Archive for the ‘História’ Category

TREZE anos do blogue!!!!

novembro 6, 2015

13anospois é. 13 aninhos. o blogue mais antigo em atividade em Itajaí! uma pena que a Globo.com tirou a plataforma blogger do ar, que é onde ficou hospedado meu blogue desde o começo até 2008 (18/03), quando migrei aqui pro WordPress. mas, mantive o que estava escrito lá. inclusive, ainda dá pra ler toda aquele monte de textos que produzi, em páginas que conseguem acessar páginas retiradas do ar.

mas é isso, só pra constar o fato, já que desconheço na região um blogue com tanto tempo em atividade, e, claro, não passei ileso nestes 13 anos, processos, uma condenação num processo interno da prefeitura, onde sou funcionário público, por publicações no blogue (ainda estou recorrendo na Justiça comum dessa ação movida pelo governo atual), ameaças de morte etc.

e sim, este blogue vai continuar defendendo a IDEOLOGIA do quem o publica. vai continuar tendo lado, tomando partido das ideias que eu acredito; aqui não tem nada de neutralidade, nem fico em cima do muro, assumo o meu lado, sou de Esquerda, sou filiado ao Partido dos Trabalhadores onde fui candidato a vereador pela primeira vez na última eleição, mas também sou um brasileiro nascido em Itajaí, funcionário público municipal (onde nunca tive cargo comissionado, o que também não seria demérito algum), cantor do Coro Carpe Diem há 28 anos, pai do Bernardo e da Alice, casado com a Claudia e filho da Rose e do Nivaldo, neto do Aristides&Benta Simas Mafra e Pedro&Rute Campos Borba e estarei por aqui, se assim a vida deixar, por ainda muito mais tempo. 😉

A mítica reforma do governo Bellini

maio 2, 2015

osvaldo gern saudeantes de começar esta publicação, que na verdade é a minha coluna do jornal Sem Censura desta semana, um boato forte corre na prefeitura de Itajaí que o novo secretário de Saúde de Itajaí seria o vereador (e atual secretário) Osvaldo Gern (PP). o maior problema, além do mesmo manjar de Saúde tanto quanto eu manjo do Kung-Fu, é que assim, o prefeito Jandir estaria tirando, finalmente, a vice-prefeita do comando (extra-oficial, como tem sido desde que foi retirada do cargo) da pasta… vamos aguardar. dizem que Gern deve assumir já na segunda-feira.

Perdemos Eduardo Galeano, grande escritor latino-americano! Tivemos (mais) um tornado no oeste catarinense. Itajaí teve, no sábado, um belo céu por causa das cinzas do vulcão chileno, assim como em 2011, quando as cinzas chegaram ao solo itajaiense. Plaquinhas com os dizeres “prefeito, flores superfaturadas são feias” apareceram nos canteiros públicos da cidade, em relação ao possível superfaturamento na compra de flores, onde houve um pedido de CPI negado pela nossa governista Câmara de Vereadores. Um terremoto devastou o Nepal, matando milhares de pessoas. A regata de volta ao mundo foi embora, e a tal “vila da regata” voltará ao ostracismo de sempre — e o filho do secretário/vereador deve ter ficado um pouco mais rico ao ganhar de presente da prefeitura a administração daquela feira pros ricos que acontece a cada regata internacional — e provavelmente o tal planetário, já prometido de ser aberto ao público, voltará a ficar fechado mais um tempão (espero estar errado). Segundo disseram na Ric Record — agora em HD, assim como a RBS e o SBT, que, aliás, demitiu o reaça-mor de SC — uns poucos meses atrás, a ponte que ligará o Dom Bosco ao Cidade Nova já estará funcionando em julho! A Petrobras, ao contrário dos que dizem os urubus de plantão, voltou a ter suas ações subindo, diferente dos que pregavam que a estatal estaria acabada, falida, quebrada etc., enquanto os espertos compravam ações nos momentos em que ela estava em baixa. Quem está em queda livre é a Globo, criada logo após o Golpe Militar de 1964, que vê sua audiência escorrendo pelo ralo, até mesmo no seu carro-chefe, o Jornal Nacional. O dólar está caindo. Brasil praticamente erradicou a pobreza extrema. 98% das crianças brasileiras entre 7 e 14 anos está na escola! (e não vês isso ganhando destaque na mídia, certo?) Os professores de Santa Catarina continuam em greve, apesar de a mídia catarinense pouca bola dar pro assunto, assim como acontece em São Paulo, onde os professores também já estão há mais de um mês em greve, mas o resto do país não deve merecer saber disso. O Marcílio Dias, que foi tocado praticamente pelo primeiro escalão do governo Jandir, foi afundado novamente na segunda divisão, e, engraçado, foi o time começar a cair, sumiram do noticiário os mesmos mandachuvas da prefeitura que ajudaram a afundar o time itajaiense e se aproveitavam da propaganda gratuita dando entrevistas etc.

No meio disso tudo, surge um boato, mais um, de que o prefeito Jandir Bellini, ao que parece, se acontecer algum milagre na Terra, deva realizar uma “reforma” no seu governo, tirando e colocando alguns nomes nos cargos mais importantes da prefeitura. Três nomes já pululam no noticiário off-line da cidade. A princípio, o único milagre destes nomes é que parecem mais os três cavaleiros do apocalipse! Mas, sinceramente, vamos acreditar que o prefeito terá coragem pra realizar a tal reforma no seu secretariado, no primeiro escalão do governo da amarelolândia — aquele que bradava e gritava aos quatro ventos (juntamente com a mídia que, agora, fica quietinha, quietinha) que era feio importar gente de fora no governo do PT, mas que pretende trazer o Paulinho Figueirense pra ser o sucessor do tal reinado amarelo de Itajaí. Vamos acreditar! E esperar. Sentados, pra não ficarmos cansados, certo?

Cinzas do vulcão Calbuco em Itajaí!

abril 26, 2015

ontem fotografei perto do meio-dia um céu com uma coloração estranha, e, claro, já conjecturávamos que esta cor poderia ser as cinzas do vulcão chileno Calbuco que deveria já estar influenciando aqui no sul do Brasil. e não deu outra, logo em seguida começaram a pipocar matérias nos portais brasileiros dando conta que realmente aquele céu estava assim por causa do vulcão que entrou em erupção na terça-feira passada. aí estão as fotos que fiz e publiquei ontem no meu Facebook:

DSC07357DSC07354DSC07352

A vergonheira deste domingo (e desta segunda)

abril 13, 2015

Clipboard044“54 mil pessoas” protestando em SC!!!
esse foi o número vergonhoso que a RBS, seguindo a linha vergonhosa da sua matriz, a Globo, deu hoje pela manhã! em Floripa, pelas imagens mostradas, falaram em 24 mil pessoas!!!!
sendo que, a mesma RBS diz que, quando saiu a “caminhada dos derrotados”, eram apenas 4 mil pessoas! 20 mil teriam aparecido DURANTE manifestação!!!

Hora que a manifestação de Itajaí passou pela frente da webcam da Beira Rio.

Hora que a manifestação de Itajaí passou pela frente da webcam da Beira Rio.

mas, digaaaaamos que tenham sido mesmo 24 mil, o que as imagens demonstram não mais que 5 mil.
foram 29 cidades com algum tipo de manifestação, segundo a mesma RBS, sendo que em Joinville, maior população do estado, foram 1500.
Criciúma, nem chegaram a citar, mas não parecia mais de mil pessoas.
em Balneário Camboriú, estranhamente (pelas imagens), 12 mil (não parecia chegar a 5 mil também, chutando muito alto), Itajaí, quem acompanhou meu Facebook ontem, sabe que não chegou a 600 pessoas (tanto que NEM MERECEU citação hoje de manhã quando falaram das manifestações no Vale do Itajaí ahahahahah),

Quatro minutos depois, a manifestação já tinha passado inteira, ou seja...

Quatro minutos depois, a manifestação já tinha passado inteira, ou seja…

então, da onde tiraram estes mais de 50 mil pelo estado?????
provavelmente, do mesmo lugar de onde tiraram tantas imagens de cartazes, tantas citações “fora Dilma”, “fora PT”, tantas citações dos repórteres falando que era uma “festa familiar”, só faltou o “cheio de gente bonita/branca”, mas, os tempos modernos impedem as grandes empresas midiáticas de soltarem estas péroloas, apesar da vontade.
em Itajaí, como já citei, foi essa vergonhosa manifestação “o sul é meu país”, que praticamente abriu e fechou a manifestação de Itajaí.
twitter_manifestmas, como nossos “manifestantes do bem” aceitam este tipo de pessoas dentro de uma manifestação golpista, o que nós vamos falar, né? resta tirar sarro de uma representante da manifestacaomanifestação que esperava 20 mil pessoas, mas, que teve uma queda de 10 mil para menos de mil, ou seja, virou uma marcha fúnebre do golpe que alguns queriam e, não conseguiram.
e, como disseram ontem, pelo jeito, finalmente, OUTUBRO ACABOU, o período eleitoral findou-se, com os derrotados nas urnas entendendo que não há clima algum pra derrubar um governo recém-eleito (ainda que não com os votos destes que insistem num golpe).
o choro continua livre. as ruas também. porém, A DEMOCRACIA continuará, como disse na minha coluna logo após as manifestações de março, mesmo com o ódio de alguns contra ela.

twitter_manifest2

CCavSmOW8AA7Qgp

foi o maior mico

Lava Jato, Impeachment, corrupção e tudo isso que está aí [parte 1]

março 5, 2015

É impossível escrever sobre “isso tudo que está aí” em apenas uma coluna com pouco mais de 500 palavras em média. Portanto, esta coluna deve ser lida em suas duas partes, continuando na próxima semana aqui no jornal Sem Censura.

FMI_fhcE pra começar esta extensa análise disso tudo que aí está e se pretende acabar, sabe-se lá com que fórmula mágica (ainda não apresentada, importante notar, o que comprova que se quer apenas o “caos pelo caos”, pois, alguém sempre lucra com o caos no Capitalismo), vamos analisar a conjuntura com a famosa “visão de fora”, ou seja, tentando abranger o máximo o olhar, para entender alguma coisa e repassar esta visão maximizada para o leitor, lembrando também que o que vemos hoje em dia, sejam nas redes sociais ou na mídia, são leituras superficiais, exageradas e tendenciosas, sem contar o monte de mentiras e manipulações que são jogadas a cada hora nas redes sociais, tudo compartilhado pelas “pessoas de bem” do Facebook e afins, que acham normalíssimo postar mentiras na internet.

fome brasil ptE podemos começar lá nos primeiros momentos do mandato do presidente Lula, quando o Brasil conseguiu, finalmente, (1) “expulsar” o FMI de Brasília, de onde o fundo continuava controlando nosso modo de fazer economia. Isso foi o primeiro impacto sentido pelo capital internacional, vide o que está acontecendo agora na Grécia, onde a União Europeia simplesmente não aceita que os gregos giram sua própria economia. A mão-de-ferro da UE deve ser aceita. Daí, podemos pular para o famoso (2) Fome Zero, que, claro, obteve grande rejeição dos que sempre rejeitaram votar no PT, o que não é nenhuma novidade. Porém, o programa seguiu firme e forte e continuo, ganhando elogios no mundo inteiro. Menos no Brasil (que finalmente saiu do mapa da fome da ONU), onde foi tratado como mais um programa pra pobre (como se antes, o Brasil tivesse programas para os abandonados por políticas públicas). Que se seguiu, logo, com a (3) fhc desempregopolítica pública de cotas para as universidades, outra grande mudança, de onde passamos a aumentar, ano a ano, a inclusão daqueles que sempre foram excluídos do ensino superior. Isso também não foi aceito pela classe que sempre dominou o ensino superior. Hoje em dia, sabemos, até filho de pobre vai viajar pro exterior para estudar! Um acinte para os que sempre matriculas ensino superior brasilandaram na Europa “entre seus pares”. Agora, têm de conviver com “qualquer um” perambulando em lugares onde só a “nata” da sociedade ia para estudar. (4) A geração de empregos nos governos federais do PT também “atrapalha” os que lucram com as crises do Capital (http://goo.gl/wYL5Rd) e, no Brasil atual, atingimos o menor índice de desemprego da nossa história: estamos entre os primeiros do mundo inteiro — de 12% em 2002 hoje temos 4,5%. Lembrando que o mundo ainda TENTA se recuperar da crise capitalista iniciada em 2008 (http://goo.gl/GE3xuP)! E isso nos leva ao próximo item, (5) o aumento real do Salário Mínimo, em mais de 260% em 12 anos, outro fator que “atrapalha” o patronato, que sempre achou que era melhor pagar menos para lucrar mais. A lógica básica e rasteira do capitalismo. (continua na próxima coluna — semana que vem)

[clique aqui para a segunda parte]

E lá se foi a Fábrica de Papel pro chão

agosto 24, 2014

da minha coluna no Sem Censura da semana passada:

“Não há nada de errado com aqueles que não gostam de política. Simplesmente serão governados por aqueles que gostam.” Platão

fabrica de papelE dá pra não pensar que o atual governo tem sua enorme parcela de culpa? Sim, tem, o próprio prefeito, semanas atrás, falava, se não me engano, que não havia dinheiro (???) pra poder salvar um pouco do patrimônio histórico da cidade, sem esquecer, também, dos próprios prédios públicos como aquele lá perto do Ferry-Boat, o prédio que fora da fiscalização do Porto de Itajaí, abandonado e que recebeu ordens judiciais para que tivesse seu restauro iniciado (até agora, o que se vê, é o vergonhoso abandono por parte do poder municipal)! Aí imaginem, uma cidade como Itajaí, com um orçamento de cerca de 1 bilhão de reais, segunda arrecadação estadual, e, claro, num governo que é comandado pelas cabeças da Direita de Santa Catarina (pelo inominável senhor G., aquele que adora processar que o cita, juntamente com a famosa famiglia (ou seria do alemão, familie) que irá eleger num cargo legislativo federal mais um dos seus, mantendo a linhagem de onde eles nunca saíram, praticamente), não tem dinheiro pra proteger o patrimônio histórico da cidade!! Alguma novidade? Pra mim e pra quem lê a política local, nenhuma, isso já é fato desde que se elegeram, aliás, isso é fato desde que existe a Direita no mundo, ou, os conservadores (que não conservam a história, o que é, de certo modo, um contrasenso etimológico, pelo menos), e é este “povo” que domina nosso estado catarina desde sempre. Porém, como nos “ensinam” na grande mídia e pelas redes sociais, “não existe mais lado”, a direita e a esquerda são iguais. Aham. E muita gente “estudada” cai nessa, exatamente como a Direita quer, pois, onde já se viu, é quase uma raridade alguém se assumir de Direita no mundo.
Mas voltemos ao patrimônio histórico destruído de Itajaí. E voltemos ao tal prédio do Porto, esse sim, de responsabilidade do município e que foi (in)devidamente abandonado pela gestão Bellini, e que, agora, sofre pra conseguir, mesmo através da Justiça, que haja um restauro decente e que seja usado para algum fim. O que se sabe lá de dentro é o que o pessoal que manda no Porto (o senhor G., dizem, manda e desmanda lá dentro, mas, claro, não tem cargo, não tem salário – ahahahah –, enfim, uma típica eminência parda, exatamente como gosta o povo da Direita local) só tá esperando cair o casarão pra poder ocupar o espaço para o próprio Porto, pois, oras, quem em Itajaí quer saber de patrimônio, de História, né? O importante é lucrar, aumentar a produtividade, crescer, progre$$o, seja ao custo que seja! E, enquanto isso, o itajaiense segue votando praticamente nos mesmos, elegendo a mesma turma que quase sempre, com raras exceções, manda na política local e na política estadual. A nós, meros mortais que gostam de política, resta lutar e esperar que esta luta surta efeito daqui alguns anos, e que as pessoas tomem consciência de que ser “apartidário” ou “apolítico” só ajuda a piorar a situação, a degradar nossa vida em vários níveis, inclusive, no apagar da nossa própria História.

Por que gostamos tanto da Copa do Mundo de futebol?

julho 9, 2014

Óbvio que o tema de hoje seria e será a Copa do Mundo. Não a derrota acachapante do time brasileiro contra o time alemão, que, como vinha dizendo, e deve estar publicado na minha coluna do Sem Censura que chega hoje às bancas da região, o vencedor do jogo desta terça seria o campeão no domingo. E é quase impossível não acreditar nisto depois do que presenciamos ontem, mesmo depois dos excelentes dez minutos que os brasileiros apresentaram no primeiro tempo, até levar o primeiro gol da Alemanha.

futebol mundo copa unidoEntretanto, como disse, não vou falar do jogo de ontem, e sim, da Copa do Mundo, pois, ainda vejo muita gente (mesmo sendo uma minoria) incrédula com o que faz com os nossos sentimentos “apenas um jogo de futebol”. Pra mim, e pra maioria das pessoas, nós temos como primeira memória, geralmente, alguns poucos fatos da nossa primeira infância, só que também pra mim, e pra maioria, também temos na memória nossa PRIMEIRA COPA, aquela que acompanhamos, ainda que parcialmente, pela primeira vez, nossas famílias unidas, nossos pais com seus amigos e/ou familiares, ou simplesmente nós com os nossos em casa, todos ligados, todos CONECTADOS durante pouco mais de noventa reles minutos, enquanto outro país inteiro, seja em que parte do mundo for, também estará, nestes mesmos reles 90 minutos, acompanhando “apenas” esta partida em especial.

Quando crianças, nossas primeiras lembranças, entre várias delas, quase sempre tem espaço, na nossa mente, “a primeira Copa que assistimos”. É assim com a maioria dos brasileiros. E com a maioria dos países onde o futebol é o maior esporte.
E são estes momentos que fazem valer a pena uma Copa do Mundo (que ainda não acabou!); a reunião entre familiares, amigos, que ficam registrados no nosso cérebro, que nos fazem contar a vida do mesmo jeito que as tragédias climáticas, como aqui em Itajaí, onde citamos as grandes enchentes de 1983/1984 e, agora, as de 2008/2011, ou, lembrando por exemplo o 11 de setembro de 2001, que são fatos bem pontuais e que marcaram de alguma forma nossas vidas.

Assim também marcam as Copas do Mundo, como lembro da primeira que torci e sofri e chorei no final (voltando da casa da minha avó paterna), na Copa de 1986, ou como quando assistimos na casa da minha tia Neuza, que mora em frente onde moravam meus avós paternos Benta e Aristides (vivos à época), a Copa onde onde vi pela primeira vez o Brasil ser campeão lá nos Estados Unidos, em 1994! Como não ter isso devidamente registrado na memória?, a família toda reunida, os gritos, os gols, a comemoração em ver o país campeão no seu esporte preferido!! Impossível, né?

E é por estas e outras que gostamos do futebol! Gostamos de estar UNIDOS naqueles 90 minutos de bola rolando, conectados, como já disse, e por isso demonstro sim incredulidade quando vejo pessoas que dizem “não entender” por quê se torce tanto, se sofre tanto, “apenas por um jogo de futebol”. É exatamente porque não é apenas um jogo, é muito mais, muito maior do que “apenas” isso. Infelizmente, nem todos têm esta consciência, e acham mesmo que deveríamos sofrer mais coletivamente (citando um exemplo de dias atrás) pelas duas mortes na queda de um viaduto em BH, do que pela saída dolorida de Neymar!
Óbvio que uma coisa não tem nada a ver com a outra, como já expliquei. Tanto que se falou muito pelas duas mortes em BH, porém, é claro, não do mesmo jeito que a saída de Neymar, exatamente por serem coisas opostas.

