não é pra tanto que o índice no governo Jandir/Dalva ganha números tão altos. inclusive, estes números já eram altos na segunda gestão do Jandir, no começo dos anos 2000, como atestam os números, com 14% de média. no governo seguinte, do PT, esse índice caiu pra 11% nos quatro anos. na terceira gestão do Jandir e Dalva, mais este ano de 2013 somado, já dá 14% novamente! ou seja, os números provam por si que alguma coisa está MUITO errada. e isso que os nossos dois “heróis” do Executivo vieram pra “salvar Itajaí” dos maléficos petistas etc. etc.
ah, e quem vai levar o caso ao Ministério Público é o Comusa (Conselho Municipal de Saúde), lembram do Comusa? aquele que estava nas mãos de um amigo da vice-prefeita, e que, no ano retrasado, quando perderam a presidência do Comusa e como não gostaram, impediram que outro presidente assumisse o mesmo, tendo que entrar o MP na parada, pra fazer o prefeito assinar a posse do novo presidente…
bem, vou postar abaixo alguns poucos trechos da matéria de hoje do Diarinho:

(…) Pra cada mil crianças que nascem em Itajaí, 17,69 não passam por essa fase da infância, porque morrem antes de completar um ano de idade. Na contramão do estado e até mesmo do Brasil, o índice de mortalidade infantil peixeiro cresce a cada ano. A taxa é maior do que a média da Santa & Bela (10,61 em 2012) e do Brasil (13 em 2012, segundo a ONU). Pra piorar a situação, nem metade das mortes são investigadas, e o órgão responsável por analisar a causa dos óbitos não tem acesso aos prontuários de quem morre na única maternidade peixeira, o hospital Marieta. (…) De acordo com a organização Mundial de Saúde (OMS), o índice de mortalidade infantil tolerável é de 10 mortes pra cada mil nascidos vivos. Há pelo menos cinco anos, Itajaí não consegue ficar abaixo dessa média. De 2010 pra 2013, o índice de crianças com menos de um ano que morreram na cidade aumentou 60%.
(…) “É escandalosamente alta. A taxa de mortalidade infantil é um dos mais importantes indicadores de como a saúde vem sendo prestada”, avalia o presidente do conselho Municipal de Saúde (Comusa), Plínio Silveira, que apresentou o relatório semana passada. (…) Pra piorar a história, o poder público não sabe as causas da morte de 55% desses pequerruchos, o que inviabiliza o planejamento de ações coordenadas que evitem as causas do problema. “Ou se identificam as causas ou não se consegue evitar novas mortes”, desabafa Plínio. (…)
Embora não seja ilegal, a postura restritiva do hospital Marieta atravanca o trampo de investigação sobre as causas da morte. A portaria 72 de 11 de janeiro de 2010, do ministério da Saúde, define que hospitais, consultórios médicos e postinhos de saúde, sejam eles públicos ou privados, têm que disponibilizar os prontuários dos pacientinhos e das mamães aos responsáveis pela investigação dos óbitos num prazo máximo de 48 horas. (…)

Anúncios

3 Respostas to ““Mortalidade infantil peixeira é maior do que a média nacional””

  1. Ana Says:

    Romulo,

    Essa é a situação da nossa saúde em Itajaí, uma vice-prefeita que indica secretários e continua mandando, ou seja fazem o que ela querem, tudo por conta de interesses pessoais e politicos.

    O problema da taxa de mortalidade em Itajaí estar neste nível, é por conta da incompetência da senhora Dalva e sua equipe. Esta senhora é um mau para a saúde e só o prefeito e o bando de puxas-sacos dela não vêem.

    Não existe na Atenção Primária é um pre-natal qualificado, saúde da mulher, saúde da criança, são progrmas que estão a muito tempo abandonados.

    As unidades de saúde não fazem sua parte. Este problema está na raiz,e ninguém fala. A Atenção Primária de Saúde em Itajaí está sendo destruída pela senhora Dalva e sua equipe, mas a imprensa esconde isso, não tem interesse em divulgar.

    A saúde virou um caso sério, enormes prejuízos a população e esta senhora continua mandando.

    Indica secretários para substituí-la na saúde dentro do seu círculo para poder manipulá-los e decidir por eles, como é de conhecimento de todos quem manda é ela.

    O atual secretário que assumiu semana passada não tem condições de resolver os problemas atuais da saúde, precisa de gente que tenha conhecimento da saúde. Por isso a coisa tende a piorar. O prefeito não acorda, a solução da saúde está lá dentro e ele não vê, coloca pessoas que não vão dar resultado. A solução pra isso é colocar um técnico na administração da saúde.

    Romulo a saúde possui um técnico se não me engano chamado Emerson, muito bem conceituado, pelo que temos informação, um especialista em gestão, e que segundo consta tem muita gente querendo que ela assuma a saúde para resolver estes problemas, mas a senhora Dalva não deixa, por que sabe que ele vai mexer com gente dela que não trabalha etc.

    Aliás, segundo informações, eles não deixam ele trabalhar, já que ele é um crítico da gestão da Dalva na saúde.

    • Rômulo Mafra Says:

      Importantíssimo este comentário, Ana, e, realmente, já é sabido há algum tempo que isso vem acontecendo dentro da Saúde, porém, o nosso santificado prefeito ainda, com todo o caos que estamos vivendo na área da Saúde, sai de férias em plena tempestade e joga a Dalva para o cargo de prefeita, enquanto ela coloca mais do mesmo lá na Saúde, onde, é claro, ela continuará dando as cartas (e as consultas, exames etc.). Infelizmente, ainda teremos mais alguns anos disto que aí está, sem esperanças de grandes mudanças, apenas paliativos que servirão para acalmar setores da mídia, quase toda, controlada pelo governo municipal.

  2. Porto teria contratado escritório de advocacia de secretário de Jandir&Dalva | O Menino que não Machuca Says:

    […] –, a compra sem licitação dos semáforos milionários (agora, já com ação do MP!), a mortalidade infantil que vem crescendo, por culpa de problemas da gestão da Saúde, os dois ex-secretários de Saúde […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: