Archive for junho \20\UTC 2017

O Mercado é contra o trabalhador!

junho 20, 2017

É tão difícil assim para as pessoas fazer esta sinapse? Hoje, 20/06/2017, a Comissão de Assuntos Sociais do Senado FOI CONTRA a Reforma Trabalhista, aquela do PMDB/PSDB/DEM que vai ferrar com nós, trabalhadores. Então, em seguida, O MERCADO REAGE MUITO MAL. Até o dólar caiu. Ou seja, tá aí, o MERCADO É CONTRA O TRABALHADOR. É contra o povo! E o Mercado é a maior expressão do que? Do sistema ao qual nascemos, trabalhamos e provavelmente morremos, o sistema CAPITALISTA.

Resumindo, o óbvio ulululante é: o CAPITALISMO É CONTRA O TRABALHADOR. Precisa de mais provas? Temos elas aos montes. Porém, infelizmente, nem todos farão estas ligações tão básicas, aparentemente, mesmo porque, o braço asqueroso do MERCADO é a própria mídia (financiada/controlada pelos próprios donos do Mercado, os grandes empresários), o outro câncer deste sistema assassino.

Então, amigos, a frase “trabalhadores do mundo, uni-vos”, continua tão atual quanto há mais de cem anos. E, infelizmente, vai continuar, pois, é muito difícil fazer isso chegar a todos os trabalhadores. Porém, desistir, nunca. A luta continua, SEMPRE, mesmo contra todos os prognósticos a curto prazo, pois nossa luta é a longo prazo.

Sobre o caso da agressão do secretário no sábado

junho 12, 2017

Em oito anos do governo passado participei de TRÊS GREVES. Nunca encostaram um dedo em mim. E em nenhum dos outros participantes das greves.

Hoje, na primeira manifestação pública dos servidores durante a abertura da ponte Tancredo Neves FUI AGREDIDO por um secretario do governo Volnei!! Com um tapa na minha mão, acabou quebrando o megafone do Sindicato dos Servidores de Itajaí!

Estávamos no nosso direito de nos manifestarmos! Se o secretario nao gosta de democracia, do contraditório, NÃO DEVERIA ESTAR NUM CARGO PÚBLICO pois demonstrou falta de preparo para o mesmo com sua atitude vergonhosa!

As providências legais serão tomada. Da minha parte e do nosso sindicato. Nao é com agressões que se dialoga com quem está no seu direito!

Abaixo, o que escrevi hoje no Facebook sobre o ocorrido:

1º aí está o Boletim de Ocorrência sobre a agressão que sofri no sábado

2º Nem sabia que era o dito secretário que estava próximo de mim

3º Não cheguei perto dele (muito menos “sorrateiramente” como indicou uma fonte ao colunista do Diarinho JC). Não coloquei megafone no ouvido de ninguém! Estava naquele lugar há pelo menos 15 minutos, qdo segurava uma faixa, e, depois, peguei o megafone, e, no momento em que TESTAVA, APONTADO PRA CIMA, o secretário virou pra trás, gritando “tira essa porra do meu ouvido”, ao que respondi “não está no teu ouvido”, e nem cheguei a terminar a frase, quando recebi o tapa na minha mão, pegando a parte de trás do megafone, quebrando ele. Neste momento, fomos separados pelas pessoas que estavam próximas

4º Sobre o padre, NÃO TÍNHAMOS VISÃO de quem estava falando; quando soubemos que era um padre, os servidores pararam de apitar (a distância era até considerável até onde fazia o ato), tanto que quando chegou o pastor, em seguida, já estávamos em silêncio. NÃO PROCEDE de jeito algum esta história do padre. inclusive, de terem chamado ele de “puxa saco” ou coisa parecida. nem víamos o padre de onde estávamos

5º Alguém tinha alguma dúvida que a Ric Record iria OMITIR a vergonheira acontecida no sábado? Motivos? Bem, os telespectadores deveriam perguntar o porquê de proteger o governo (ou será que é só para omitir algo que tenha acontecido COMIGO?)

6º Por eu ser presidente do PT, oras, estava no lugar onde eu deveria estar ENQUANTO SERVIDOR PÚBLICO. Não estava representando o partido ao qual estou presidente, e, o fato de ocupar este cargo, quer dizer que deveria me afastar das bases, da população?
Não é isso exatamente que criticam dos partidos?
Penso que estava onde tinha o total direito, enquanto servidor, sindicalizado e atuante, de estar onde estava e participar de uma manifestação chamada pelo sindicato ao qual sou filiado.

BO-ERICO