E termino com o texto que deixei ontem no Facebook, antes da fatídica partida que nos tirou da final da Copa e que explica mais um pouco dos motivos dessa paixão humana chamada Futebol:

Daqui alguns minutos, quase TREZENTOS MILHÕES de pessoas de DUAS nações [Brasil e Alemanha] estarão UNIDAS por UM jogo, torcendo pelos ONZE jogadores da sua seleção vencer, para passar à final, onde apenas UM se sagrará campeão do mundo no esporte mais popular do terceiro planeta do Sistema Solar!
E esse prelúdio para a final acontecerá em apenas NOVENTA minutos, a começar às 17h na cidade de Belo Horizonte, na Copa do Mundo de 2014!!!!

E tem gente que ainda não entende porque milhões, bilhões de pessoas, conectam-se entre si naquela hora e meia de um esporte, torcendo, vibrando, rindo, chorando pelos seus compatriotas! Tanto que, se existir vida inteligente fora da Terra nos monitorando, acreditem, até mesmo eles estarão prestando atenção a este momento singular que acontece a cada QUATRO rotações do planetinha azul (e que terminará no próximo domingo no Maracanã)!

“Copa do Mundo para leigos”

junho 12, 2014

minha coluna desta semana no Sem Censura, que já circula desde ontem em Itajaí e região:

copa do mundo brasilComeço esta última coluna antes da Copa do Brasil com um título entre aspas, pois é o que vai ser a maior parte da coluna, pra deixar claro, praticamente desenhando, pros poucos que ainda acham que ser “contra a Copa” é algo quase “cult”, ou é algo apenas dos “esclarecidos”, enquanto os que são a favor ou são “alienados”, ou governistas. Primeiro, desde que me conheço por gente, gosto de futebol. Também gosto de tênis, pingue-pongue, vôlei, golfe, futebol americano, taco, bolinha de gude, enfim, gosto de esportes, gosto de disputas, gosto dessa sensação de guerrear com um oponente, e, como explica o cientista Carl Sagan, está no nosso DNA; fomos durante centenas e centenas de gerações caçadores, guerreiros pela nossa sobrevivência, e, hoje, apenas algumas gerações após abandonarmos esta luta diária por nossas vidas, compensamos esta ânsia nos esportes, e se “o nosso time nos representa o lugar onde vivemos, o nosso povo – contra aqueles outros sujeitos de um lugar diferente, habitado por um pessoal desconhecido, talvez hostil”, como dizia Sagan no artigo “Os Caçadores de Segunda-Feira à Noite” (publicado no livro “Bilhões e Bilhões”), podemos ser perdoados por esta nossa programação geracional e gostarmos de esportes, de competições, enfim, por gostarmos de ter nossa adrenalina medida enquanto tentamos vencer um oponente. Isso é para aqueles que acham que todos que gostam de futebol são alienados. Claro que há graus e graus de alienação, concordo, principalmente daqueles que estão em meio à torcidas organizadas, ou os mais fanáticos. Mas mesmo estes, estão dentro de um contexto da nossa sociedade.

#vaitercopaAgora, voltemos ao texto de onde tirei o título desta coluna: “Copa do Mundo é o evento mais assistido do mundo. Mais que Olimpíadas, Superbowl, Grammy, Miss Universo, Oscar, final de novela. Existem mais países filiados a FIFA do que à ONU, o que no frigir de ovos significa que existem mais países interessados em jogar a Copa do que apoiar a PAZ MUNDIAL. Se você sabia nada disso, meio que nem deveria opinar. Tratar o evento como algo qualquer de uns fulano correndo atrás da bola é apenas ratificar a redoma intelectual em que se vive. (…) A Copa do Mundo é marketing gratuito de um país pra quase sempre (não é de fato grátis porque a FIFA é o cramunhão do mal de nossos tempos, mas ainda assim exponencialmente mais barato do que uma agência pagaria em vias normais para divulgar o país). É um evento que não tem a ver só com futebol. É muito maior, é gigante. Não há uma única razão plausível de achar que sediar uma Copa do dilma seleção brasileira copa 2014Mundo é algo maléfico. E nem por causa do ‘legado’ (obras, aeroportos, etc), que isso é um mito já derrubado por economistas fodões, mesmo entre os países desenvolvidos.” E aí o Leandro Vignoli vai na jugular, quando fala dos “protestos pra abrir os olhos do mundo”: “Sinto aí desapontar os amiguinhos com máscaras do V de Vingança, mas não é a Copa do Mundo que faz do Brasil um cocozal. ‘Mas, cara, temos que abrir os olhos do mundo com o que acontece aqui!’. Um conselho bem honesto, cala essa matraca, velho. O mundo é esse lugar doido onde vilas inteiras são dizimadas pela tribo rival e outras merdas barra-pesadas acontecem, tá ligado? O mundo tá cagando se o teu país é corrupto. O que o mundo diria se ‘abrisse os olhos’ seria algo do tipo ‘Fodam-se, caras. Resolvam aí entre vocês que nem é tão difícil.’”.

Entenderam o desenho? Ah, e daqui uma semana, volto ao tema, ou não. Bolão básico: Brasil 2 x 0 Croácia e Brasil 3 x 1 México! #VaiTerCopa!

Prenderam os homens que colaram cartazes de Hitler em Itajaí!

maio 14, 2014
Foto de divulgação da Polícia Civil de Itajaí

Foto de divulgação da Polícia Civil de Itajaí

e finalmente a Polícia Civil prendeu os dois acusados de terem colado cartazes em homenagem ao líder nazista que enfiou o mundo todo na maior guerra mundial de todos os tempos. um dos acusados, inclusive, já era considerado nas redes sociais, no dia seguinte, como um dos suspeitos, porém, como aqui não somos juízes nem investigadores investidos de poder pelo Estado, o melhor mesmo foi não divulgar estes, pois ainda eram suspeitos. aliás, ainda são, apesar de na matéria do jornal Diário do Litoral, os dois já terem confessados, e, na casa deles, havia material de propaganda nazista, sem contar a divulgação também deste tipo de propaganda pelo Facebook.

agora, quanto aos acusados Rodrigo Frutuoso e Fabiano Schmitz, mantenho a minha linha ideológica também para este caso; apesar de achar quem é entende que o nazismo seja uma coisa boa (além do racismo, xenofobia, misoginia, típicos de quem é nazista) um total deserviço à humanidade como um todo, um total atraso na nossa evolução pretendida, também entendo que estes mesmos neo-nazistas tupiniquins merecem um processo digno, com direito a defesa e mais, que, entrando em cana, como diz a lei pra estes casos, que sejam ressocializados de verdade, que aprendam a conviver com pessoas com diferentes tons de peles, sotaques, locais de nascimento, enfim, que aprendam a viver em sociedade, sem odiar o próximo por ele ser afrodescendente, judeu, nordestino ou argentino. é isso que realmente espero dessas pessoas e do nosso sistema penitenciário, mesmo porque, a pena deles será curta, mas dará tempo de se fazer isto, e como eles são relativamente novos, 25 e 28 anos, poderão voltar à sociedade melhores do que saíram.

claro que essa é a minha esperança. já a realidade do sistema carcerário é bem diferente. e, talvez, no caso deles, aprendam na dor, ou, pior, não aprendam e acabem se misturando a outros que pensem do mesmo jeito dentro da prisão, o que não acredito muito, visto que a maioria dos nossos presos são ou negros, ou pardos.

enfim, neste momento, basta torcermos para que sejam ressocializados, apesar dos números se mostrarem contrários, e continuarmos a luta por uma sociedade menos desigual, com mais educação e onde quem seja encarcerado, que realmente saia de lá renovado pra sociedade.

Começa hoje a 3ª Mostra Sacro-Cultural e Histórica da Vila Operária em Itajaí

abril 30, 2014

e, como nas duas outras edições, que foram um sucesso de público, será nas dependências do IMCARTI – Instituto de Música, Canto e Arte de Itajaí, com fotos antigas de um dos bairros mais tradicionais de Itajaí, objetos sacros, principalmente, dos moradores e frequentadores da igreja Nossa Senhora da Paz, a “igreja da Vila”. a abertura é hoje, a partir das 20h30, na parte térrea do IMCARTI, e, como sempre, a entrada é gratuita.

cartaz-3-mostra-sacro-cultural-vila