Archive for the ‘Saúde’ Category

As mudanças climáticas e Itajaí

novembro 30, 2015

cop 21 itajaihoje começou em Paris a maior reunião de líderes mundiais da história (COP-21) para tentar diminuir as consequências e a própria temperatura da Terra, o Aquecimento Global (que alguns continuam enchendo o saco dizendo que não existe, aí criaram a palavra Mudanças Climáticas, pois isto é impossível de se negar que esteja acontecendo).

porém, em Itajaí, estamos indo na contramão da história, na tentativa de se diminuir os impactos da poluição, e um exemplo claro, é a diminuição do uso do transporte público coletivo e o aumento significativo do uso de carros em Itajaí, e isso com o apoio irrestrito praticamente do governo municipal que nada faz e nem possivelmente fará até o final do primeiro mandato para se mudar. não se pensa em trânsito humanizado. não se tem nem ainda o “dia sem carro” (que serve como conscientização). não se tem nem melhorias no próprio trânsito da cidade, quanto mais algo diferente ou novo para se incentivar o uso do transporte coletivo (ou até novos meios de transporte coletivo mais sustentáveis, por exemplo).

mas, quem liga pra isso em Itajaí, né? vivemos numa bolha fora do planeta Terra, não queremos saber de consequências nem do mundo que deixaremos para nossos filhos. queremos saber de nós, e, no máximo, do nosso rio Itajaí (e só se ele vai transbordar ou não), não nos interessa que todos seremos afetados amanhã, ou já estamos sendo afetados hoje — e ontem –, o importante é não dar importância e não pensar nisso (que já vem de longa data), quem sabe, pensar em qual candidato a vereador eu vou pedir uma carrada de brita no ano que vem, ou qual candidato a prefeito mais sorridente eu vou desperdiçar meu voto nas eleições municipais — e quem sabe eleger o candidato apoiado pelo atual prefeito que nada faz. ah, sim, e o importante é continuar xingando o governo federal, pois ele é o culpado por tudo.

Anúncios

Governo Jandir perde DOIS MILHÕES pra construção do CIS por não enviar documento…

outubro 29, 2015

cis itajaiessa notícia foi capa do jornal Sem Censura que circula desde ontem. e ela é aterradora, não? demonstra a “preocupação” com que este governo municipal tem tratado a cidade há muito tempo. e, pior, praticamente ninguém nem dá bola. nem mesmo os municípes, que, só vão pra rua criticar a política quando é contra o governo federal, já que sabem que foram os votos DELES próprios, cerca de 60%, que elegeram este governo pela QUARTA vez!

ah sim, e lembrando também que a esta obra, o Centro Integrado de Saúde, foi uma das promessas de campanha em 2012 (inclusive foi condenada a coligação do atual prefeito e vice pela propaganda ilegal que fizeram à época, usando imagens que tinham sido pagas pela prefeitura na própria campanha de reeleição) e, passado TRÊS ANOS, nem perto de concluído está o que seria um importante instrumento para o POVO de Itajaí.

sem censura obra cisesta promessa do governo estadual de 2 milhões de reais foi de 2013. e segundo o próprio governo estadual, o dinheiro nunca foi repassado pela falta de envio de documentação necessária para que a grana chegasse e a obra andasse.

aí pergunto, de quem é a culpa? quem foram os secretários de Saúde nessa época? e agora? quem será responsabilizado por isto????? e o povo? vai se manifestar? ou ficar quietinho, já que a mídia provavelmente não fará maiores alardes sobre o assunto…?

A Dengue (cada vez mais) do Jandir

fevereiro 17, 2015

jandir dengue dalvaE o tema recorrente em Itajaí não poderia deixar estas linhas mais esta semana. Novas informações nos põem a par de que o problema é mais sério do que se supunha. Eu mesmo, não acreditava que era tão ruim assim, mas, lendo as matérias da nossa imprensa (mentira, só no Diarinho e no Sem Censura estamos tendo mesmo matérias mais críticas), é impossível não colocar como o principal culpado pelo surto de dengue na cidade o próprio prefeito. Vamos aos fatos:

Segundo matéria do jornal Diário do Litoral, DESDE MAIO DE 2014 o prefeito Jandir tinha conhecimento através de um documento da secretaria de Saúde do problema da dengue e que ele era iminente. SOMENTE CINCO MESES DEPOIS é que a população teria começado a ser avisada! A sugestão da Saúde era que se começasse imediatamente uma campanha de prevenção da epidemia. Ainda de acordo com a matéria do Diarinho, o secretário de Saúde pedia uma força tarefa e uma campanha pela imprensa pra combater e minimizar focos, mas, o governo Jandir, na sua típica falta de vontade com assuntos que envolvem a população, como já dito, somente cinco meses depois lançou uma campanha pra alertar a população.

A desculpa da prefeitura, é claro, foi de que tudo começou já lá naquela época, porém, faltou uma campanha mais incisiva, palavras da assessoria da prefeitura. Ah sim, na matéria do Diarinho, o prefeito, como sempre, não foi encontrado para dar a sua versão. Como venho falando, desde lá 2009, a tática funciona perfeitamente. Só o Diarinho mete a faca, aí, o prefeito reiteradamente foge dos jornalistas e o assunto praticamente morre por ali mesmo, já que as pessoas nas redes sociais, aquelas que, neste exato momento, se auto intitulam “politicamente inteligentes”, não querem nem saber de criticar o santificado governo dos amarelos. O negócio é seguir a onda (manipulada, como sempre) e pedir “impeachment” (???) da presidenta Dilma, falar da Petrobras ou de quaisquer temas que a Globo/Veja e afins mandarem para eles.

E, contando com a plena indulgência dos outros meios de comunicação da cidade, fica fácil, como já disse, para o prefeito nadar no mar da tranquilidade do Saco da Fazenda, vendo a sua Marina sendo implantada a passos largos, enquanto ações para o povo, ficam à míngua.

O que chama outra notícia da saúde: lembram do Centro Integrado de Saúde, aquele que foi, inclusive, motivo de ação eleitoral do qual Jandir e Dalva foram derrotados, por propaganda irregular, bem, a obra está atrasadíssima e, agora, aumentou em mais de CINCO MILHÕES para ficar pronta. Isso também saiu em matéria do Diarinho. E se saiu em outros meios de comunicação, provavelmente, mais como uma “nota de rodapé” do que outra coisa. Ou alguém viu o Graciliano esbravejando contra o prefeito e o governador Raimundo Colombo (a matéria diz que os cinco milhões prometidos pelo governo estadual, até agora, não chegou lá no paço municipal)?

E aí eu pergunto, adianta eu ficar reclamando aqui? Não sei, mas, continuarei, pois tenho certeza que o futuro me dará razão, ainda que isso pouco adiante, já que nós, enquanto povo, sofreremos ainda por muito tempo pelos mandos e desmandos da atual administração.

da minha coluna no jornal Sem Censura

A Dengue do Jandir, ou, eu avisei!

fevereiro 6, 2015

dengue jandir belliniImpossível não falar do assunto do momento na cidade. E, claro, apesar de ainda tratado com os maiores cuidados pela “grande” imprensa de Itajaí, todos ainda afagando os egos governamentais do paço da Vila Operária, tratando com luva o prefeito que, a despeito de tratar preventivamente a possibilidade de um surte de dengue na cidade fez o que? Oras, afagou a imprensa com sua bela propaganda (bem amarelinha e tal, lembram?), que deve ter custado algumas boas dezenas de milhares de reais e tá pronta a prevenção contra a dengue, que já virou piada pelo estado de Santa Catarina. Enquanto isso, a secretaria de Saúde, como é sabido (e também piada na cidade), continua o cabidão de empregos do governo, alojando principalmente os chegados da vice-prefeita, a grande entendedora da saúde de Itajaí, segundo os próprios eleitores e defensores do governo Jandir&Dalva, a que iria nos salvar, como dito durante a campanha vitoriosa de 2008! Entretanto, como disse há pouco, não salvou, e simplesmente loteou os cargos da Saúde, inclusive, com até DOIS secretários AFASTADOS (Lírio Eing e Sérgio Liberato) pelo Ministério Público na gestão Jandir/Dalva!!! A própria “Dalva da Saúde” estava (ou está?) sendo investigada enquanto tinha sido secretária daquela pasta no famoso (alguém ainda lembra?) caso da Argolo (http://wp.me/pdrbW-2Gd).

Já em março de 2014 o título desta minha coluna (http://wp.me/pdrbW-4DH) já denunciava: A Saúde abandonada: mas, quem liga pra isso? Alguém ligou? O povo cobrou? Foi verificar? Saiu, então, às ruas para reclamar do prefeito? Ou, pelo menos, demonstrou nas redes sociais sua indignação sobre isso? Não. Esta coluna, deste jornal, ou mesmo o meu blogue, onde quase sempre publico minha coluna, não têm a força necessária para rivalizar com “grande” imprensa itajaiense, obviamente, os dois canais de televisão principais, além da RBS (esta, interessantemente, tem levantando questionamentos quanto à qualidade do governo Jandir mais do que o normal) e o Diarinho, este, um dos poucos que também não se tem intimidado em publicar as matérias que atingem o governo municipal quando necessário.

Resumo disso tudo: preciso dizer? Preciso repetir que temos um governo praticamente parado, que prometeu e, até agora, não consegue cumprir muitas de suas promessas, inclusive o Centro Integrado de Saúde, que anda a passos de cágado, o Sistema de Transporte Coletivo que, agora, parece que vai, depois de mais de cinco anos de obras (na verdade, duas obras que poderiam ter sido feitas em um ano!), mas, só acredito quando estiver tudo prontinho etc., a obra da Osvaldo Reis, pelo menos, por enquanto, que está com mais cara de “vergonha alheia” do que outra coisa – mas, torço para que acertem o que estão fazendo ali, pois tá ficando feio, muito feio, o elevado do Vanolli, que, quem sabe, daqui uns dez anos, se comece a obra, a ponte da Jacob Ardigó, começada lá antes de 2012, e a continuação da própria avenida Jacob Ardigó, mais parada que água de poço (pelo menos, se contarmos desde que começou, também lá no longínquo ano de 2012).

Enfim, se não fosse piada, poderíamos até rir do surgimento na cidade de um monte de escorpiões amarelos também é mais um caso para a combalida Saúde de Itajaí cuidar. Mas, e quem vai cuidar da secretaria?

da minha coluna no jornal Sem Censura

Jandir e Dalva condenados a devolver 61 mil reais por propaganda irregular

novembro 5, 2014

A maquete (mequetrefe) do Jandir

propaganda-irregular-jandirPassada as eleições, voltamos a nossa programação normal e local, de preferência. E, é claro, não poderia deixar de repercutir uma DECISÃO JUDICIAL que vai em cima de Jandir e Dalva, no que tange uma maquete que foi denunciado pelo vereador Níkolas Reis (então no PT), e, depois, pela coligação (Itajaí Daqui pra Frente) que tentava tirar Jandir Bellini de sua segunda reeleição. O processo era movido pelo uso de uma maquete do tal Centro de Saúde prometido por Jandir lá antes de 2012 (e até hoje nem terminado, e que teve denúncias sérias que levaram até mesmo ao afastamento de um vereador da situação, o Tonho da Grade, do PP, partido do Jandir, por ter sua empresa envolvida nas obras do Centro, além de obras na Fundação Cultural).

Segundo palavras do próprio ex-vereador e candidato a prefeito de Itajaí Níkolas Reis no seu Facebook, “ganhamos em primeiro grau e agora o TRE/SC confirmou por unanimidade a sentença não provendo o recurso. Segue abaixo parte do voto do relator acatado pelos demais desembargadores. Veja que o mesmo confessa nunca ter visto nada igual em sua carreira jurídica, afirmando que houve ‘uma superação de limites (…) [o que é um desafio, pois é de se supor, pela experiência ordinária, que todos os possíveis recordes de ousadia já tenham sido atingidos], chegando-se a um patamar praticamente inacessível’. E fiquem mais atentos aos gastos com publicidade aqui em Itajaí: eles são altíssimos tanto na Prefeitura, como no Porto, Semasa e Câmara, e nem sempre servem ao interesse público.”

A decisão do TRE se deve, é claro, pelo uso da maquete durante a CAMPANHA ELEITORAL de 2012, o que já caracterizava, como entendeu a coligação oponente e a própria decisão judicial, como um abuso de poder, além do ridículo em se usar a tal maquete de um obra que mal tinha começado (na verdade, se não me engano, ela estava parada, o que foi denunciado na campanha eleitoral), coisa que já tinha sido julgado aqui em Itajaí mesmo, porém, agora foi julgado pelo TRE de Santa Catarina. A multa para a coligação que botou a maquete eleitoreira na propaganda é de R$ 60 mil reais (que foi o custo da PROPAGANDA que o POVO pagou do seu bolso e usada na CAMPANHA!) . Jandir e esta coligação devem recorrer agora, da condenação de propaganda antecipada (já que a prefeitura lançou a maquete quando, segundo entendimento judicial, já estava claro que Jandir e Dalva concorreriam ao pleito municipal dali poucos meses) ao Tribunal Superior Eleitoral, em Brasília.

Pra terminar esta coluna, vai mais uma fala da juíza Sônia Moroso, que julgou o caso aqui antes de ir pro TRE: “A exposição do estudo técnico da obra e das imagens da maquete na propaganda eleitoral constitui, no caso, em útil desdobramento da suposta publicidade institucional previamente disseminada pela administração municipal, representando evidente aproveitamento de sua anterior projeção custeada por recursos públicos em prol de suas candidaturas à reeleição”.

da minha coluna do jornal Sem Censura

Grávida sofre pra fazer exame em Itajaí! E a nossa pré-candidata, a salvadora da saúde na cidade?

maio 13, 2014

por onde andará a vice-prefeita? o que estará fazendo? dizem, nos bastidores políticos de Itajaí, que está escondida, mas, e a salvação da Saúde de Itajaí, acontecerá quando? ou não era ela que entrou como sendo a pessoa que iria salvar Itajaí dos “malditos vermelhos”, aqueles que acabaram com as filas nas madrugadas (o povo tava com saudade da fila, pelo jeito, pois ela voltou, e com força), mas, agora, com a “Dalva dos Remédios” até o básico do básico do básico, que é uma gestante, NÃO CONSEGUE EXAME!

saude jandir dalva rheniuse pior, em 2014, sim, 14 anos após adentrarmos o século XXI, em Itajaí, gestante só autoriza UM EXAME POR MÊS! que lindo, né? aí a gente vê um monte de itajaienses reclamando da Dilma por causa da Saúde, mas se esquece que a prefeitura recebe milhões anualmente, e a cada ano, mais e mais, pra gerenciar a Saúde, que é responsabilidade principalmente do município e do governo do estado, no caso do hospital Marieta.

(aí a gente vê um monte de itajaiense reclamando do governo federal pela insegurança pública em que vivemos, mas se esquecem — ou fingem que se esquecem — que quem gerencia a segurança pública é o governo do estado e, acredite, a maioria vai votar de novo no Raimundo Colombo!!)

e a coisa piora ainda mais. segundo outra matéria do jornal Diário do Litoral (a de cima também é matéria do Diarinho), soropositivo diz que tá faltando medicamentos em Itajaí!!!! isso que a nossa cidade sempre foi referência no tratamento dos portadores do vírus HIV. de acordo com a diretora da Vigilância Epidemiológica de Itajaí, a secretaria do Estado da Saúde está repassando o medicamento de forma fracionada, por isso, estão segurando o estoque (e, nesse caso, a paciente teria uma parcela de culpa por já ter abandonado o tratamento). mas, como disse acima, o itajaiense irá bovinamente votar no nosso atual governador Raimundo Colombo, pois, oras, ele é tão legal, né? :-/

Já seriam 7 mortes de crianças recém-nascidas ou durante a gestação em Itajaí em 2014

março 14, 2014

mortalidade mais itajaie, pior, nestes 73 dias de 2014 (a sétima morte foi ontem, segundo informações de uma fonte na Secretaria de Saúde), pouco mais de 60 crianças nasceram em Itajaí.

segundo determinação do Ministério da Saúde, TODAS as crianças recém-nascidas devem ser visitadas até o sétimo dia de vida. sabem quantas, destas cerca de 60 crianças nascidas, foram visitadas???????

UMA.

pois é, aí, me dizem por aí, que estou fazendo “politicagi”, que quero enfiar a política no meio de um problema seríissimo de saúde pública, um problema de GESTÃO, que tem na sua cabeça, a agora prefeita de Itajaí, a nossa vice-prefeita e secretária da Saúde, Dalva Rhenius, o grande nome do governo para ir pra deputado estadual neste ano.
aliás, vejam o gráfico comparativo do Brasil, e coloquei a informação ali da quantidade de mortes do ano passado, e estamos quase no mesmo índice de QUATORZE ANOS ATRÁS!!! (lembrando que o nosso prefeito está aí no cargo, tirando quatro anos que ficou fora, o mesmo tempo) :-/

A Saúde abandonada: mas, quem liga pra isso?

março 12, 2014

artigo meu publicado nesta semana no jornal Sem Censura:

dalva rhenius saudeAo que parece, em Itajaí, poucas pessoas ligam. O prefeito é o primeiro da lista, pois, em pleno fogo cruzado contra uma das pastas mais importantes do governo, aquela que suscitou várias frases bonitas durante os protestos do ano passado (em Itajaí, aconteceu um só, porém, não era direcionado à própria cidade, e sim, em tons genéricos, do jeitinho que o prefeito gosta), além de não dar bola, jogou a vice-prefeita que estava (como já esteve outras vezes) como secretária da Saúde pro cargo de prefeita na semana passada. Claro, tudo com a maior pompa possível, e, até onde vi, com a imprensa devidamente no seu curralzinho, sem cruzar a faixa amarela, nada de perguntarem pra agora prefeita como é que ela vai resolver o problema seríissimo da alta taxa de mortalidade infantil que a sua gestão enfrenta (fazendo de conta que não existem outros problemas da pasta, é claro), que, agora que a matéria saiu no Diarinho (também na semana passada), disse que vai resolver o problema, também ligado à mortalidade infantil, das mortes que simplesmente não eram investigadas simplesmente porque o hospital Marieta Konder Bornhausen não queria, e assim ficou até agora!

Mas, sinceramente, convenhamos, com a mídia praticamente inteira encurralada (no melhor sentido da palavra), por que eu, prefeito de Itajaí, por exemplo, preocuparia-me com questões como estas, não é mesmo? Tu, leitor desta coluna, estarias preocupado? Sabendo que ninguém vai te interpelar numa entrevista, ninguém vai sair fora do roteiro pré-programado no famoso “eu te pago bem, tu ficas quieto, senão, não te pago mais”?

Eu responderia que é claro que não! Um prefeito que não tem de responder a praticamente nada na cidade, não é cobrado nada dele, pois, oras, é sempre culpa das más pessoas que o cercam, dos péssimos nomes que, tadinho, é claaaaro que não é ele quem indica, são os malvados partidos (quinze!!!) que indicam estas pessoas ruins, aquelas mesmas que, ao fazerem suas devidas besteiras (isso quando fazem alguma coisa), continuam lá, como se nada tivesse acontecido também – se duvidar, só mudam de cargo, pra disfarçar, quando a besteira é muito grande –, oras, oras, não é nada incomum que o prefeito e sua vice ajam assim, não estou certo? Estou, ou não, meus caros leitores? Pra que se preocupar? Com o que se preocupar? E este é o “modus operandi” do governo Jandir/Dalva desde o comecinho, desde lá 2009, quando eu já denunciava no meu blogue que o silêncio do governo diante de denúncias (como as primeiras que rolaram, exatamente na pasta da Saúde, logo nos primeiros meses do governo Jandir/Dalva) seria a tônica do mandato, pois, se não há cobranças na mídia, quem vai dar bola?

E assim, Itajaí caminha, pra onde, ninguém sabe, bem, quer dizer, o atual governo sabe, mas, vou fazer de conta que o leitor também não sabe e vai ficar pensando nesse “mistério”.

“Mortalidade infantil peixeira é maior do que a média nacional”

março 6, 2014

grafico mortalidadeesta é a matéria de capa de hoje do Diarinho, falando sobre o assunto que vem sendo discutido nas redes sociais (e aqui neste blogue) já desde semana passada, se não me engano. e o Diarinho foi atrás de mais informações, e uma delas, me surpreendeu ainda mais nesse rolo todo, que é o do hospital Marieta Konder Bornhausen, que simplesmente não libera pra prefeitura os óbitos acontecidos ali dentro. no máximo, os agentes da Saúde podem ir numa sala, olhar, anotar a caneta para depois fazerem seus relatórios.

e pior, ninguém faz ou fez nada até agora pra impedir isso!!! e uma das principais obrigações da cidade, é de investigar TODAS as mortes de crianças no nascimento ou nos primeiros dias. em Itajaí, isso só acontece com 58% destas mortes!!! não é pra tanto que o índice no governo Jandir/Dalva ganha números tão altos. inclusive, estes números já eram altos na segunda gestão do Jandir, no começo dos anos 2000, como atestam os números, com 14% de média. no governo seguinte, do PT, esse índice caiu pra 11% nos quatro anos. na terceira gestão do Jandir e Dalva, mais este ano de 2013 somado, já dá 14% novamente! ou seja, os números provam por si que alguma coisa está MUITO errada. e isso que os nossos dois “heróis” do Executivo vieram pra “salvar Itajaí” dos maléficos petistas etc. etc.
ah, e quem vai levar o caso ao Ministério Público é o Comusa (Conselho Municipal de Saúde), lembram do Comusa? aquele que estava nas mãos de um amigo da vice-prefeita, e que, no ano retrasado, quando perderam a presidência do Comusa e como não gostaram, impediram que outro presidente assumisse o mesmo, tendo que entrar o MP na parada, pra fazer o prefeito assinar a posse do novo presidente…
bem, vou postar abaixo alguns poucos trechos da matéria de hoje do Diarinho:

(…) Pra cada mil crianças que nascem em Itajaí, 17,69 não passam por essa fase da infância, porque morrem antes de completar um ano de idade. Na contramão do estado e até mesmo do Brasil, o índice de mortalidade infantil peixeiro cresce a cada ano. A taxa é maior do que a média da Santa & Bela (10,61 em 2012) e do Brasil (13 em 2012, segundo a ONU). Pra piorar a situação, nem metade das mortes são investigadas, e o órgão responsável por analisar a causa dos óbitos não tem acesso aos prontuários de quem morre na única maternidade peixeira, o hospital Marieta. (…) De acordo com a organização Mundial de Saúde (OMS), o índice de mortalidade infantil tolerável é de 10 mortes pra cada mil nascidos vivos. Há pelo menos cinco anos, Itajaí não consegue ficar abaixo dessa média. De 2010 pra 2013, o índice de crianças com menos de um ano que morreram na cidade aumentou 60%.
(…) “É escandalosamente alta. A taxa de mortalidade infantil é um dos mais importantes indicadores de como a saúde vem sendo prestada”, avalia o presidente do conselho Municipal de Saúde (Comusa), Plínio Silveira, que apresentou o relatório semana passada. (…) Pra piorar a história, o poder público não sabe as causas da morte de 55% desses pequerruchos, o que inviabiliza o planejamento de ações coordenadas que evitem as causas do problema. “Ou se identificam as causas ou não se consegue evitar novas mortes”, desabafa Plínio. (…)
Embora não seja ilegal, a postura restritiva do hospital Marieta atravanca o trampo de investigação sobre as causas da morte. A portaria 72 de 11 de janeiro de 2010, do ministério da Saúde, define que hospitais, consultórios médicos e postinhos de saúde, sejam eles públicos ou privados, têm que disponibilizar os prontuários dos pacientinhos e das mamães aos responsáveis pela investigação dos óbitos num prazo máximo de 48 horas. (…)

Mortalidade infantil CRESCEU de 2012 à 2013 em Itajaí!!!

fevereiro 24, 2014

Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é negá-la.
São Tomás de Aquino

começo com uma frase que meu amigo Gerd Klotz publicou no seu perfil no Facebook nesta segunda, e que cabe muitíssimo bem nesta nova fala de um assunto já tratado aqui dias atrás, que é sobre a MORTALIDADE INFANTIL em Itajaí, que, segundo os números apresentados pelo pessoal do PROS, teria aumentado de 2008 a 2012.

mortalidade jandir dalvaporém, agora soltaram novos números, e que mostram que este número CRESCEU de 2012 pra 2013!!!! enquanto a média mundial, se não estou enganado, tem diminuído, a média nacional tem diminuído, o que está acontecendo de errado em Itajaí onde ela tem aumentado???? alguém está deixando pra trás todas as melhoras que têm acontecido no sistema de saúde (sim, sim, sim, ainda temos muito pra melhorar, mas, como os números comprovam, a mortalidade infantil tem diminuído no Brasil), alguém está deixando muito a desejar, e, como já tenho batido na tecla, Itajaí vive uma época horrível no seu sistema de saúde, na educação, na área social. e estas três, somadas, acabam refletindo na morte de crianças, principalmente na mortalidade infantil relativa à crianças recém-nascidas!!!

o que está havendo, prefeito Jandir? o que está havendo, vice-prefeita e secretária da Saúde, Dalva Rhenius? o que está havendo, pessoal da imprensa itajaiense, que até agora não se manifestou sobre o assunto? alguém vai se manifestar? ou vai ficar somente aqui na internet? ou NINGUÉM LIGA PRA CADA VEZ MAIS CRIANÇAS MORRENDO? e isso acontece, provavelmente, nas classes mais baixas. naquelas pessoas que pouco têm tido, historicamente, acesso à saúde, educação, ao social, por isso, não estamos vendo grandes mobilizações nem mesmo na internet, onde muita gente se emociona com cachorrinhos abandonados, mas poucos ligam pra crianças mortas ao saírem pro mundo. talvez alguns achem que elas estarão “melhores” assim, né? “oras, é menos um pra incomodar”, podem pensar outros.

e assim segue o mundo…