Delação premiada alcança um peixeiro “anti-corrupção”…

emiliome expliquem, porque tá difícil de entender… saiu a notícia de mais uma delação premiada. Nestor Cerveró teria dito que a empresa Dalçóquio teria pago propina pros petistas Ideli Salvatti e João Paulo Cunha em troca de abonar dívidas da empresa. Inclusive, como se sabe, esta ajuda à empresa Dalçóquio viria desde a época do incólume FHC, segundo a mesma delação e apoiava políticos de vários partidos.
Lembrando que um dos donos da empresa, que foi vendida no ano passada, é tido como um dos grandes mentores “contra corrupção” ou qualquer destas frases de efeito que o valha… e pra terminar, JC ainda termina jogando panos quentes em cima dos incorruptíveis e, claro, colocando o pau (que dá em Chico mas não em Francisco) nos políticos, os grandes malvados do mundo. :p
Abaixo, os trechos da coluna do JC de hoje explicando um pouco dessa delação e da própria opinião do colunista do Diarinho.
Delação – As delações sobre a Lava Jato têm respingado por todo o lado. Sobrou até para a ex-ministra Ideli Salvatti (PT) e para a família Dalçóquio (transportadora). Todos citados por Nestor Cerveró, por um suposto pagamento de propina.
Renegociar – Conforme matéria do O Estado de São Paulo, Cerveró citou que num almoço com a então ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, e o ex-deputado petista, João Paulo Cunha, em Brasília, o assunto foi a renegociação da dívida da empresa de transporte de combustível, a Dalçoquio. A dívida seria de 90 milhões de reais, com a BR Distribuidora.
Combustível em chamas? – Cerveró afirmou que a Dalçoquio é a maior transportadora da BR Distribuidora e que “já foi ajudada na época do presidente Fernando Henrique Cardoso” e “apoiava políticos de diversos partidos”. Neste rolo, supostamente teria aparecido o nome de Ideli Salvatti.
Receberam? – “Foi realizada uma renegociação da dívida, com o aumento de prazo para pagamento. Nestor Cerveró diz que não recebeu nada, mas imagina que a min. Ideli e outros políticos tenham recebido”, registra o documento intitulado ‘Anexo 15′ que a defesa do ex-diretor entregou à Procuradoria-Geral da República. O anexo 15 do documento é intitulado “Assunto: almoço com ministra Ideli Salvatti (PT) para ajuda financeira à Dalçoquio”, revela o Estadão.
(…)
Lógico – A Dalçoquio já fez muitas doações em campanhas políticas. Isso não significa que tenha agido ilegalmente. Mas a delação de Cerveró coloca em suspeição ‘políticos’ que teriam supostamente recebido propina, pra dar ‘aquela força’ com as dívidas da empresa…
(…)

2 Respostas to “Delação premiada alcança um peixeiro “anti-corrupção”…”

  1. Joao Marcos Says:

    E sobre o Terminal Trocadero, ninguem viu, ninguem sabe e nāo fala nada?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: