A celeuma das mudanças na eleição do Conselho Tutelar de Itajaí

março 28, 2015

Antes de começar a coluna, não vou me abster de responder ao meu colega de coluna, João Martins, que me perguntou por que o PT não organiza uma manifestação pró-Dilma em Itajaí? Oras, em Itajaí, como todos sabemos, Dilma perdeu e com uma margem enorme de diferença contra Aécio. Só isso já responderia, não? Foi tão fácil que nem teve graça responder, né? Ah sim, já em outras cidades maiores, capitais, onde aconteceram as manifestações do dia 13, como viste na mídia (que tentou esconder), foram muitos milhares, certo? O choro, é sempre livre. Já as ofensas publicadas na última edição contra filiados ao PT, como eu, por exemplo, acho triste que um jornal tenha de chegar a este ponto — e reproduzir discursos de ódio como publicado na última edição —, ou o próprio colunista, mas, como o nome aqui é “Sem Censura”, fazer o que, né? Porém, não terão este “prazer” da minha parte. Continuarei defendendo minhas ideias, opiniões, ideologias, sem ter de descer o nível como tentam muitos pelas redes sociais.

Voltando à coluna, impossível não comentar os acontecimentos desta quinta-feira, durante a 13ª sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Itajaí. É que, finalmente, ia ser votada as mudanças na eleição para o Conselho Tutelar de Itajaí, que foi alvo aqui na minha coluna na 4ª edição do Sem Censura. Destaque para as óbvias intervenções dos vereadores que têm interesses pessoais na eleição do CT (eles não querem o fim da reserva de vagas, que só acontece em Itajaí, na região, que é a destinação de vagas para advogados, pedagogos psicólogos para o CT, que denota óbvia reserva classista, inclusive, pois os mesmos conselheiros NÃO PODEM exercer suas funções enquanto conselheiros), que acabaram em um forte bate-boca e suspensão da sessão. Na defesa das mudanças, o vereador Fernando (PP), Giovani (PT) e Calinho (PP), entre outros. Aliás, segundo tudo indica, o vereador líder do governo pediu vistas (ou seja, o tema será votado nesta semana*) pois estaria empatado em dez a dez, e o presidente da CVI não queria dar o Voto de Minerva.

Além disso tudo, um outro bate-boca, que foi entre este que vos escreve e o padrasto de um dos vereadores, que tem a mãe como conselheira tutelar também. O mesmo, aos gritos, disse que eu deveria ficar quieto pois sou petista! Isso mesmo! Ele tentou me calar por eu ser filiado a um partido!! Seria o mesmo que dizer a um religioso, num evento ecumênico, por exemplo, que se calasse porque o outro não gosta da sua religião! Incrível o ponto que chegamos, o ódio exacerbado por um partido político (e o João Martins ainda queria que fossemos para as ruas naquele dia da manifestação do dia 15???), o básico fascismo, que tenta proibir uma ideologia de manifestação, inclusive, muito visto nas redes sociais ultimamente. Termino com a frase do jurista Pedro Serrano sobre este assunto: “Agredir uma pessoa que porta o símbolo de uma agremiação política [ou usa camisa vermelha] tem o mesmo sentido, para a ordem jurídico-democrática, que você agredir um homossexual, que você agredir um negro, que você agredir uma mulher pelo gênero, pela etnia, pela orientação sexual.

* como realmente não foi nem pra pauta da Câmara, pois o prefeito simplesmente decidiu não mandar o projeto mais…

O fascismo invadindo a política local

março 20, 2015

ontem estive na Câmara de Vereadores de Itajaí, para saber como iria ficar a votação que levaria a algumas mudanças na eleição e na composição do Conselho Tutelar de Itajaí, seguindo as orientações do Condama, órgão federal que regula os conselhos tutelares. obviamente, a sessão foi tumultuada, inclusive por questões que sou proibido de citar aqui no blogue. em certo momento, a sessão fora suspensa, e o vereador Clayton (PR) entrou com um pedido de quebra de decoro contra o vereador Calinho Mecânico (PP). todos governistas. o clima ficou tenso, houve bate boca, pois Calinho teria sugerido, com palavras duras, que havia interesses pessoais de alguns ali na questão da votação das mudanças no CT de Itajaí. chegou, indiretamente, a dizer que que “estavam mamando” com isso! trocas de insultos, após o pedido de suspensão, os vereadores foram para o plenarinho, e voltaram, quase 20 minutos depois, pedidos de desculpas, pedidos de desculpas aceitos e a quebra de decoro foi retirada. ah sim, o vereador líder do governo então pediu vistas, e será votado na próxima quinta-feira, 26 de março.

fascista brasileiroporém, o que aconteceu antes, envolveu este que vos fala num pequeno bate-boca, mas, com viés fascista, provavelmente inspirado pela “onda apartidária” (e fascista) que toma conta do país. isso que o mesmo é padrasto de um vereador!! mas vamos aos fatos:

este senhor e sua esposa estavam, desde que tinham chego na Câmara, falando, criticando, elogiando, enfim, manifestando-se lá no fundo do auditório da CVI. eu também estava na última fileira, no lado esquerdo. eles no direito. porém, quando me manifestei, os mesmos começaram a me agredir verbalmente, mas, como não sou de revidar este tipo de coisa, fiquei na minha, mas, foi por poucos segundos, pois aí o tal senhor gritou umas duas vezes “fique quieto que tu é petista”, no que obviamente eu retruquei, pois este tipo de atitude FASCISTA não pode e não deve ser aceito, ainda mais num ambiente político que é a Câmara de Vereadores, a “Casa do Povo”. no que eu retruquei, o meu companheiro de partido Iedo, que estava ao meu lado, também perguntou, de forma incisiva, qual era o problema em ser petista. claro que isso tudo foi na base do grito, pois as pessoas que me agrediam verbalmente, também o faziam gritando. praticamente a sessão da Câmara parou por cerca de um minuto enquanto durou a discussão, porém, vendo que não abaixamos a cabeça, o tal senhor logo se recolheu e nada mais falou. na verdade, logo depois, nem o vi mais lá dentro do auditório.

uma vergonha! como podemos aceitar que alguém possa ser criticado ou que tenha de se calar por ser de algum partido??? (que nada tinha a ver com o que acontecia ali dentro!!! tanto que o projeto era defendido por alguns governistas, e um do oposicionistas — que são apenas três — já tinha declarado que iria votar contra as mudanças na eleição do CT!)

eu não aceito. e não irei aceitar! e vou defender a minha LIBERDADE DEMOCRÁTICA de ser do partido que for, e de dar as minhas opiniões quando eu achar por bem dá-las! e quem quiser reclamar, que venha DENTRO do seu direito democrático, não com xingamentos ou com tentativas de me acuar por algo que eu tenho o total direito de ser! isso é fascismo! essa foi uma atitude fascista! e TODOS NÓS devemos lutar contra isso, pois, está se espalhando, e, será perigoso para todos nós. lembrem daquele poema célebre de Brecht, com que termino este texto:

Primeiro levaram os negros
Mas não me importei com isso
Eu não era negro

Em seguida levaram alguns operários
Mas não me importei com isso
Eu também não era operário

Depois prenderam os miseráveis
Mas não me importei com isso
Porque eu não sou miserável

Depois agarraram uns desempregados
Mas como tenho meu emprego
Também não me importei

Agora estão me levando
Mas já é tarde.
Como eu não me importei com ninguém
Ninguém se importa comigo.

“Admita: você foi para a rua para odiar”

março 19, 2015

o q faço aquiachei o título UM POUCO forte, apesar de ser verdade, pelo menos, verdade para uma boa parte dos manifestantes deste domingo, 15 de março. infelizmente, muitas pautas fora da nossa democracia acabaram se misturando com a inocuidade das pautas revoltadas de muitos, que é o que geralmente acontece quando se manifesta sem pautas definidas, ou com pautas que simplesmente não fazem muito efeito na sociedade (alguém já disse ser a favor da corrupção? e por que a única corrupção pedida atingia diretamente o governo federal? e os governos municipais? e os problemas locais, estaduais? isso ninguém viu, pois a pauta era MANIPULADA pra se atingir apenas o PT e o governo federal, isso está cada vez mais claro, inclusive, até mesmo para a mídia internacional).

odio dilmaporém, a mídia brasileira já “decidiu” pelos brasileiros e disse que as manifestações foram POPULARES, mesmo com pesquisas comprovando o contrário, que eram manifestações dos eleitores derrotados há pouquíssimos meses que, sem comprovação alguma, aliás, sem nem indicação de crime, querem tirar a candidata que foi reeleita pelo povo brasileiro, mais de 54 milhões e meio de pessoas.

ricos crisereitero, manifestação sem pauta ou com pautas inócuas acabam virando palco para a doença do machismo, dos pedidos de impeachments, dos pedidos de volta da ditadura militar, dos xingamentos e ofensas contra pautas relevantes (como no vídeo que mostra praticamente uma centena de manifestantes indo pra frente de uma casa ofender e xingar os moradores que tinham uma faixa pedindo por pautas relevantes), das tentativas de se proibir “partidos políticos” (e até mesmo ideologias!), mesmo a manifestação tendo como alvo APENAS UM PARTIDO, mesmo a manifestação sendo manipulada pelos partidos de oposição, mesmo com vários deles inclusive participando dela, incentivando as pessoas a irem pras ruas pra derrubar o governo democraticamente eleito.

paulo freire manifestaçaoenfim, leia parte do artigo abaixo, e, se quiser ler ele inteiro, clique aqui:

Primeiro, vamos combinar uma coisa: se você votou em Aécio Neves, nas eleições passadas, você não está preocupado com corrupção.

Você nem liga para isso, admita.

Aécio usou dinheiro público para construir um aeroporto nas terras da família dele e deu a chave do lugar, um patrimônio estadual, para um tio.

Aécio garantiu o repasse de dinheiro público do estado de Minas Gerais, cerca de 1,2 milhão reais, a três rádios e um jornal ligados à família dele.

Isso é corrupção.

Então, você que votou em Aécio, pare com essa hipocrisia de que foi às ruas se manifestar porque não aguenta mais corrupção.

É mentira.
(…)
dilma enforcadaVocê foi para a rua porque, classe média remediada, precisa absorver com volúpia o discurso das classes dominantes e, assim, ser aceito por elas.

Você foi para a rua porque você odeia cotas raciais, e não apenas porque elas modificaram a estrutura de entrada no ensino superior ou no serviço público.

Você odeia as cotas raciais porque elas expõem o seu racismo, esse que você só esconde porque tem medo de ser execrado em público ou nas redes sociais. Ou preso.
(…)
Ainda assim, você foi para a rua bradar contra a corrupção.

E, para isso, você nem ligou de estar, ombro a ombro, com dementes que defendem o golpe militar, a homofobia, o racismo, a violência contra crianças e animais.

Você foi para a rua com fascistas, nazistas e sociopatas das mais diversas cepas.

Você se lambuzou com eles porque quis, porque não suporta mais as cotas, as bolsas, a mistura social, os pobres nos aeroportos, os negros nas faculdades, as mulheres de cabeça erguida, os gays como pais naturais.

Para o futuro — e meu processo contra a prefeitura de Itajaí

março 18, 2015

Não, os dois assuntos não têm relação. Geralmente, aqui, escrevo sobre um assunto. Neste será diferente. Primeiro, o futuro, e escrevo não para o leitor de hoje, mas para o leitor do futuro, algum historiador, jornalista, que esteja pesquisando as reações locais aos protestos desta sexta-feira e domingo no Brasil de 2015, suas repercussões, análises etc. Claramente, as manifestações deste manifest_salariodomingo, que são contra “tudo isso que aí está”, que resume o não-elegi-meu-candidato-em-outubro-passado-por-isso-fui-pras-ruas, colocou mais de uma centena de milhar de pessoas pelo país afora (os números ainda divergem enquanto escrevo esta coluna). E não poder ser diferente, visto que a manifestação do domingo foi amplamente divulgada por toda a mídia, ganhou cadernos especiais nos jornalões, chamadas de capa, propagandas PAGAS nas capas de jornais, apoio de sindicais e grupos patronais (como em Itajaí, a CDL, o Clube dos Diretores Lojistas, por exemplo), fora a cobertura exaustiva das TVs durante este domingo. Até, num contexto, era pra ter muito mais gente. Porém, foi um número expressivo. Já o contrário, as manifestações que foram de apoio à Petrobras, à Reforma Política e ao Governo Federal (mas que também tiveram algumas críticas à manifest_cubaalgumas políticas do atual governo), mal ganharam algumas linhas nos dias anteriores, não tiveram investimentos quase milionários em estruturas, organização, mídia e afins, fora a cobertura jornalística no dia, tímida (mas teve).

Portanto, comparar as duas manifestações não tem nem cabimento, e a contra o governo federal, teria de ter mesmo o número de pessoas que foram mobilizadas às ruas seguir as pautas (muitas, ridículas) que foram marteladas na cabeça dos brasileiros nas últimas semanas. Espero que o leitor do futuro esteja lendo num país democrático, e que os muitos que pediram pela (pasmem!) volta da Ditadura Militar manifest_fomeou pelo (pasmem!) impeachment da presidenta recém-eleita Dilma Rousseff não tenham conseguido seu intento e tenhamos continuado com a nossa democracia intacta. Óbvio que, se houvesse algum problema legal que levasse ao tal impedimento da presidenta, seria outra história. Porém, o que temos é apenas o mimimi dos que não conseguiram derrotar (pela quarta vez!!) o PT em Brasília e agora tentam um golpe, mas, não adianta só berrar e esbravejar. E, em seguido nosso histórico democrático atual, é claro, em breve, como nosso leitor do futuro saberá, teremos saído dessa crise mundial que só nos atingiu agora entre o final de 2014 e começo de 2015. Do contrário, a crise se alongará por muitos anos. A(s) resposta(s), o futuro nos dirá.

Processo contra a prefeitura
Neste dia 26 de março, às 17h, terei a audiência de instrução e julgamento contra a prefeitura de Itajaí, enquanto servidor público que sou (concursado desde 2007, aliás, minha única função na prefeitura até este momento). O caso é sobre o meu afastamento por 30 dias sem remuneração por ter criticado de “forma inadequada” o governo municipal no meu blogue (fora do horário de trabalho!!!).

Lava Jato, Impeachment, corrupção e tudo isso que está aí [parte final]

março 12, 2015

[leia a primeira parte aqui]

Continuando a análise da conjuntura sobre “isso tudo que aí está”, relembrando o que publiquei sobre o que o Governo Federal construiu para o povo brasileiro e que afronta a atual montagem da elite capitalista (não só do Brasil), começamos com a “expulsão” do FMI do Brasil, o programa Fome Zero, as políticas públicas para o ensino superior, geração de empregos recorde há anos e o aumento real do Salário Mínimo. Porém, também é impossível não lembrar de um programa habitacional como nunca se viu no país, o “Minha Casa, Minha Vida”, além, é claro, do grande programa de transferência de renda, já elogiado pelo mundo inteiro, o “Bolsa Família”, que, infelizmente, ainda bolsa empregoé muito criticado pelos brasileiros que simplesmente não fazem ideia de como funciona o programa. E estes dois programas, principalmente o segundo, são duramente criticados pelos que sempre exerceram o poder no Brasil. Pra eles, “não se deve dar o peixe, e sim ensinar a pescar”, porém, é exatamente isso que o BF faz, mantendo as crianças na escola, e dando o MÍNIMO para que uma família que viva na extrema pobreza tenha para SOBREVIVER. Para mim, é muito pouco, mas, tem sido o necessário para milhões de pessoas conseguirem, inclusive, sair deste estado lastimável em que foram jogadas pela falta de políticas públicas decentes dos governos anteriores a Lula e Dilma.

bolsa familia_Disso tudo, misturado, surge o ÓDIO que vemos expresso atualmente por uma parcela da população que, inclusive, vivia no estado de penúria lá nos anos 1990, e que ascendeu à Classe Média brasileira. Esta classe, altamente influenciada pela mídia, que reflete o gosto do empresariado por terceirizar o seu ódio contra o pobre (para que continue pobre, pois, quem vai limpar nossas casas, nossas ruas, pegar nosso lixo, fazer nossa comida, nos servir [servos]?). A estes, sempre interessou CRIMINALIZAR a política, e, claro, deixar a classe empresarial (do qual faz parte a mídia), como se fosse santificada. E esse ódio tem sido canalizado, principalmente, ao único governo federal que tem se empenhado em tentar acabar com a corrupção, mesmo ela tendo se entranhado dentro de si, como esteve em TODOS os governos anteriores, pois, vivemos a política através de FINANCIAMENTO PRIVADOS (http://goo.gl/wfKWWR), ou seja, o patronato coloca quem quer no poder, e o manipula de forma com que sempre ele ganhe mais (lucro, o deus do Capitalismo). E, como o patronato não aceita “pagar o pato”, como vem acontecendo na Lava Jato, com vários financiamento campanhaempresários na cadeia e outros tendo que devolver muito dinheiro, o defensor natural do empresariado, a grande mídia, não ficaria em outra posição a não ser o óbvio ataque puro e simples contra a classe política. Não estou liberando-os de culpa. São tão culpados quanto os empresários. Porém, de nada adianta criminalizar somente um grupo, e deixar o resto como está, tanto que a mídia não demonstra, nem irá, qualquer empenho pela REFORMA POLÍTICA, pois vai contra seus interesses em continuar a manipulação da classe política. Que paguem TODOS. E que se mude, finalmente, a forma de se fazer política no Brasil. Que venha a regulação da mídia também. Porém, dia 15 de março, teremos novamente uma cortina de fumaça (impeachment & fim da corrupção) patrocinada pela mídia, encobertada pelos manipuladores de sempre (disfarçados de “revoltados com isso tudo que aí está”) e pelos manipulados usuais. Ah sim, e temos entre os participantes da manifestação contra a corrupção até políticos envolvidos em investigações do MP em Itajaí. Risível, não?

da minha coluna no jornal Sem Censura

[aqui, aqui e aqui, outros artigos sobre o mesmo tema, com outras visões]

Lava Jato, Impeachment, corrupção e tudo isso que está aí [parte 1]

março 5, 2015

É impossível escrever sobre “isso tudo que está aí” em apenas uma coluna com pouco mais de 500 palavras em média. Portanto, esta coluna deve ser lida em suas duas partes, continuando na próxima semana aqui no jornal Sem Censura.

FMI_fhcE pra começar esta extensa análise disso tudo que aí está e se pretende acabar, sabe-se lá com que fórmula mágica (ainda não apresentada, importante notar, o que comprova que se quer apenas o “caos pelo caos”, pois, alguém sempre lucra com o caos no Capitalismo), vamos analisar a conjuntura com a famosa “visão de fora”, ou seja, tentando abranger o máximo o olhar, para entender alguma coisa e repassar esta visão maximizada para o leitor, lembrando também que o que vemos hoje em dia, sejam nas redes sociais ou na mídia, são leituras superficiais, exageradas e tendenciosas, sem contar o monte de mentiras e manipulações que são jogadas a cada hora nas redes sociais, tudo compartilhado pelas “pessoas de bem” do Facebook e afins, que acham normalíssimo postar mentiras na internet.

fome brasil ptE podemos começar lá nos primeiros momentos do mandato do presidente Lula, quando o Brasil conseguiu, finalmente, (1) “expulsar” o FMI de Brasília, de onde o fundo continuava controlando nosso modo de fazer economia. Isso foi o primeiro impacto sentido pelo capital internacional, vide o que está acontecendo agora na Grécia, onde a União Europeia simplesmente não aceita que os gregos giram sua própria economia. A mão-de-ferro da UE deve ser aceita. Daí, podemos pular para o famoso (2) Fome Zero, que, claro, obteve grande rejeição dos que sempre rejeitaram votar no PT, o que não é nenhuma novidade. Porém, o programa seguiu firme e forte e continuo, ganhando elogios no mundo inteiro. Menos no Brasil (que finalmente saiu do mapa da fome da ONU), onde foi tratado como mais um programa pra pobre (como se antes, o Brasil tivesse programas para os abandonados por políticas públicas). Que se seguiu, logo, com a (3) fhc desempregopolítica pública de cotas para as universidades, outra grande mudança, de onde passamos a aumentar, ano a ano, a inclusão daqueles que sempre foram excluídos do ensino superior. Isso também não foi aceito pela classe que sempre dominou o ensino superior. Hoje em dia, sabemos, até filho de pobre vai viajar pro exterior para estudar! Um acinte para os que sempre matriculas ensino superior brasilandaram na Europa “entre seus pares”. Agora, têm de conviver com “qualquer um” perambulando em lugares onde só a “nata” da sociedade ia para estudar. (4) A geração de empregos nos governos federais do PT também “atrapalha” os que lucram com as crises do Capital (http://goo.gl/wYL5Rd) e, no Brasil atual, atingimos o menor índice de desemprego da nossa história: estamos entre os primeiros do mundo inteiro — de 12% em 2002 hoje temos 4,5%. Lembrando que o mundo ainda TENTA se recuperar da crise capitalista iniciada em 2008 (http://goo.gl/GE3xuP)! E isso nos leva ao próximo item, (5) o aumento real do Salário Mínimo, em mais de 260% em 12 anos, outro fator que “atrapalha” o patronato, que sempre achou que era melhor pagar menos para lucrar mais. A lógica básica e rasteira do capitalismo. (continua na próxima coluna — semana que vem)

[clique aqui para a segunda parte]

CVI novamente na mídia — e negativamente

fevereiro 25, 2015

E foram por dois motivos, um ruim, péssimo, e um, é claro, com uma notícia mais, vamos dizer, positiva, apesar dos pesares. Vamos começar com a ruim, pois, ao que parece, notícias voam pela cidade de que o vereador do partido do prefeito, o santificado PP, estaria envolvido em novo escândalo com a sua empresa ter participado das obras que estão finalizando, depois de mais de cinco anos, os terminais urbanos que vão fazer o Transporte Integrado em Itajaí, que virou lenda depois que Jandir (PP) e Dalva (PSB) assumiram em 2009, quando as obras já haviam iniciado! Enquanto isso, é claro, povo está pagando uma das mais caras passagens de ônibus coletivo urbano, R$ 3,30, mas, é claro, vão pra rua, se é que vão, daqui alguns dias, pedir um ridículo impeachment da presidenta porque aumentou a gasolina (e nem vão saber que mais de 25% dos impostos da gasolina é ESTADUAL!!!). Essa é a nossa Itajaí, que será lembrada, no futuro, infelizmente, como piada, assim espero, pelos nossos futuros habitantes, mais politizados e menos manipulados. Mas voltemos ao vereador do PP e esta nova denúncia de envolvimento de sua empresa com estas obras. Aliás, nem voltemos, não. Também não gosto de denuncismo barato, e só estou lembrando o fato, pois ainda nem vi quaisquer fatos sobre o assunto, apenas o comentário do colunista do Diarinho e que o negócio, parece, é sério. Vamos aguardar. E ver como reagirá (ahahahah) a população de Itajaí e os nossos vereadores, lembrando, a maioria é governista na CVI.

coletivo valor 2015O outro assunto, menos ruim, mas, nem tanto, é o pedido da vereadora Anna Carolina (PRB), de que a prefeitura puna a empresa Coletivo Itajaí, esta que faz o transporte urbano na cidade há décadas, e que há muito tempo vem praticamente brincando com a cara do cidadão itajaiense. E é aí que mora a parte ruim da parte boa. É que a prefeitura ainda precisa de um empurrão de uma vereadora (oposição) pra que coce e faça alguma coisa. Ontem, num jornalístico do meio-dia, o apresentador disse que como a empresa não foi encontrada (ou sei lá, não quiseram dar) pra dar sua versão, ele não iria comentar por enquanto. Sei. Estão usando a mesma estratégia que tem dado certo com o prefeito de Itajai, que desaparece dos jornais rapidinho, pois raramente dá uma entrevista que não seja por meios oficiais (e isso inclui, é claro, aqueles “jornalistas” os quais sabemos, não farão uma pergunta sequer fora do script). Vamos ver se continuarão no assunto a partir desta segunda-feira (escrevo a coluna no domingo).

Ah, e para os que pretendem ir às ruas pedir o impeachment da presidenta, não se esqueçam que pagam uma das passagens mais caras do Brasil e vocês simplesmente não falaram nada; ninguém foi às ruas; ninguém sequer tirou a bunda da cadeira pra fazer um protesto que seja. Mal falaram alguma coisa no Facebook!!! Sabem qual a passagem mais cara do Brasil? São Paulo, com R$ 3,50, apenas vinte centavos a mais que a “megalópole” itajaiense.

Onde estão as grandes obras de mobilidade de Itajaí?

fevereiro 22, 2015

viaduto vanolliFoi esta a pergunta que fiz no meu blogue na semana passada, comentando sobre a obra completamente parada da ponte da Jacob Ardigó, que irá, num futuro sabe-se lá quando, os bairros Dom Bosco e Cidade Nova (Promorar). Inclusive, após publicar que a obra da continuação da avenida Jacob Ardigó está basicamente a mesma coisa desde 2012 (!!!), saiu uma matéria na Ric Record onde o próprio apresentador do jornalístico indicou que a prefeitura dizia que até julho deste ano os carros já estarão passando pela ponte!!! Sério! Falou isso, e não se ouviu um pio sequer sobre a demora estrondosa da obra inteira! Nenhuma crítica! Nadica de nada! Enquanto isso, vemos obras vultuosas como a Marina do Saco da Fazenda indo de vento em popa, mas, como sempre digo por aqui, o povo não tá nem aí; quer dizer, a imprensa é que não faz o povo se revoltar contra os desmandos do governo Jandir — o total contrário que faz a mídia nacional, jogando o povo contra o governo Dilma. Apesar de, em tempos de internet, é um pouco de desleixo que as pessoas gostem tanto de ser manipuladas pela imprensa ainda, não?

Mas, voltemos às grandes obras de mobilidade da cidade. Algumas poucas semanas atrás, o governo Bellini fez o que tanto gosta, que é mudar o sentido das vias, criando os “binários” (ou seja, pegam ruas paralelas, e as transformam em mão-únicas, uma indo e a outra vindo), ali na Murta. Porém, “resolvendo” um problema, criaram outro enorme, pois o tempo de permanência no semáforo de quem sai da José Luiz Marcelino, que era de quatro minutos, no máximo, agora, virou uma enorme fila na via, e chega a durar até 10 minutos ou mais para andar pouco mais de 300 metros (por causa da mudança no tempo do semáforo da esquina com a Silvestro Moser). Ah sim, e eu tinha sugerido lá em 2012 (http://wp.me/pdrbW-3U2) uma mudança que, creio, seria bem mais interessante: transformar a Eugênio Pezzini (a rua da Liquigás) em somente saída, e, como está agora, só como entrada a Silvestro Moser. Aliás, esta sugestão de mudança foi aprovada pela Câmara de Vereadores em 2013 (http://wp.me/pdrbW-4sm), mas, nada foi feito, e, somente agora, em 2015, que fizeram alguma mudança (com o devido prejuízo para uma parte do bairro).

E qual seria a solução para resolver este problema criado (na tentativa de se solucionar outro)? Seria a prefeitura de Itajaí fazer uma outra obra de uma ponte, bem menor, se comparado com a da Jacob Ardigó, o qual já está projetada pela prefeitura há muitos e muitos anos, que é a outra ligação entre a parte baixa do Cordeiros e a Murta ali na rua Lidia Puel Peixer (rua da escola Maria Hulse Peixoto) com a Telêmaco de Oliveira (no loteamento Jardim Esperança).

Também já tinha sugerido, então, com outro projeto já existente, que se transformasse a José Luiz Marcelino em binário, mas, aí é pedir muito, que a prefeitura abra uma rua projetada para melhorar o trânsito por ali. Ah, e também deve ser pedir muito que a outra grande obra de mobilidade urbana de Itajaí saísse do papel, né, que é o elevado do Vanolli, mas, esse, assim como a Via Portuária, vai ficar para o próximo prefeito, pois Jandir&Dalva, em oito anos, não conseguirão começar o primeiro e terminar o segundo (já começado no governo anterior!).

da minha coluna no jornal Sem Censura

A Dengue (cada vez mais) do Jandir

fevereiro 17, 2015

jandir dengue dalvaE o tema recorrente em Itajaí não poderia deixar estas linhas mais esta semana. Novas informações nos põem a par de que o problema é mais sério do que se supunha. Eu mesmo, não acreditava que era tão ruim assim, mas, lendo as matérias da nossa imprensa (mentira, só no Diarinho e no Sem Censura estamos tendo mesmo matérias mais críticas), é impossível não colocar como o principal culpado pelo surto de dengue na cidade o próprio prefeito. Vamos aos fatos:

Segundo matéria do jornal Diário do Litoral, DESDE MAIO DE 2014 o prefeito Jandir tinha conhecimento através de um documento da secretaria de Saúde do problema da dengue e que ele era iminente. SOMENTE CINCO MESES DEPOIS é que a população teria começado a ser avisada! A sugestão da Saúde era que se começasse imediatamente uma campanha de prevenção da epidemia. Ainda de acordo com a matéria do Diarinho, o secretário de Saúde pedia uma força tarefa e uma campanha pela imprensa pra combater e minimizar focos, mas, o governo Jandir, na sua típica falta de vontade com assuntos que envolvem a população, como já dito, somente cinco meses depois lançou uma campanha pra alertar a população.

A desculpa da prefeitura, é claro, foi de que tudo começou já lá naquela época, porém, faltou uma campanha mais incisiva, palavras da assessoria da prefeitura. Ah sim, na matéria do Diarinho, o prefeito, como sempre, não foi encontrado para dar a sua versão. Como venho falando, desde lá 2009, a tática funciona perfeitamente. Só o Diarinho mete a faca, aí, o prefeito reiteradamente foge dos jornalistas e o assunto praticamente morre por ali mesmo, já que as pessoas nas redes sociais, aquelas que, neste exato momento, se auto intitulam “politicamente inteligentes”, não querem nem saber de criticar o santificado governo dos amarelos. O negócio é seguir a onda (manipulada, como sempre) e pedir “impeachment” (???) da presidenta Dilma, falar da Petrobras ou de quaisquer temas que a Globo/Veja e afins mandarem para eles.

E, contando com a plena indulgência dos outros meios de comunicação da cidade, fica fácil, como já disse, para o prefeito nadar no mar da tranquilidade do Saco da Fazenda, vendo a sua Marina sendo implantada a passos largos, enquanto ações para o povo, ficam à míngua.

O que chama outra notícia da saúde: lembram do Centro Integrado de Saúde, aquele que foi, inclusive, motivo de ação eleitoral do qual Jandir e Dalva foram derrotados, por propaganda irregular, bem, a obra está atrasadíssima e, agora, aumentou em mais de CINCO MILHÕES para ficar pronta. Isso também saiu em matéria do Diarinho. E se saiu em outros meios de comunicação, provavelmente, mais como uma “nota de rodapé” do que outra coisa. Ou alguém viu o Graciliano esbravejando contra o prefeito e o governador Raimundo Colombo (a matéria diz que os cinco milhões prometidos pelo governo estadual, até agora, não chegou lá no paço municipal)?

E aí eu pergunto, adianta eu ficar reclamando aqui? Não sei, mas, continuarei, pois tenho certeza que o futuro me dará razão, ainda que isso pouco adiante, já que nós, enquanto povo, sofreremos ainda por muito tempo pelos mandos e desmandos da atual administração.

da minha coluna no jornal Sem Censura

Atenção: em julho motoristas devem estar passando pela ponte da Jacob Ardigó!

fevereiro 14, 2015
Avenida Jacob Ardigó em 2012

Avenida Jacob Ardigó (continuação) em 2012

pelo menos, foi o que disse o apresentador da Ric Record Graciliano Rodrigues agora pouco, no jornalístico do meio-dia, relatando o que teria dita a prefeitura de Itajaí (interessante é que ele não falou nada sobre o obra estar praticamente morta há mais de três anos)!!! coincidentemente, as obras parecem ter voltado após minha postagem desta semana indicando que quase nada foi mexido nos últimos três anos do que seria uma das principais melhorias na mobilidade urbana da cidade!!

Avenida Jacob Ardigó (continuação), praticamente parada desde 2012...

Avenida Jacob Ardigó (continuação), em fev/2015 praticamente parada desde 2012…

interessante, né? então tá, lá em julho, eu tento me lembrar e voltar aqui pra dizer que a OBRA NÃO FICOU PRONTA, é claro. e não estou rogando praga, não, pois, o final desta obra já tinha sido anunciado, se não estou enganado, pro ano passado, e, até agora, o que se vê por lá, é muito mato e algo que já poderia ter sido efetivado há tempos.
mas, estamos em Itajaí, e se a coisa não é pra beneficiar a classe abastada da cidade, tudo é muito, muito mais devagar, pois sabem que contam com a amizade da maior parte da imprensa, que domina a maior parte da população e que prefere pouco se manifestar sobre assuntos que dizem respeito à ela mesma. ;-)


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 964 outros seguidores