CVI novamente na mídia — e negativamente

fevereiro 25, 2015

E foram por dois motivos, um ruim, péssimo, e um, é claro, com uma notícia mais, vamos dizer, positiva, apesar dos pesares. Vamos começar com a ruim, pois, ao que parece, notícias voam pela cidade de que o vereador do partido do prefeito, o santificado PP, estaria envolvido em novo escândalo com a sua empresa ter participado das obras que estão finalizando, depois de mais de cinco anos, os terminais urbanos que vão fazer o Transporte Integrado em Itajaí, que virou lenda depois que Jandir (PP) e Dalva (PSB) assumiram em 2009, quando as obras já haviam iniciado! Enquanto isso, é claro, povo está pagando uma das mais caras passagens de ônibus coletivo urbano, R$ 3,30, mas, é claro, vão pra rua, se é que vão, daqui alguns dias, pedir um ridículo impeachment da presidenta porque aumentou a gasolina (e nem vão saber que mais de 25% dos impostos da gasolina é ESTADUAL!!!). Essa é a nossa Itajaí, que será lembrada, no futuro, infelizmente, como piada, assim espero, pelos nossos futuros habitantes, mais politizados e menos manipulados. Mas voltemos ao vereador do PP e esta nova denúncia de envolvimento de sua empresa com estas obras. Aliás, nem voltemos, não. Também não gosto de denuncismo barato, e só estou lembrando o fato, pois ainda nem vi quaisquer fatos sobre o assunto, apenas o comentário do colunista do Diarinho e que o negócio, parece, é sério. Vamos aguardar. E ver como reagirá (ahahahah) a população de Itajaí e os nossos vereadores, lembrando, a maioria é governista na CVI.

coletivo valor 2015O outro assunto, menos ruim, mas, nem tanto, é o pedido da vereadora Anna Carolina (PRB), de que a prefeitura puna a empresa Coletivo Itajaí, esta que faz o transporte urbano na cidade há décadas, e que há muito tempo vem praticamente brincando com a cara do cidadão itajaiense. E é aí que mora a parte ruim da parte boa. É que a prefeitura ainda precisa de um empurrão de uma vereadora (oposição) pra que coce e faça alguma coisa. Ontem, num jornalístico do meio-dia, o apresentador disse que como a empresa não foi encontrada (ou sei lá, não quiseram dar) pra dar sua versão, ele não iria comentar por enquanto. Sei. Estão usando a mesma estratégia que tem dado certo com o prefeito de Itajai, que desaparece dos jornais rapidinho, pois raramente dá uma entrevista que não seja por meios oficiais (e isso inclui, é claro, aqueles “jornalistas” os quais sabemos, não farão uma pergunta sequer fora do script). Vamos ver se continuarão no assunto a partir desta segunda-feira (escrevo a coluna no domingo).

Ah, e para os que pretendem ir às ruas pedir o impeachment da presidenta, não se esqueçam que pagam uma das passagens mais caras do Brasil e vocês simplesmente não falaram nada; ninguém foi às ruas; ninguém sequer tirou a bunda da cadeira pra fazer um protesto que seja. Mal falaram alguma coisa no Facebook!!! Sabem qual a passagem mais cara do Brasil? São Paulo, com R$ 3,50, apenas vinte centavos a mais que a “megalópole” itajaiense.

Onde estão as grandes obras de mobilidade de Itajaí?

fevereiro 22, 2015

viaduto vanolliFoi esta a pergunta que fiz no meu blogue na semana passada, comentando sobre a obra completamente parada da ponte da Jacob Ardigó, que irá, num futuro sabe-se lá quando, os bairros Dom Bosco e Cidade Nova (Promorar). Inclusive, após publicar que a obra da continuação da avenida Jacob Ardigó está basicamente a mesma coisa desde 2012 (!!!), saiu uma matéria na Ric Record onde o próprio apresentador do jornalístico indicou que a prefeitura dizia que até julho deste ano os carros já estarão passando pela ponte!!! Sério! Falou isso, e não se ouviu um pio sequer sobre a demora estrondosa da obra inteira! Nenhuma crítica! Nadica de nada! Enquanto isso, vemos obras vultuosas como a Marina do Saco da Fazenda indo de vento em popa, mas, como sempre digo por aqui, o povo não tá nem aí; quer dizer, a imprensa é que não faz o povo se revoltar contra os desmandos do governo Jandir — o total contrário que faz a mídia nacional, jogando o povo contra o governo Dilma. Apesar de, em tempos de internet, é um pouco de desleixo que as pessoas gostem tanto de ser manipuladas pela imprensa ainda, não?

Mas, voltemos às grandes obras de mobilidade da cidade. Algumas poucas semanas atrás, o governo Bellini fez o que tanto gosta, que é mudar o sentido das vias, criando os “binários” (ou seja, pegam ruas paralelas, e as transformam em mão-únicas, uma indo e a outra vindo), ali na Murta. Porém, “resolvendo” um problema, criaram outro enorme, pois o tempo de permanência no semáforo de quem sai da José Luiz Marcelino, que era de quatro minutos, no máximo, agora, virou uma enorme fila na via, e chega a durar até 10 minutos ou mais para andar pouco mais de 300 metros (por causa da mudança no tempo do semáforo da esquina com a Silvestro Moser). Ah sim, e eu tinha sugerido lá em 2012 (http://wp.me/pdrbW-3U2) uma mudança que, creio, seria bem mais interessante: transformar a Eugênio Pezzini (a rua da Liquigás) em somente saída, e, como está agora, só como entrada a Silvestro Moser. Aliás, esta sugestão de mudança foi aprovada pela Câmara de Vereadores em 2013 (http://wp.me/pdrbW-4sm), mas, nada foi feito, e, somente agora, em 2015, que fizeram alguma mudança (com o devido prejuízo para uma parte do bairro).

E qual seria a solução para resolver este problema criado (na tentativa de se solucionar outro)? Seria a prefeitura de Itajaí fazer uma outra obra de uma ponte, bem menor, se comparado com a da Jacob Ardigó, o qual já está projetada pela prefeitura há muitos e muitos anos, que é a outra ligação entre a parte baixa do Cordeiros e a Murta ali na rua Lidia Puel Peixer (rua da escola Maria Hulse Peixoto) com a Telêmaco de Oliveira (no loteamento Jardim Esperança).

Também já tinha sugerido, então, com outro projeto já existente, que se transformasse a José Luiz Marcelino em binário, mas, aí é pedir muito, que a prefeitura abra uma rua projetada para melhorar o trânsito por ali. Ah, e também deve ser pedir muito que a outra grande obra de mobilidade urbana de Itajaí saísse do papel, né, que é o elevado do Vanolli, mas, esse, assim como a Via Portuária, vai ficar para o próximo prefeito, pois Jandir&Dalva, em oito anos, não conseguirão começar o primeiro e terminar o segundo (já começado no governo anterior!).

da minha coluna no jornal Sem Censura

A Dengue (cada vez mais) do Jandir

fevereiro 17, 2015

jandir dengue dalvaE o tema recorrente em Itajaí não poderia deixar estas linhas mais esta semana. Novas informações nos põem a par de que o problema é mais sério do que se supunha. Eu mesmo, não acreditava que era tão ruim assim, mas, lendo as matérias da nossa imprensa (mentira, só no Diarinho e no Sem Censura estamos tendo mesmo matérias mais críticas), é impossível não colocar como o principal culpado pelo surto de dengue na cidade o próprio prefeito. Vamos aos fatos:

Segundo matéria do jornal Diário do Litoral, DESDE MAIO DE 2014 o prefeito Jandir tinha conhecimento através de um documento da secretaria de Saúde do problema da dengue e que ele era iminente. SOMENTE CINCO MESES DEPOIS é que a população teria começado a ser avisada! A sugestão da Saúde era que se começasse imediatamente uma campanha de prevenção da epidemia. Ainda de acordo com a matéria do Diarinho, o secretário de Saúde pedia uma força tarefa e uma campanha pela imprensa pra combater e minimizar focos, mas, o governo Jandir, na sua típica falta de vontade com assuntos que envolvem a população, como já dito, somente cinco meses depois lançou uma campanha pra alertar a população.

A desculpa da prefeitura, é claro, foi de que tudo começou já lá naquela época, porém, faltou uma campanha mais incisiva, palavras da assessoria da prefeitura. Ah sim, na matéria do Diarinho, o prefeito, como sempre, não foi encontrado para dar a sua versão. Como venho falando, desde lá 2009, a tática funciona perfeitamente. Só o Diarinho mete a faca, aí, o prefeito reiteradamente foge dos jornalistas e o assunto praticamente morre por ali mesmo, já que as pessoas nas redes sociais, aquelas que, neste exato momento, se auto intitulam “politicamente inteligentes”, não querem nem saber de criticar o santificado governo dos amarelos. O negócio é seguir a onda (manipulada, como sempre) e pedir “impeachment” (???) da presidenta Dilma, falar da Petrobras ou de quaisquer temas que a Globo/Veja e afins mandarem para eles.

E, contando com a plena indulgência dos outros meios de comunicação da cidade, fica fácil, como já disse, para o prefeito nadar no mar da tranquilidade do Saco da Fazenda, vendo a sua Marina sendo implantada a passos largos, enquanto ações para o povo, ficam à míngua.

O que chama outra notícia da saúde: lembram do Centro Integrado de Saúde, aquele que foi, inclusive, motivo de ação eleitoral do qual Jandir e Dalva foram derrotados, por propaganda irregular, bem, a obra está atrasadíssima e, agora, aumentou em mais de CINCO MILHÕES para ficar pronta. Isso também saiu em matéria do Diarinho. E se saiu em outros meios de comunicação, provavelmente, mais como uma “nota de rodapé” do que outra coisa. Ou alguém viu o Graciliano esbravejando contra o prefeito e o governador Raimundo Colombo (a matéria diz que os cinco milhões prometidos pelo governo estadual, até agora, não chegou lá no paço municipal)?

E aí eu pergunto, adianta eu ficar reclamando aqui? Não sei, mas, continuarei, pois tenho certeza que o futuro me dará razão, ainda que isso pouco adiante, já que nós, enquanto povo, sofreremos ainda por muito tempo pelos mandos e desmandos da atual administração.

da minha coluna no jornal Sem Censura

Atenção: em julho motoristas devem estar passando pela ponte da Jacob Ardigó!

fevereiro 14, 2015
Avenida Jacob Ardigó em 2012

Avenida Jacob Ardigó (continuação) em 2012

pelo menos, foi o que disse o apresentador da Ric Record Graciliano Rodrigues agora pouco, no jornalístico do meio-dia, relatando o que teria dita a prefeitura de Itajaí (interessante é que ele não falou nada sobre o obra estar praticamente morta há mais de três anos)!!! coincidentemente, as obras parecem ter voltado após minha postagem desta semana indicando que quase nada foi mexido nos últimos três anos do que seria uma das principais melhorias na mobilidade urbana da cidade!!

Avenida Jacob Ardigó (continuação), praticamente parada desde 2012...

Avenida Jacob Ardigó (continuação), em fev/2015 praticamente parada desde 2012…

interessante, né? então tá, lá em julho, eu tento me lembrar e voltar aqui pra dizer que a OBRA NÃO FICOU PRONTA, é claro. e não estou rogando praga, não, pois, o final desta obra já tinha sido anunciado, se não estou enganado, pro ano passado, e, até agora, o que se vê por lá, é muito mato e algo que já poderia ter sido efetivado há tempos.
mas, estamos em Itajaí, e se a coisa não é pra beneficiar a classe abastada da cidade, tudo é muito, muito mais devagar, pois sabem que contam com a amizade da maior parte da imprensa, que domina a maior parte da população e que prefere pouco se manifestar sobre assuntos que dizem respeito à ela mesma. ;-)

Caso ARXO — uma outra versão

fevereiro 12, 2015

As informações que recebi (abaixo), obviamente, estão protegidas pelo sigilo de fonte, e são informações extra-oficiais, que, segundo minha fonte, estão sendo investigadas pela própria Arxo, e que demonstrariam um outro lado nessa história toda, na verdade, um lado que simplesmente não teria nada a ver com a Operação Lava Jato, inclusive, o caso todo parece, que sumiu da mídia, e poderia já estar sendo abafado, só sobrando a mídia local que continua mantendo o assunto, que, é claro, merece ser noticiado, apesar que, vamos ver se manterão o assunto, caso esta investigação da Arxo se confirme (e se alguém tiver mais informações sobre todo este caso, por favor, pode mandar pra mim):

 ***

Como todos sabem, a Arxo demitiu Cintia em novembro passado por quebra de confiança. Ela teria aumentado salários significativamente sem a aprovação da diretoria e outras condutas não condizentes com as políticas da empresa. A partir da demissão iniciou-se uma varredura em todo o setor, e se descobriu várias irregularidades, uma delas com esses dois fornecedores desconhecidos, os quais somente ela realizava todas as operações de uma forma isolada nos arquivos da empresa, com um controle paralelo.
cintiaIsso teria sido descoberto a partir de uma nota fiscal não especificada no valor de 500 mil reais, tanto que é esse o valor que veicula na imprensa, pois o restante das notas só se descobriu depois, pois esse valor foi depositado numa conta de uma pessoa chamada F. T., de Recife, a qual se descobriu que tinha uma relação de amizade com ela (como mostra no próprio perfil de F. no Facebook – foto). Se imagina que a moça não tenha nem ideia e tenha somente emprestado a conta para a transferência do dinheiro. Enfim, agora tem uma força-tarefa para identificar se o total do valor que ela possa ter desviado.
Após essa ser comunicada da demissão, fez ameaças ao diretor financeiro e sua equipe, pois foi falado que estavam apurando irregularidades, inclusive ela teria dito que iam se arrepender de ter demitido ela amargamente. Logo após a abertura do processo na justiça contra ela por esse desvio, ocorreu a denúncia, ao que tudo indica ela já teria entrado na empresa com o objetivo de dar um golpe.

Segundo foi apurado, o curriculum dela teria sido todo fraudado, descobriu-se que a Viper – agência que a recrutou não verificou os dados. O diploma dela da pós-graduação também seria falso, pelo que foi apurado, a graduação de economia na universidade do Porto também seria falsa, somente se está aguardando a confirmação da universidade de Portugal, o que deve acontecer nas próximas horas, sendo que isso caracteriza crime internacional inclusive, por falsificar documento de outro país.

Ela teria declarado que trabalhou na Votorantim, o que já teria sido confirmado pela própria empresa que essa pessoa nunca fez parte do quadro e não consta nenhum registro no sistema da Votorantin.

Declarava-se divorciada e livre (solteira), o ex mora em Portugal, mas teria sido descoberto que ela tem uma união estável com uma pessoa de São Caetano do Sul, mas que mora em Colombo – Paraná, D. P. S.

Os familiares falaram que não tem contato há tempo, o tio é ex-vereador em Navegantes, Ademar Luiz Provesi.

***

Já sobre os problemas com a empresa BR Aviation, segundo me passaram, a Arxo teria ficado em TERCEIRO lugar no pregão, porém, a que ficou em primeiro foi inabilitada, e a segunda, não pode pois já estava fornecendo outro lote do mesmo pregão. A Arxo poderia ter declinado, mas, de acordo com a fonte, aceitou fazer pelo preço do primeiro colocado, 120 mil reais, abaixo da proposta oferecida pela Arxo no pregão, tudo dentro da lei da transparência, e a empresa teria aceitado pra poder ingressar no mercado e diversificar os produtos, investindo em inovação.

Principal obra de mobilidade urbana de Itajaí parada há mais de 3 anos

fevereiro 11, 2015

e o povo (?) quer ir pra rua pedir impeachment de quem? da presidenta… :-/

A Dengue do Jandir, ou, eu avisei!

fevereiro 6, 2015

dengue jandir belliniImpossível não falar do assunto do momento na cidade. E, claro, apesar de ainda tratado com os maiores cuidados pela “grande” imprensa de Itajaí, todos ainda afagando os egos governamentais do paço da Vila Operária, tratando com luva o prefeito que, a despeito de tratar preventivamente a possibilidade de um surte de dengue na cidade fez o que? Oras, afagou a imprensa com sua bela propaganda (bem amarelinha e tal, lembram?), que deve ter custado algumas boas dezenas de milhares de reais e tá pronta a prevenção contra a dengue, que já virou piada pelo estado de Santa Catarina. Enquanto isso, a secretaria de Saúde, como é sabido (e também piada na cidade), continua o cabidão de empregos do governo, alojando principalmente os chegados da vice-prefeita, a grande entendedora da saúde de Itajaí, segundo os próprios eleitores e defensores do governo Jandir&Dalva, a que iria nos salvar, como dito durante a campanha vitoriosa de 2008! Entretanto, como disse há pouco, não salvou, e simplesmente loteou os cargos da Saúde, inclusive, com até DOIS secretários AFASTADOS (Lírio Eing e Sérgio Liberato) pelo Ministério Público na gestão Jandir/Dalva!!! A própria “Dalva da Saúde” estava (ou está?) sendo investigada enquanto tinha sido secretária daquela pasta no famoso (alguém ainda lembra?) caso da Argolo (http://wp.me/pdrbW-2Gd).

Já em março de 2014 o título desta minha coluna (http://wp.me/pdrbW-4DH) já denunciava: A Saúde abandonada: mas, quem liga pra isso? Alguém ligou? O povo cobrou? Foi verificar? Saiu, então, às ruas para reclamar do prefeito? Ou, pelo menos, demonstrou nas redes sociais sua indignação sobre isso? Não. Esta coluna, deste jornal, ou mesmo o meu blogue, onde quase sempre publico minha coluna, não têm a força necessária para rivalizar com “grande” imprensa itajaiense, obviamente, os dois canais de televisão principais, além da RBS (esta, interessantemente, tem levantando questionamentos quanto à qualidade do governo Jandir mais do que o normal) e o Diarinho, este, um dos poucos que também não se tem intimidado em publicar as matérias que atingem o governo municipal quando necessário.

Resumo disso tudo: preciso dizer? Preciso repetir que temos um governo praticamente parado, que prometeu e, até agora, não consegue cumprir muitas de suas promessas, inclusive o Centro Integrado de Saúde, que anda a passos de cágado, o Sistema de Transporte Coletivo que, agora, parece que vai, depois de mais de cinco anos de obras (na verdade, duas obras que poderiam ter sido feitas em um ano!), mas, só acredito quando estiver tudo prontinho etc., a obra da Osvaldo Reis, pelo menos, por enquanto, que está com mais cara de “vergonha alheia” do que outra coisa – mas, torço para que acertem o que estão fazendo ali, pois tá ficando feio, muito feio, o elevado do Vanolli, que, quem sabe, daqui uns dez anos, se comece a obra, a ponte da Jacob Ardigó, começada lá antes de 2012, e a continuação da própria avenida Jacob Ardigó, mais parada que água de poço (pelo menos, se contarmos desde que começou, também lá no longínquo ano de 2012).

Enfim, se não fosse piada, poderíamos até rir do surgimento na cidade de um monte de escorpiões amarelos também é mais um caso para a combalida Saúde de Itajaí cuidar. Mas, e quem vai cuidar da secretaria?

da minha coluna no jornal Sem Censura

A barbárie da pena de morte (e dos comentaristas de Facebook)

janeiro 24, 2015

discursos de odioO assunto da coluna desta semana (ainda em tempos de “férias de verão” apesar que a maioria esmagadora dos brasileiros já voltou ao seu trabalho normal), não poderia fugir do que foi comentário no Brasil inteiro: o fuzilamento de um brasileiro por um Estado estrangeiro, pela primeira vez, até onde sabe.

Sim, este ato também considero uma barbárie, um país que legaliza o assassinato de um ser humano, que simplesmente diz “olha, desistimos de tentar a recuperação das pessoas e vamos mandar meter a bala nelas, mesmo sabendo que o tráfico e uso de drogas continuará para, provavelmente, todo o sempre”. É exatamente isto que um país e seus governantes dizem quando apelam para a pena capital, pois se desiste do ser humano, se atinge toda uma família com a retirada do mundo de um membro seu. Sim, sim, sim, os argumentos que defendem este tipo de barbárie (que é do título desta coluna) dizem que ele, UM CARREGADOR de cocaína, acabou com outras famílias. Fora que neste caso específico, sabe-se que o DONO da droga está completamente fora de questão, e mataram apenas o carregador, ou, como se chama na linguagem popular, a “mula” que levava a droga pro país.

Não, não foi ele quem “acabou com famílias” onde membros tiveram ou teriam acesso às drogas. Se fosse pra achar um culpado, seria quem mandou aquele homem pra lá; e pros que acreditam que resolveu matar o brasileiro que carregava drogas pra este senhor que o mandou pra lá, engana-se, pois, sabemos, existe demanda, a única coisa que REALMENTE MUDARÁ, é o fato de que provavelmente o traficante (de verdade) terá de PAGAR MAIS para conseguir mandar outro para lá carregando sua droga.

E acreditem, haverá quem irá se arriscar, pois, vivemos no Capitalismo, e, no Capitalismo, somos induzidos a acreditar que simplesmente quem é rico, é melhor e vive melhor que o resto. Isto já tá quase no nosso DNA de tanto que é repetido dia-a-dia, desde que nascemos! Por isso há demanda para pessoas carregarem drogas para países onde há pena capital. E continuará havendo. Queiram vocês, leitores, acreditarem ou não, reclamarem ou não. É um fato e devemos aceitar. Assim como continuará havendo demanda para o uso de substâncias entorpecentes, e isso já acontece praticamente desde que o homem é homem. E continuará existindo. Pena de morte adianta? Não. Aumento na repressão ao combate às drogas adianta? NÃO. Nem vai. Mas, cada um ainda é livre pra acreditar no que quiser, inclusive que a pena de morte resolve alguma coisa. Como disse meu amigo vereador de Blumenau Jefferson Forest, “nenhum criminoso no planeta deixa de cometer um delito por temor à legislação, os crimes são extinguidos pela construção de valores, ligados a educação, a família e as oportunidades”.

E termino esta coluna com um trecho de um vídeo (abaixo) que deveria ser visto por todo ser humano, de preferência, uma vez a cada semestre, do filme “O Ditador” (o último discurso do Ditador, no clássico), de Charles Chaplin: “(…) Não vos entregueis a esses desumanos, homens-máquinas, com mentes de aço e corações de pedra! Não sois máquinas! Não sois gado! Homens é que sois! E levam o amor da Humanidade nas vossas almas! Não odieis! Só odeiam os que nunca foram amados. Os mal-amados e desumanos. Não batalheis pela escravidão! Lutai pela LIBERDADE! (…)”.

da minha coluna no Sem Censura

https://www.youtube.com/watch?v=K2K9519Upes

“Jandir Bellini disse que NUNCA interferiria na CVI!!!”

janeiro 15, 2015

jandir eleição camara pissettiBem, antes de começar, o “protocolo colunístico” indica que devo dar um bom ano novo aos leitores deste jornal (e aos raros leitores desta coluna)! Seguido o protocolo (não, realmente, desejo a todos, ou, sei lá, pelo menos a quem mereça, um bom ano que se inicia – os que não merecem, oras, simplesmente não terão meu desejo, mas, podem fazer um bom ano mesmo assim, certo?), sigamos com esta primeira coluna após este período de férias do jornal Sem Censura!

E começo, é claro, falando do nosso governo municipal. Mais detalhadamente, do nosso prefeito Jandir Bellini. Regressemos algumas poucas semanas, uns dias antes da eleição para presidente da Câmara de Vereadores de Itajaí. Todos que se interessam pela polícia local, ainda lembram-se do que aconteceu? Os governistas tinham um acordo que elegeu Osvaldo Gern (PP) para, em seguida, eleger o vereador Douglas Cristino (PSB). Porém, alguns problemas levaram aos governistas a “escolherem” outro nome para votarem como presidente do legislativo itajaiense. E foi o nome vitorioso, Luiz Carlos Pissetti (DEM).

Mas, antes de continuarmos, voltemos ao dia 26 de julho, quando Jandir Bellini (que é do PP) foi entrevistado pelo jornal Diário do Litoral e disse as seguintes palavras:

“(…) Eu nunca interferi no legislativo e nunca vou interferir. [Nem mesmo nos bastidores, conversando com os vereadores da base?] Nem mesmo nos bastidores. O Pissetti [Luiz Carlos Pissetti], ex-presidente da câmara de Vereadores e hoje secretário municipal, é meu amigo pessoal, assim como o Gern (…), também é meu amigo pessoal. Houve a eleição, mas eu nunca interferi na eleição pra presidente da câmara, como agora não interferi na eleição do Gern. E não vou interferir no final deste ano, quando terá a nova eleição para o próximo exercício. (…)”

Estas foram as palavras do prefeito de Itajaí! E, mais de uma vez, aqui nesta coluna ou até mesmo no meu blogue, já demonstrei que o nosso prefeito não é muito afeito a manter sua palavra dita aos jornalistas. E, infelizmente, a mesma imprensa pouco dá bola pra isso, deixando, como quase sempre, nosso prefeito navegando na maré mansa do Saco da Fazenda.

Mas não vou me alongar muito nesta coluna, não. Para terminar e COMPROVAR que o prefeito diz uma coisa, e depois faz outra, na maior, sem nenhum constrangimento (com uma imprensa dessa, fica fácil, né?), vejam as palavras do colunista do Diarinho JC logo depois da eleição que derrubou Douglas Cristino (que era para ser o candidato dos governistas) e elegeu Pissetti (que era secretário e voltou à Câmara somente pra derrubar Douglas):

“Na política local, o que se fez sentir foi a mão forte do prefeito Jandir Bellini na eleição da presidência da Câmara de Vereadores. Sua influência foi decisiva na eleição do irrequieto Luiz Carlos Pissetti (DEM). (…)”

Incrível, né? E ainda por cima, é elogiado pela “mão forte” que meteu descaradamente no legislativo! Ê vida boa tem esse prefeito, né?

da minha coluna do jornal Sem Censura

Livros lidos em 2014

dezembro 24, 2014

henry-miller-sexus-fraseentão, fechando o ano de 2014, minha média de livros lidos neste ano caiu de 23 para 19 (estou lendo ainda dois — e um não consegui finalizar), porém, consegui, até com certa facilidade, fechar a meta deste ano, que era ler a saga da Fundação, de Isaac Asimov, que é composta por sete livros! E ainda tive sorte que a editora Aleph lançou neste ano toda a série, com nova tradução, inclusive, dentro das mudanças que o próprio Asimov tinha feito na série, após juntar praticamente todos os seus livros para que se passassem num mesmo universo (entram aí também a série dos Robôs, que pretendo começar em breve).

porém, a minha meta para 2015, que já vou começar nos próximos dias, é tentar ler todos os livros — em português — de um dos meus autores estrangeiros preferidos, Henry Miller (que faria aniversário neste 26 de dezembro). acho que o último que li do escritor estadunidense foi em 2011!

então, vamos à lista dos livros lidos neste ano de 2014!

1) Onde o Diabo perdeu as Botas (Hélio Jorge Cordeiro)
2) Tesouros do Nirvana (Gillian G. Gaar)
3) Prelúdio à Fundação (Isaac Asimov)
4) Incal (Jodorowski e Moebius)
5) Che – os últimos dias (Hector Oesterheld com arte de Alberto Breccia)
6) Crônicas da Fundação / ou Origens da Fundação) (Isaac Asimov)
7) Torneio Luíza Mello (Fernando Alécio)
8) As Grandes Invenções da Humanidade (Michel Rival)
9) Rolling Stone – Bob Dylan: Edição Especial de Colecionador
10) Fundação e Império – (Isaac Asimov)
11) Sandman Definitivo 4 – (Neil Gaiman)
12) Segunda Fundação – (Isaac Asimov)
13) Surpreendentes X-Men – Superdotados – (Joss Whedon)
14) Limites da Fundação – (Isaac Asimov)
15) Fundação e Terra – (Isaac Asimov)
16) A Orgia Perpétua – (Mario Vargas Llosa)
17) O Jardim do Éden – (Ernest Hemingway)
18) Garota Exemplar – (Gillian Flynn)
19) A Mão Esquerda da Escuridão – (Ursula K. Le Guin)

lendo
20) Che 20 anos depois – vários autores brasileiros
21) Sociedades Secretas – Vol. II – Sociedades secretas iniciáticas e criminosas (Jean-François Signier e Renaud Thomazo
22) Para Além do Capital – (István Mézsáros) lido parcialmente

trecho de um dos livros que já li do Henry Miller, “O Pesadelo Refrigerado“:

(…) Vastas áreas de solo valioso são transformadas em deserto por negligência, indiferença, ganância e vandalismo. Di­lacerada há oitenta anos pela guerra civil mais sangrenta da história do homem, até hoje é incapaz de convencer o lado derrotado do país sobre a correção de nossa causa; incapaz, como libertadora e emancipadora de escravos, de lhes dar verdadeira liberdade e igualdade, ao contrário, escravizando e degradando nossos próprios irmãos brancos. Sim, o norte industrial derrotou o sul aristocrático — os frutos dessa vitória são agora visíveis. Onde quer que haja indústria existe feiura, miséria, opressão, tristeza e desespero. (…)


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 959 outros seguidores