E vamos para o segundo turno!

minha coluna desta semana no Sem Censura:

É a hora de compararmos? Então, vamos lá!

É a hora de compararmos? Então, vamos lá!

Pois é, e como reza o script brasileiro, desde que temos a opção segundo turno, ele invariavelmente acontece. Vamos deixar de lado os motivos que eu penso levaram-nos a mais uma escolha entre PT e PSDB, como vem acontecendo quase desde que os dois partidos disputam eleições (desde que os dois começaram a disputar segundo turnos, o PT venceu TODOS). É um fato e temos de trabalhar com ele a partir de agora, assim como teremos de aturar como já estamos aturando vários casos de agressões criminosas por quem se acha acima, por exemplo, do povo nordestino, que tem sempre dado uma ótima votação para o PT (e se esquecem que o Rio Grande do Sul também deixou Dilma em primeiro, assim como Minas Gerais, onde Aécio governava, elegeu Dilma com folga contra o tucano). E também, temos de aceitar que o povo catarinense elegeu Colombo com 51% no primeiro turno (caiu bastante diante das pesquisas, não?), deixando Bauer (PSDB) com 29% e o petista Vignatti com 15% (incrível, pra quem estava abaixo dos 10% quase a campanha inteira). Aliás, Raimundo Colombo já disse que irá apoiar Dilma, como “disse” que faria. Claro que o simples fato de ele não ter feito campanha contra, já é alguma coisa. A mesma coisa, falo do PMDB, o qual me referi algumas colunas atrás, e que, agora, deve pegar finalmente no batente pra eleger Dilma Rousseff. Pelo menos, é o que se espera.

Mas, vamos falar de Itajaí, né? Tenho visto durante esta segunda-feira pós-eleição (que é quando geralmente escrevo minha coluna), várias análises sobre a “derrota de Itajaí” na eleição pra deputado estadual e federal. Sinceramente, não vejo muita derrota, a não ser que fossemos contabilizar pelo número de habitantes, mas, a legislação é esta e nos permite votar em quem quisermos, sendo que os deputados representam o estado de Santa Catarina e suas regiões, e não só isso, estão lá pra FISCALIZAR e LEGISLAR por Santa Catarina e pelo Brasil (no caso dos deputados federais)! Infelizmente, se reduz à “nosso deputado federal que vai lutar por Itajaí” ou “nosso deputado estadual que vai lutar por Itajaí”. Não é pra isso que servem os legislativos, assim como os vereadores não vão lutar somente pelo seu bairro. Aliás, seria um péssimo vereador se ele lutasse apenas pelo seu bairro. Porém, a imbecilização do povo está em andamento há tempos, e é quase irreversível, toma conta das mídias e, não fossem exceções (como na internet, por exemplo), praticamente acreditaríamos nsetas bobagens. Mas deixe-me voltar a falar de Itajaí. Aqui, o deputado estadual Volnei Morastoni (PT) perdeu a cadeira que tinha. Finalmente o governo Bellini conseguiu o que já tentara antes. Claro que a divisão de votos causadas por Osvaldo Gern (PP) e Níkolas Reis (PROS) foi fator determinante pra derrota de Volnei.

Agora, interessante foi o bom número de votos do atual vereador Osvaldo Mafra (Sol), que, poderia ter tentado com sucesso à assembleia legislativa, porém, pra não sair debaixo da saia do prefeito Jandir Bellini (PP), preferiu a difícil cadeira de deputado federal. Não se elegeu, e ficou bem longe. Mas, se tivesse tentando pra deputado estadual, aí mesmo é que teríamos uma grande divisão e todos ficariam longe de se elegerem. Agora, resta esperar o racha do governo Bellini, que deve começar a partir das próximas semanas, como já explanado por aqui. Ah, e meus dois deputados, se elegeram: Ana Paula e Décio Lima, todos do PT. 😉

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: